• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#83416
Na folha ficou 6,8,8,8

Segundo a filósofa Djamila Ribeiro, é preciso tirar uma situação da invisibilidade para que soluções sejam promovidas. Entretanto, há um silenciamento instaurado na questão dos impactos de influenciadores digitais nas decisões de consumo, visto que muitos indivíduos são moldados a dependerem da opinião dos influencers ao comprarem algum produto. Nesse sentido, percebe-se um delicado cenário que tem como causas a mentalidade social e interesses mercadológicos.
Dessa forma, em primeira análise, o intelecto populacional é um desafio presente nesse imbróglio. Nessa perspectiva, consoante o sociólogo Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de pensar. Sob essa lógica, sucede um impasse em relação aos efeitos que os influenciadores desempenham na vida do corpo social, uma vez que os influenciados - grupo que desencadeia um comportamento passivo de alienação - passam a necessitar de pontos de vista divergente ao comprarem algo. Tal contexto motiva, na maioria das vezes, a compra de produtos desnecessários. Logo, urge rever esse pensamento coletivo.
Em paralelo, a priorização de interesses financeiros é um entrave no que tange a esse panorama. De acordo com sociólogo Bauman, os valores da sociedade estão sendo colonizados pela lógica de mercado. Tal constatação é nítida nas consequências que os influencers digitais têm nas decisões sociais, já que as empresas - possuidoras de maiores lucros - investem em marketing massivo para influenciar o tecido social a obterem mais mercadorias. Tal situação suscita no acúmulo de capital pelas empresas, no entanto, os cidadãos ficam mais consumistas. Assim, inverter a lógica e colocar os valores humanos em primeiro lugar é urgente.
Portanto, é indispensável intervir sobre a problemática. Para isso, o Poder Público deve investir em informação sobre as repercussões dos influenciadores digitais na cultura consumista, por meio de campanhas coletivas de consumo moderado, a fim de reverter a supremacia de interesses mercadológicos. Tal ação pode, ainda, contar com a parceria das empresas para criarem produtos mais acessíveis a realidade da sociedade. Paralelamente, é preciso intervir sobre o intelecto social presente no problema. Dessa maneira espera-se sair da invisibilidade como descreveu Djamila.

Aceite os erros como descobertas e use eles para avançar!
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 168

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 168

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 172

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 172

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

0

Na obra "Globalização e as […]

"A perfeição é a doe[…]

É uma época em que os bancos e os si[…]

Segundo o artigo 5 da constituição f[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM