#76171
De acordo com o pensamento do filósofo São Tomás de Aquino, todos os indivíduos de uma sociedade democrática possuem a mesma importância, além dos mesmos direitos e deveres. No entanto, percebe-se que, no Brasil, a questão da problemática persiste, visto que o país enfrenta uma série de desafios para solucionar essa demanda, seja pela desigualdade social, seja pela negligência governamental.

Convém ressaltar, a princípio, que a desigualdade social destaca-se como geradora da problemática. Sob tal ótica, o filósofo Alemão Adenauer afirma que todos vivem sob o mesmo céu, mas nem todos sob o mesmo horizonte. Logo, nem todos têm as mesmas oportunidades e direitos. Nesse viés, os desafios para a alfabetização são muito grandes, o Brasil possui um percentual alto de pessoas analfabetas e isso pode piorar ainda mais, devido à pandemia do Covid-19, as escolas foram fechadas e o ensino foi transferido para o modelo remoto, entretanto em nosso país existe uma enorme desigualdade, logo várias crianças e jovens tiveram sua educação comprometida. Logo, fica evidente que esse fator funciona perpetuando o problema na sociedade brasileira atual.

Além disso, é cabível enfatizar que a negligência governamental corrobora a permanência da problemática. Nesse cenário, segundo o pensamento do filósofo contratualista John Locke, o Estado teria como finalidade administrar e regulamentar a vida em sociedade, por meio do ‘’contrato social’’, fornecendo aos cidadãos o desfrutamento de direitos indispensáveis. A respeito disso, fica evidente que existe um descaso do governo em relação à educação, principalmente em certas regiões do país, esses lugares sofrem com a falta de verba para infraestrutura das escolas, qualificação de profissionais e recursos para os alunos. Desse modo, é indubitável que medidas devem ser tomadas de modo a transpor essa barreira.

Portanto, pode-se inferir que os desafios da alfabetização representa uma questão relevante e carente de soluções. Sendo assim, cabe ao Ministério da Educação, através da parceria com as escolas, criar projetos que atinjam crianças e jovens, a fim de realizar a alfabetização, com o intuito de pôr fim ao analfabetismo no Brasil. Desse modo, a construção da cidadania e a democratização da sociedade estarão asseguradas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo o artigo 215 da Constituição[…]

2021 tem sido um ano particularmente marcante par[…]

Introdução Na cultura japonesa, o […]

A logística e infraestrutura da Funda&ccedi[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM