• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#71377
Durante a colonização no Brasil, via-se navios negreiros com frequência a fim de trazerem africanos para se tornarem escravos dos portugueses. Com isso, percebe-se que a liberdade não é exercida por todos, portanto é necessário a análise dos fatores que favorecem esse cenário.
Em primeira análise, a falta de liberdade perpetua ao longo dos anos, pois esse cenário escravocrata refletiu nas instituições de trabalho pelo baixo salário e longas horas de serviço, como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". O que infelizmente é visto no Brasil.
Ademais, é fundamental apontar a falta de compaixão entre os humanos como cerceamento da liberdade da minoria. Já que, com os adventos da Revolução Industrial revela-se muitas florestas e biomas que foram extintos para retirar objetos supérfluos como peles de animais de modo a agradar às pessoas mais ricas, enquanto as minorias perderam a liberdade de olhar para um cenário natural com animais e sem poluição.
Depreende-se, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Estado, por intermédio de campanhas trabalhistas e tombamentos de florestas, conscientizando donos de empresas e a população a fim de que todos tenham liberdade. Assim, torna-se possível a realidade em que a bisavó da caricatura do autor Dalcio Machado não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#71601
Oioi, tudo bem? Primeiramente, mil desculpas pela demora. Segundamente, sou estudante, então estarei apenas dando minha opinião sobre seu texto.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro
Amarelo: ajuste ou não é necessário
Laranja: observações

INTRODUÇÃO:

Durante a colonização no Brasil, via-se navios negreiros com frequência a fim de trazerem africanos para se tornarem escravos dos portugueses. Com isso, percebe-se que a liberdade não é exercida por todos,(.) p(letra maiúscula) ortanto é necessário a análise dos fatores que favorecem esse cenário(FECHAMENTO).

<< aqui seu repertório tinha de tudo pra ter uma boa relação. Porém, você não deixou muito explícito. Visto que,poderia ter deixado claro no seu primeiro período que isso acarretava na falta de liberdade. E que em analogia, é preciso ver que liberdade nos resta no século XXI e o porquê você tá levantando isso. É uma problemática? Se sim, quais causas ou consequências você vai mostrar ao decorrer do seu texto? (TESE) >>
• Além disso, sempre traga a problemática no Brasil.

DESENVOLVIMENTO 1:

Em primeira análise, a falta de liberdade perpetua ao longo dos anos, pois esse cenário escravocrata refletiu nas instituições de trabalho pelo baixo salário e longas horas de serviço,(.) (FALTA DE CONECTIVO) como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". O que infelizmente é visto no Brasil.

<< sua argumentação é boa! Entretando, não sei muito sobre você ter retomado o repertório, de forma que não deixou muito claro o porquê tinha citado ele. Além disso, tô vendo um certo desvio do tema. Sendo que, você praticamente desenvolveu o parágrafo em cima da questão escravocrata, porém qual a relação que isso tem com a liberdade no século XXI?. E faça mais períodos no seu parágrafo. >>

DESENVOLVIMENTO 2:

Ademais, é fundamental apontar a falta de compaixão entre os humanos como cerceamento da liberdade da minoria. Já que, com os adventos da Revolução Industrial revela-se muitas florestas e biomas que foram extintos para retirar objetos supérfluos como peles de animais de modo a agradar às pessoas mais ricas, enquanto as minorias perderam a liberdade de olhar para um cenário natural com animais e sem poluição.

<< Na minha percepção, sua argumentação deveria se dar nas causas que levam a liberdade ter seus impasses. Como, a discriminação de religião ( que dá pra você usar a questão dos africanos.) e na parte da revolução industrial, coloca, por exemplo a questão das redes sociais. Onde, algumas pessoas acabam não expondo suas opiniões ou algum outro recurso por medo de serem cancelados e receberem comentários desrespeitosos, levando assim, a uma cerca repreensão da sua liberdade de expressão.
Sua argumentação nesse parágrafo, não foi muito desenvolvida. Visto que, não é muito percetível o que a liberdade tem a ver com a visualização e extinção da fauna e flora. >>

CONCLUSÃO:


Depreende-se, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Estado (AGENTE), por intermédio de campanhas (MEIO) trabalhistas e tombamentos de florestas, conscientizando (AÇÃO) donos de empresas e a população (DETALHAMENTO) a fim de que todos tenham liberdade (EFEITO). Assim, torna-se possível a realidade em que a bisavó da caricatura do autor Dalcio Machado não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história.

<< aqui você retoma ao repertório da introdução, porém, novamente não vejo uma relação explícita. Já que, você centralizou muito na escravidão, você fala:" [...]não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história." Embora você tivesse uma boa intenção, isso faz uma retomada a escravidão e não explicitamente ao tema retratado.>>

Dentro disso, termino minha analise aqui! Espero que eu tenha lhe ajudado. Beijão <3

( Mil desculpas se cometi algum erro ao decorrer da minha analise, não sou profissional.)
#71694
geoca escreveu:Oioi, tudo bem? Primeiramente, mil desculpas pela demora. Segundamente, sou estudante, então estarei apenas dando minha opinião sobre seu texto.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro
Amarelo: ajuste ou não é necessário
Laranja: observações

INTRODUÇÃO:

Durante a colonização no Brasil, via-se navios negreiros com frequência a fim de trazerem africanos para se tornarem escravos dos portugueses. Com isso, percebe-se que a liberdade não é exercida por todos,(.) p(letra maiúscula) ortanto é necessário a análise dos fatores que favorecem esse cenário(FECHAMENTO).

<< aqui seu repertório tinha de tudo pra ter uma boa relação. Porém, você não deixou muito explícito. Visto que,poderia ter deixado claro no seu primeiro período que isso acarretava na falta de liberdade. E que em analogia, é preciso ver que liberdade nos resta no século XXI e o porquê você tá levantando isso. É uma problemática? Se sim, quais causas ou consequências você vai mostrar ao decorrer do seu texto? (TESE) >>
• Além disso, sempre traga a problemática no Brasil.

DESENVOLVIMENTO 1:

Em primeira análise, a falta de liberdade perpetua ao longo dos anos, pois esse cenário escravocrata refletiu nas instituições de trabalho pelo baixo salário e longas horas de serviço,(.) (FALTA DE CONECTIVO) como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". O que infelizmente é visto no Brasil.

<< sua argumentação é boa! Entretando, não sei muito sobre você ter retomado o repertório, de forma que não deixou muito claro o porquê tinha citado ele. Além disso, tô vendo um certo desvio do tema. Sendo que, você praticamente desenvolveu o parágrafo em cima da questão escravocrata, porém qual a relação que isso tem com a liberdade no século XXI?. E faça mais períodos no seu parágrafo. >>

DESENVOLVIMENTO 2:

Ademais, é fundamental apontar a falta de compaixão entre os humanos como cerceamento da liberdade da minoria. Já que, com os adventos da Revolução Industrial revela-se muitas florestas e biomas que foram extintos para retirar objetos supérfluos como peles de animais de modo a agradar às pessoas mais ricas, enquanto as minorias perderam a liberdade de olhar para um cenário natural com animais e sem poluição.

<< Na minha percepção, sua argumentação deveria se dar nas causas que levam a liberdade ter seus impasses. Como, a discriminação de religião ( que dá pra você usar a questão dos africanos.) e na parte da revolução industrial, coloca, por exemplo a questão das redes sociais. Onde, algumas pessoas acabam não expondo suas opiniões ou algum outro recurso por medo de serem cancelados e receberem comentários desrespeitosos, levando assim, a uma cerca repreensão da sua liberdade de expressão.
Sua argumentação nesse parágrafo, não foi muito desenvolvida. Visto que, não é muito percetível o que a liberdade tem a ver com a visualização e extinção da fauna e flora. >>

CONCLUSÃO:


Depreende-se, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Estado (AGENTE), por intermédio de campanhas (MEIO) trabalhistas e tombamentos de florestas, conscientizando (AÇÃO) donos de empresas e a população (DETALHAMENTO) a fim de que todos tenham liberdade (EFEITO). Assim, torna-se possível a realidade em que a bisavó da caricatura do autor Dalcio Machado não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história.

<< aqui você retoma ao repertório da introdução, porém, novamente não vejo uma relação explícita. Já que, você centralizou muito na escravidão, você fala:" [...]não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história." Embora você tivesse uma boa intenção, isso faz uma retomada a escravidão e não explicitamente ao tema retratado.>>

Dentro disso, termino minha analise aqui! Espero que eu tenha lhe ajudado. Beijão <3

( Mil desculpas se cometi algum erro ao decorrer da minha analise, não sou profissional.)

Muito obrigado pela correção bem detalhada, mas o "como" é conectivo... Rumo a nota 1000 no enem!!! :D
#71746
TiagoNICE escreveu:Durante a colonização no Brasil, via-se navios negreiros com frequência a fim de trazerem africanos para se tornarem escravos dos portugueses. Com isso, percebe-se que a liberdade não é exercida por todos, portanto é necessário a análise dos fatores que favorecem esse cenário.
Em primeira análise, a falta de liberdade perpetua ao longo dos anos, pois esse cenário escravocrata refletiu nas instituições de trabalho pelo baixo salário e longas horas de serviço, como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". O que infelizmente é visto no Brasil.
Ademais, é fundamental apontar a falta de compaixão entre os humanos como cerceamento da liberdade da minoria. Já que, com os adventos da Revolução Industrial revela-se muitas florestas e biomas que foram extintos para retirar objetos supérfluos como peles de animais de modo a agradar às pessoas mais ricas, enquanto as minorias perderam a liberdade de olhar para um cenário natural com animais e sem poluição.
Depreende-se, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Estado, por intermédio de campanhas trabalhistas e tombamentos de florestas, conscientizando donos de empresas e a população a fim de que todos tenham liberdade. Assim, torna-se possível a realidade em que a bisavó da caricatura do autor Dalcio Machado não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história.
olá.
antes de mais nada, desculpe a demora.

li o seu texto e pude notar que você teve uma certa dificuldade em entender a proposta do tema, de modo que os parágrafos ficaram confusos.

você adicionou muitas informações que não fizeram sentido entre si, o que dá a entender que estava ansioso para fazer um bom texto, entretanto, essa mesma ansiedade não lhe deu o resultado desejado... quando for dar início ao seu texto, procure manter o foco na coesão dos parágrafos. digo isso pois há vezes em que também sinto essa dificuldade.

seu texto não está ruim. porém, aconselho que trabalhe um pouco mais na parte de: causa (D1) e efeito (D2), assim, em suas próximas redações, você terá uma maior facilidade em seguir o caminho certo. e procure também fazer uma análise completa para ter certeza de que o texto está de acordo com o tema.

outra dica que lhe dou é: quando for citar algo, tente resumir o máximo possível. não é necessário por "timtim por timtim" como tu fez ali no D2, basta que a informação central seja passada.

ex: "como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". "

"Como retrata a caricatura de Dalcio Machado, onde uma personagem aponta o quanto a escravidão segue presente nos dias atuais, citando um jornal."

ou algo nesse sentido, entende?

você tem uma ótima capacidade de argumentação, a única coisa que precisa fazer pensar um tanto na informação que passar.

lembrando que estou aprendendo tanto quanto você, mas ainda assim espero ter ajudado de alguma forma.
e me desculpe se fui grosseira ou algo do tipo... boa noite. 💕
#71786
caos escreveu:
TiagoNICE escreveu:Durante a colonização no Brasil, via-se navios negreiros com frequência a fim de trazerem africanos para se tornarem escravos dos portugueses. Com isso, percebe-se que a liberdade não é exercida por todos, portanto é necessário a análise dos fatores que favorecem esse cenário.
Em primeira análise, a falta de liberdade perpetua ao longo dos anos, pois esse cenário escravocrata refletiu nas instituições de trabalho pelo baixo salário e longas horas de serviço, como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". O que infelizmente é visto no Brasil.
Ademais, é fundamental apontar a falta de compaixão entre os humanos como cerceamento da liberdade da minoria. Já que, com os adventos da Revolução Industrial revela-se muitas florestas e biomas que foram extintos para retirar objetos supérfluos como peles de animais de modo a agradar às pessoas mais ricas, enquanto as minorias perderam a liberdade de olhar para um cenário natural com animais e sem poluição.
Depreende-se, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Estado, por intermédio de campanhas trabalhistas e tombamentos de florestas, conscientizando donos de empresas e a população a fim de que todos tenham liberdade. Assim, torna-se possível a realidade em que a bisavó da caricatura do autor Dalcio Machado não pegue o jornal atual, mas sim nos livros de história.
olá.
antes de mais nada, desculpe a demora.

li o seu texto e pude notar que você teve uma certa dificuldade em entender a proposta do tema, de modo que os parágrafos ficaram confusos.

você adicionou muitas informações que não fizeram sentido entre si, o que dá a entender que estava ansioso para fazer um bom texto, entretanto, essa mesma ansiedade não lhe deu o resultado desejado... quando for dar início ao seu texto, procure manter o foco na coesão dos parágrafos. digo isso pois há vezes em que também sinto essa dificuldade.

seu texto não está ruim. porém, aconselho que trabalhe um pouco mais na parte de: causa (D1) e efeito (D2), assim, em suas próximas redações, você terá uma maior facilidade em seguir o caminho certo. e procure também fazer uma análise completa para ter certeza de que o texto está de acordo com o tema.

outra dica que lhe dou é: quando for citar algo, tente resumir o máximo possível. não é necessário por "timtim por timtim" como tu fez ali no D2, basta que a informação central seja passada.

ex: "como podemos ver na caricatura de Dalcio Machado, em que os netos pedem uma história de escravos a bisavó deles e ela responde: "Pega lá o jornal de hoje...". "

"Como retrata a caricatura de Dalcio Machado, onde uma personagem aponta o quanto a escravidão segue presente nos dias atuais, citando um jornal."

ou algo nesse sentido, entende?

você tem uma ótima capacidade de argumentação, a única coisa que precisa fazer pensar um tanto na informação que passar.

lembrando que estou aprendendo tanto quanto você, mas ainda assim espero ter ajudado de alguma forma.
e me desculpe se fui grosseira ou algo do tipo... boa noite. 💕
Muito obrigado mesmo vou tentar melhorar, e crítica construtiva sempre é bem vinda. Bom dia :D

EmillyySilva Por favor, poderias corrigir? Grata[…]

Oi. Ainda hoje eu tento corrigir sua redaç[…]

Spayke , Oi bom dia, eu como só sou um es[…]

oi gente, bom dia esperam que estejam bem quando t[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM