• Avatar do usuário
#77446
A constituição Federal de 1988,documento jurídico mais importante do país,prevê em seu artigo 6°,o direito à moradia como inerente à todo cidadão brasileiro. Conquanto tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa os desafios dos refugiados no século XXI,dificultando desse modo,a universalização desse direito social tão importante.Diante dessa perspectiva faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise,deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater os desafios dos refugiados no século XXI.Nesse sentido,pode-se observar que a língua nacional,documentação,escolaridade,vagas de emprego,moradia são critérios que dificultam o acolhimento dos refugiados, com a falta ou irregularidade de documentos o cidadão não pode entrar em uma instituição de ensino ou trabalhar de forma correta, impossibilitando uma boa estadia no país. A vista disso,urge ao estado prestar uma maior assistência no recepcionismo dos refugiados.
Ademais,é fundamental apontar a xenofobia como impulsionador dos desafios encontrados pelos refugiados no século XXI.Com os crescentes casos de imigração os casos de xenofobia só tem aumentado, as pessoas têm dificuldade de entender é respeitar aquilo que elas desconhecem,visto que os casos de xenofobia são decorrentes de falta de informação e ignorância. Segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke,configura-se como uma violação do contrato social,já que o estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis como a educação, logo é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Depreende-se,portanto que para promover à universalização desse direito é necessário combatermos esses obstáculos.para isso é imprescindível que o governo Federal deve implantar mais profissionais na área de atendimento aos estrangeiros é no investimento de alojamento a fim de possibilitar uma maior estadia no país.Assim,se consolidará uma sociedade mais igualitária,onde o estado desempenha corretamente seu contrato social,tal como afirma John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Percebe-se que no Brasil, de alguns anos pra c&aac[…]

A humanidade no decorrer da história tem lu[…]

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM