• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#72644
A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, redes sociais. Em analogia a obra, é notório que assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Primeiramente, é visível que a discriminação aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie, que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento. Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem estas sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


@hel0oooo
@Gi69
@Dante
@larrisa
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 164

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 196

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 192

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 192

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 196

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#72646
geoca escreveu:A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, redes sociais. Em analogia a obra, é notório que assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Primeiramente, é visível que a discriminação aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie, que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento. Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem estas sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


@hel0oooo
@Gi69
@Dante
@Larissarg17
@pierre064
Podem dar uma olhada e pontuar minha redação, por favor? Obrigadaaa 💖
#72904
geoca escreveu:
geoca escreveu:A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, redes sociais. Em analogia a obra, é notório que assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Primeiramente, é visível que a discriminação aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie, que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento. Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem estas sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


@hel0oooo
@Gi69
@Dante
@Larissarg17
@pierre064
Podem dar uma olhada e pontuar minha redação, por favor? Obrigadaaa 💖
@Eviih
#72910
Oiii @geoca, tudo bem??? Desculpe pela demora :/ Antes de começar a corrigir sua redação eu gostaria de deixar claro que ainda estou no começo do meu processo de aprendizagem então, por favor, me perdoe se errar algo, ok?

observações
comentários
possíveis erros
reescrita/correção
desnecessário


introdução

A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, [nas] redes sociais. Em analogia a obra, é notório que[,] assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que[,] por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e [pela] falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Repertório produtivo, tese bem definida, estrutura impecável, muito bem!

d1

Primeiramente, é visível que a discriminação [d]aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que[,] em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou [acaba] recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar [cuidado com a repetição] com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie [Voltaire], que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

¹ Cuidado com o uso excessivo dos repertórios, procure fazer com que o seu ponto de vista sobreponha-se ao de terceiros.


d2

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem [a escassez de] o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem [faz] estas[,] sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Deixei apenas algumas observações relacionadas à concordância verbal e pontuação, no mais, tudo certo!

conclusão

agente
ação
meio/modo
intuito
detalhamento

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


Proposta completíssima, viável e bem clara.

É isso, seu desempenho no texto foi impecavelmente bom, atente-se apenas às pequenas observações deixadas ao decorrer dele. Parabéns e conte comigo sempre <3
#72920
hel0oooo escreveu:Oiii @geoca, tudo bem??? Desculpe pela demora :/ Antes de começar a corrigir sua redação eu gostaria de deixar claro que ainda estou no começo do meu processo de aprendizagem então, por favor, me perdoe se errar algo, ok?

observações
comentários
possíveis erros
reescrita/correção
desnecessário


introdução

A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, [nas] redes sociais. Em analogia a obra, é notório que[,] assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que[,] por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e [pela] falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Repertório produtivo, tese bem definida, estrutura impecável, muito bem!

d1

Primeiramente, é visível que a discriminação [d]aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que[,] em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou [acaba] recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar [cuidado com a repetição] com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie [Voltaire], que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

¹ Cuidado com o uso excessivo dos repertórios, procure fazer com que o seu ponto de vista sobreponha-se ao de terceiros.


d2

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem [a escassez de] o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem [faz] estas[,] sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Deixei apenas algumas observações relacionadas à concordância verbal e pontuação, no mais, tudo certo!

conclusão

agente
ação
meio/modo
intuito
detalhamento

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


Proposta completíssima, viável e bem clara.

É isso, seu desempenho no texto foi impecavelmente bom, atente-se apenas às pequenas observações deixadas ao decorrer dele. Parabéns e conte comigo sempre <3
Muito obrigada pela correção e pontuação Heloo! Você é incrível, menina! Beijãooo 💖
#72953
geoca escreveu:
hel0oooo escreveu:Oiii @geoca, tudo bem??? Desculpe pela demora :/ Antes de começar a corrigir sua redação eu gostaria de deixar claro que ainda estou no começo do meu processo de aprendizagem então, por favor, me perdoe se errar algo, ok?

observações
comentários
possíveis erros
reescrita/correção
desnecessário


introdução

A obra "Sociedade do espetáculo", do teórico francês Guy Debord, retrata a imagem da vida idealizada e fantástica mostrada nos meios de massa, principalmente, [nas] redes sociais. Em analogia a obra, é notório que[,] assim como mostrado nesta, tudo se trata de uma ilusão, que inclusive reflete na vida de milhares de brasileiros que[,] por não conseguirem atingir o grau de felicidade e perfeição mostrado nas redes, recorrem a um grande problema social: o suicídio. Sendo esse cenário causado pela discriminação sofrida pelos que possuem alguma doença mental e [pela] falta de investimento na estrutura do atual corpo social brasileiro.

Repertório produtivo, tese bem definida, estrutura impecável, muito bem!

d1

Primeiramente, é visível que a discriminação [d]aqueles que sofrem de depressão, por exemplo, é um dos impasses para enfrentar o suicídio. Em exemplo a essa situação, têm - se o filme "Por lugares incríveis" que retrata a história de um dos protagonistas que sofre de depressão e que[,] em decorrência da discriminação sofrida no meio escolar, acabou [acaba] recorrendo ao suicídio como uma forma de acabar [cuidado com a repetição] com sua dor e o estigma que sofria pela falta de informações. Sendo assim, torna-se evidente que essa persistência de visão acerca dos que sofrem com questões mentais condiz com o pensamento do filósofo, Voltarie [Voltaire], que diz que o preconceito é uma opinião sem conhecimento Sob esse viés, torna - se urgente o ressalto desse tema, principalmente no ambiente escolar, para enfrentar o problema.

¹ Cuidado com o uso excessivo dos repertórios, procure fazer com que o seu ponto de vista sobreponha-se ao de terceiros.


d2

Ademais, a falta de investimento na estrutura para apoio de crianças e jovens, intensifica o problema. Sendo assim, é notória uma inoperância estatal perante aos direitos garantidos na constituição de 1988, como o direito a saúde. Já que sem [a escassez de] o investimento em profissionais que saibam conversar e ajudar essas pessoas, principalmente em escolas públicas, fazem [faz] estas[,] sem apoio e saúde mental instável, verem o suicídio como uma forma de saída dessa realidade tão exorbitante. Dentro desse aspecto, são necessários recursos estruturais para combater o cenário apresentado.

Deixei apenas algumas observações relacionadas à concordância verbal e pontuação, no mais, tudo certo!

conclusão

agente
ação
meio/modo
intuito
detalhamento

Logo, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, cabe ao Governo e ao Ministério da Educação, por intermédio de leis e redes sociais; como Instagram ou Facebook, garantir e promover investimento necessário na estrutura e abordar o tema nas escolas e no resto do meio social, de modo a acabar com a falta de profissionais de saúde; estrutura e o preconceito, diminuindo assim o suicídio entre crianças e jovens. Tornando a perspectiva retratada na obra "Sociedade do Espetáculo", apenas uma crítica ao sistema social passado.


Proposta completíssima, viável e bem clara.

É isso, seu desempenho no texto foi impecavelmente bom, atente-se apenas às pequenas observações deixadas ao decorrer dele. Parabéns e conte comigo sempre <3
Muito obrigada pela correção e pontuação Heloo! Você é incrível, menina! Beijãooo 💖
Aaaaaaa muito obrigada! Vc também é incrível <3
#73046
geoca escreveu:
pierre064 escreveu:@geoca , acabei de fazer uma análise da sua redação, apareceu aí? Eu não estou conseguindo ver.
Oioi @pierre064 sinto informar, mas não apareceu por aqui! Caso ache que será ainda mais trabalhoso refazer a análise, peço apenas que pontue a redação! 💖
Poxa!
Eu só pontuei mesmo, mas eu gostei muito do seu texto, lembro que só apontei uns errinhos de vírgula e concordância. Parabéns! (Espero que esse apareça aí kk)
#73063
pierre064 escreveu:
geoca escreveu:
pierre064 escreveu:@geoca , acabei de fazer uma análise da sua redação, apareceu aí? Eu não estou conseguindo ver.
Oioi @pierre064 sinto informar, mas não apareceu por aqui! Caso ache que será ainda mais trabalhoso refazer a análise, peço apenas que pontue a redação! 💖
Poxa!
Eu só pontuei mesmo, mas eu gostei muito do seu texto, lembro que só apontei uns errinhos de vírgula e concordância. Parabéns! (Espero que esse apareça aí kk)
Eu entendo! Mas muito obrigada por ter tirado um tempinho. Até a próxima!!!

Sobre seu texto: possui poucos erros gramaticais[…]

A Constituição Federal promulgada em[…]

Preconceito Linguístico

Conforme o poema "Pronominais" de Oswald[…]

Segundo dados do relatório Livre para Menst[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM