Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#59159
A Carta Magna de 1988, documento mais importante do país, prevê em seu artigo 6⁰, o direito ao trabalho como inerente de todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal perrogativa não tem se reveberado com ênfase na prática quando se observa a informalidade trabalhista, dificultando, desse modo a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater o subemprego. Tendo por consequência, 41% de trabalhadores na informalidade, de acordo com os dados do IBGe e uma significativa parcela sem perspectiva de melhora, devido não serem instruídos a buscar uma qualificação profissional que ampliem a possibilidade de reiserção no mercado de trabalho. Essa conjutura, segundo o filósofo Jhon Locke, configura-se como a violação do "contrato social", ja que o Estado não cumpre a função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como o trabalho, na qual é evidente no país.
Ademais, é fundamental apontar a crise como impulsionador deste problema no Brasil. Enquanto, conforme dados do IBGE 14% da população esta desempregada e diante desta decadência os operaríos buscaram a informalidade como perspectiva de saída. Logo é incabível que esse cenario perpetue.
Depreende-se, portanto, a necessidade de combater esse obstáculos. Para isso, o Ministério do trabalho, juntamente com a secretária estadual do trabalho, disponibilizem cursos profissionalisantes a fim de ampliar uma possibilidade de reseirção no mercado de trabalho. Assim, teríamos mais profissionais com capacidade de entrar em empregos formais, onde o Estado desempenharia corretamente seu "contrato social", tal como afirma John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 20

Você atingiu aproximadamente 10% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio precário da modalidade escrita formal da língua portuguesa, de forma sistemática, com diversificados e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. A redação, neste nível, é elaborada com estruturas linguísticas rudimentares, que, embora se configure minimamente como um texto, apresenta graves problemas de pontuação, de grafia e de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 60

Você atingiu aproximadamente 30% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão, ou seja, com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido a partir de considerações próximas ao senso comum ou muito próximas do que foi proposto nos textos motivadores, sem progressividade, ou ainda o texto apresenta domínio precário do tipo textual exigido, com poucas características de uma dissertação, ainda que se reconheça o tema proposto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 40

Você atingiu aproximadamente 20% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. O texto não defende ponto de vista a respeito do tema proposto e/ou apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema, superficiais ou incoerentes.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 60

Você atingiu aproximadamente 30% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante apresenta repertório limitado de recursos coesivos e articula as partes do texto de forma insuficiente, com muitas inadequações, o que compromete a organização das ideias.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

#59196
marllonsxhun escreveu:Oi tudo bem! Eu avaliei a sua redação, minha nota foi de 400, se você quiser que eu escreva cada ponto que você errou? Posso!
Oi eu agradeceria, percebi que errei muitos erros ortográficos que só vi depois que tinha escrito a redação, mas eu agradeceria MUITOOO se você apontasse os erros, comecei agora a estudar, então tô meio desnorteada desse mundo
#59199
A Carta Magna de 1988, documento( ESTÁ CORRETO, MAS FALTA PONTOS, SERIA QUE TIPO DE DOCUMENTO? DEVERIA TER COLOCADO DOCUMENTO JURÍDICO) mais importante do país, prevê em seu artigo 6⁰, o direito ao trabalho como inerente de(RETIRE O 'DE' E COLOQUE A) todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal perrogativa( PRERROGATIVA, FALTOU UM R) não tem se reveberado( REVERBERADO, FALTOU UM R) com ênfase na prática quando se observa a informalidade trabalhista( FALTOU CONTEXTUALIZAR A CONTITUIÇÃO COM A PROBLEMATIZAÇÃO, LEMBRE-SE SÓ REPETIR O TEMA NÃO É PROBLEMATIZAR), dificultando, desse modo a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro. ( DEIXE CLARO A SUA TESE, VI QUE VOCÊ COMEÇOU SUA TESE NO DIFICULTANDO E DEPOIS SAIU DELA, E COMENTOU SOBRE O QUE VAI VIM NO PRÓXIMO PARÁGRAFO)
Em uma primeira análise( POR QUE, EM UMA PRIMEIRA ANÁLISE? SENDO QUE VOCÊ NÃO FEZ A SEGUNDA ANÁLISE, VOCÊ DEVERIA TER COLOCADO: EM PRIMEIRO PLANO, IA REALMENTE ENTREGAR O QUE VOCÊ ENTREGA), deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater o subemprego. Tendo por consequência( PALAVRA MUITO CLICÊ ' TENDO POR CONSEQUÊNCIA', E FORA QUE VOCÊ NÃO VAI FALAR UMA CONSEUQÊNCIA E SIM UMA ESTATÍSCA, SUBSTIUA POR 'SEGUNDO MÉTRICAS' , 41% de trabalhadores na informalidade, de acordo com os dados do IBGe e uma significativa parcela sem perspectiva de melhora, devido não serem( A PALAVRA NÃO COMBINOU, FALTA DE COERÊNCIA, SUBSTITUA POR ' HAJA VISTA, QUE NÃO SÃO' QUE IRIA FICAR, ' HAJA VISTA QUE NÃO SÃO INSTRUÍDOS A BUSCAR UMA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL' VIU COMO FICOU MAIS COERENTE. ) instruídos a buscar uma qualificação profissional que ampliem a possibilidade de reiserção( PALAVRA ERRADA, REINSERÇÃO)no mercado de trabalho. Essa conjutura( (PALAVRA ERRADA, CONJUNTURA), segundo o filósofo Jhon Locke, configura-se como a violação do "contrato social", ja que o Estado não cumpre a função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis( REPERTÓRIO FRACO, VOU TE DÁ UMA DICA, REPERTÓRIO QQUE PODE SER USADO EM QUALQUER TEMA NÃO É LEGAL, PENSA ESSE REPERTÓRIO DE JHON LOCKE QUE FALA QUE A CULPA É DO ESTAD, PODE SER APLICADO EM QUALQUER TEMA, BUSQUE REPERTÓRIO QUE TEM HAVER DE FORMA PROFUNDA E INTENSA COM O TEMA, QUE VOCÊ GARANTE O 1000), como o trabalho( FALTOU FALAR MAIS SOBRE O ASSUNTO), na qual é evidente no país( VOCÊ DEIXOU 'NO QUAL É EVIDENTE NO PAÍS MUITO VAGO').
Ademais, é fundamental apontar a crise( POR QUE A CRISE SENDO QUE FOI O RPOBLEMA O ESTADO, APRESENTADO NO SEU 2° PARÁGRAFO, VOCÊ ESTÁ SE CONTRADIZENDO, TIRA BASTANTE NOTA, VOCÊ NÃO SUSTENTAR A SUA OPINIÃO) como impulsionador deste problema no Brasil. Enquanto, conforme dados do IBGE 14% da população esta( PALAVRA ERRADA, DEVERIA SER ' ESTÁ') desempregada e diante desta decadência os operaríos( PALAVRA ERRADA, DEVERIA SER OPERÁRIOS)
RIOS(?)buscaram a informalidade como perspectiva de saída. Logo é incabível que esse cenario( PALAVRA ERRADA, cENÁRIO) perpetue.
Depreende-se, portanto, a necessidade de combater esse( PALAVRA ERRADA, ESSES E NÃO ESSE) obstáculos. Para isso, o Ministério do trabalho, juntamente com a secretária estadual do trabalho, disponibilizem cursos profissionalisantes( PALAVRA ERRADA) a fim de ampliar uma possibilidade de reseirção no mercado de trabalho( FALTOU O DETALHAMENTO). Assim, teríamos mais profissionais com capacidade de entrar em empregos formais( VOCÊ JÁ FALOU A FINALIDADE, NÃO PODE TER DUAS FINALIDADES, NO MOMENTO QUE VOCÊ FALA A FIM DA IDEIA DE FINALIDADE), onde o Estado desempenharia corretamente seu "contrato social", tal como afirma John Locke( RETOMAR O REPERTÓRIO ´EMUITO BOM, MAS PODERIA TER UM REPERTÓRIO consistente que reforce a sua ideia)


OBSERVAÇÃO MEU TECLADO ESTÁ RUIM, ENTÃO IGNORE SE HAVER ERROS, E TENTEI FAZER RÁPIDO



QUANDO VOCÊ VIR PODE ME FAZER MAIS PERGUNTAS, ESTOU A DISPOSIÇÃO!.
Alfabetização

No filme "Como estrelas na terra" &eacut[…]

NathaliaLima , olá, boa-noite! irei corrig[…]

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM