• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#46257
No filme "O ódio que você semeia" retrata a história de um adolescente negro que é assassinado por um policial injustamente, sua amiga é a única testemunha, que luta contra todos os paradigmas sociais para provar a culpabilidade do policial. Diante dessa problemática, não tão distante das telas os negros são perseguidos devido ao histórico-social escravocrata. Sendo assim, entende -se que a baixa atuação governamental, bem como o individualismo apresenta-se com entraves para a solução do problema.

Primeiramente, é importante salientar que a persistência do racismo na sociedade é derivada da falta de medidas governamentais eficientes. Assim,
segundo o filósofo Thomas Hobbe " O estado é responsável por garantir o bem-estar da população", entretanto isso não ocorre no Brasil. Diante da perspectiva de Hobbe, observamos que o Estado não cumpre o seu papel como promotor dos direitos desses indivíduos, visto que a população negra ocupa poucos cargos importantes e menos vagas nas universidades, em contrapartida podemos observar grande prevalência em cadeias e periferias, todos esses fatores corroboram para a criminalidade e a violência . Dessarte, o Estado deve intervir a fim de diminuir as desigualdades existentes.

Outrossim, o individualismo e o egoísmo é outro ponto relevante nessa temática. Segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, descreve a sociedade como massivamente egoísta. Diante de políticas públicas que inserem o negro na sociedade, os exemplos são, as cotas nas universidades, elas são vistas pela a sociedade como "facilitador", muitas pessoas tem preconceito por não entender o marco social que esse acontecimento representa, em proporcionar ao negro uma oportunidade de desenvolvimento sócio-cultural. Por todos esses aspectos a falta de empatia, contribui para a diminuição da inserção negra nos núcleos sociais mais favorecidos.

Portanto, medidas exequíveis são necessárias para impedir o avanço desse entrave no país. Sendo assim, com o intuito de amenizar o racismo no Brasil, é de suma importância que o Estado promova políticas públicas direcionadas à população negra, como o acesso à universidade , o esporte e ao mercado de trabalho. Além disso, o Ministério da educação com o apoio das grandes mídias, devem criar campanhas para a valorização da população negra. Como resultado esperamos que o racismo e a violência racial seja retratada apenas na ficção.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#46435
No O filme "O ódio que você semeia", [vírgula] retrata a história de um adolescente negro que é assassinado por um policial injustamente, sua amiga é a única testemunha, que luta contra todos os paradigmas sociais para provar a culpabilidade do policial. Diante dessa problemática, não tão distante das telas, [vírgula] os negros são perseguidos devido ao histórico-social escravocrata. Sendo assim, entende-se que a baixa atuação governamental, bem como o individualismo se apresentam com entraves para a solução do problema.
* Introdução padrão

Primeiramente, é importante salientar que a persistência do racismo na sociedade é derivada da falta de medidas governamentais eficientes. Assim, segundo o filósofo Thomas Hobbe, [vírgula ou dois pontos] "O Estado é responsável por garantir o bem-estar da população", entretanto isso não ocorre no Brasil. Diante da perspectiva de Hobbe, observamos [não pode usar 1ª pessoa] que o Estado não cumpre o seu papel como promotor dos direitos desses indivíduos, visto que a população negra ocupa poucos cargos importantes e menos vagas nas universidades, em contrapartida podemos observar grande prevalência em cadeias e periferias, todos esses fatores corroboram para a criminalidade e a violência . Dessarte, o Estado deve intervir a fim de diminuir as desigualdades existentes.
* Não usar 1ª pessoa na redação (eu/nós). Tem que ser impessoal, escrever em 3ª pessoa

Outrossim, o individualismo e o egoísmo é outro ponto relevante nessa temática. Segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, descreve a < faltou concordância e coerência] sociedade como massivamente egoísta. [faltou conectivo] Diante de políticas públicas que inserem o negro na sociedade, os exemplos são , [sem vírgula] as cotas nas universidades, elas são vistas pela a sociedade como "facilitador", muitas pessoas têm [acentuação] preconceito por não entender o marco social que esse acontecimento representa, em proporcionar ao negro uma oportunidade de desenvolvimento sociocultural [perdeu hífen]. [faltou conectivo] Por todos esses aspectos a falta de empatia, contribui para a diminuição da inserção negra nos núcleos sociais mais favorecidos.
* Mais atenção na concordância e coerência do que escreve, na pontuação, acentuação e o uso de conectivos

Portanto, medidas exequíveis são necessárias para impedir o avanço desse entrave no país. Sendo assim, com o intuito de amenizar < a intenção tem que ser eliminar e não amenizar] o racismo no Brasil, é de suma importância que o Estado promova políticas públicas direcionadas à população negra, como o acesso à universidade, ao esporte e ao mercado de trabalho. Além disso, o Ministério da Educação com o apoio das grandes mídias, devem criar campanhas para a valorização da população negra. Como resultado esperamos [não usar 1ª pessoa] que o racismo e a violência racial seja retratada apenas na ficção.
* Conclusão ficou vaga, não apresentou políticas públicas novas, como já tinha desenvolvido, cotas já existem e servem para universidades e concursos públicos. Deveria ter elaborado melhor essa parte. A lei de cotas é temporária, sua duração é de 10 anos, então em 2022 ela termina, poderia sugerir a prorrogação dela e uma mudança junto para melhorar a situação

Espero ter ajudado! ;)
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM