Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#48748
A Constituição de 1988,documento jurídico mais importante do país, prevê no artigo 6,o direito a saúde como inerente a todo cidadão brasileiro.Apesar disso,tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa as consequências do isolamento social na saúde mental que vêm provocando sofrimentos psíquicos e mudanças drástricas no comportamento e na vida das pessoas.Diante dessa perspectiva,faz-se imperiosa a análise dos fatores que englobam esse quadro.
Em uma primeira análise,é fulcral ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater e diminuir os impactos do isolamento social à saúde mental.De acordo com a pesquisa do professor Alberto Filgueira do Instituto de Piscologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro(Uerj),os dados mostram que houve um grande aumento no número de casos de depressão e ansiedade no decorrer do isolamento.
Outrossim,destaca-se vários fatores os quais desencadearam consequências graves na saúde mental da população,como: alimentação desregrada,doenças preexistentes,sedentarismo,ausência de acompanhamento psicológico,extresse devido não ser possível sair de casa.Como também,distanciou famílias e amigos,cujo tiveram que ficar isolados diante da proliferação do Covid-19.Logo,é inadimissível que esse cenário continue a perdurar.
Depreende-se,portanto,a necessidade de se combater esses problemas,para isso é imprescindível que o Governo e a OMS desenvolvam projetos por meio das redes sociais para que as pessoas se comuniquem e se ajudem,por meio de dialógos,jogos e leituras,buscando alternativas que possibilitam vínculos de uma melhor forma.Paralelamente,é imperativo que a própria população busque técnicas de relaxamento,evitem o excesso de informações,por meio do auxilio dos orgãos governamentais.Dessarte,com o objetivo de diminuir e evitar os impactos na saúde mental durante a pandemia.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#48893
A Constituição de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê no artigo , o direito a saúde como inerente a todo cidadão brasileiro. Apesar disso, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa as consequências do isolamento social na saúde mental que vêm provocando [evite gerúndio] sofrimentos psíquicos e mudanças drásticas no comportamento e na vida das pessoas. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que englobam esse quadro.

Em uma primeira análise, é fulcral ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater e diminuir os impactos do isolamento social à saúde mental. De acordo com a pesquisa do professor Alberto Filgueira do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) < não é necessária a sigla, pode escolher entre o nome completo ou ela],os dados mostram que houve um grande aumento no número de casos de depressão e ansiedade no decorrer do isolamento. < pouca argumentação e faltou arrematar a tese]

Outrossim, destaca-se vários fatores os quais desencadearam consequências graves na saúde mental da população, como: alimentação desregrada, doenças preexistentes, sedentarismo, ausência de acompanhamento psicológico, estresse devido não ser possível sair de casa. Como também, distanciou famílias e amigos, cujo tiveram que ficar isolados diante da proliferação do Covid-19. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
* É importante comprovar o que se fala, da onde você tirou isso e não ficar no senso comum

Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esses problemas, [deveria colocar ponto final aqui e iniciar o período > para isso é imprescindível que o Governo e a OMS desenvolvam projetos por meio das redes sociais para que as pessoas se comuniquem e se ajudem, por meio de diálogos, jogos e leituras,buscando alternativas que possibilitam vínculos de uma melhor forma. Paralelamente, é imperativo que a própria população busque técnicas de relaxamento, evitem o excesso de informações, por meio do auxilio dos órgãos governamentais. Dessarte, com o objetivo de diminuir e evitar os impactos na saúde mental durante a pandemia.
* Muitos "meios da ação", tem que organizar sua ideia na estrutura da intervenção: agente + ação + meio + finalidade + detalhamento de um dos elementos

Espero ter ajudado, feliz 2021! ;)

GlendaMorais :D

Você acha que fico nas casas dos 700 com ess[…]

Uma vez que o sistema carcerário brasileiro[…]

Na sociedade atual,tem sido bastante discutido sob[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM