• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#68705
A ascensão da Revolução Industrial no século XIX, com a criação das fábricas, contribuiu para o surgimento de um novo sistema trabalhista. Desse modo, tal forma de emprego explorava os operários, submetendo-os à extensas jornadas de trabalho, além de não terem nenhum direito garantido. Paralelamente, tal cenário ainda perpetua nos anos atuais, visto que a priorização de interesses financeiros e a omissão estatal favorecem a exploração trabalhista na sociedade moderna.
Sendo assim, em primeira análise, a lógica capitalista se apresenta como um entrave na problemática em questão. Dessa forma, para o filósofo Bauman, os valores da sociedade estão sendo colonizados pela lógica de mercado. Tal afirmação se aplica as atuais relações de trabalho, onde os empregados não recebem tratamentos dignos e recebem salários desproporcionais a jornada de serviço. Logo, é necessário repensar sobre o modo de produção e colocar os valores humanos em primeiro lugar.
Outrossim, o silenciamento estatal é mais uma propulsora no que tange ao problema. A Constituição de 1988 garante que todo cidadão tenha direito à previdência trabalhista, constatação que não se concretiza na prática quando se observa a exploração no ambiente de emprego. Assim, urge que o direito a previdência seja reverberado de forma efetiva.
Portanto, é imprescindível intervir sobre o problema. Para isso, o Ministério do Trabalho deve investir em ações contra abusos no trabalho por meio de fiscalizações em empresas com o objetivo de identificar irregularidades, como a violação dos direitos humanos. Tais fiscalizações devem devem estabelecer regras no local de de emprego como o direito a horários de almoço, salários proporcionais a jornada de serviço e ferias remuneradas.Dessa maneira, o Brasil não terá um sistema retrógrado, tornando-se distante do cenário do século XIX.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 155

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 155

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 165

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#68707
Larissarg17 escreveu:A ascensão da Revolução Industrial no século XIX, com a criação das fábricas, contribuiu para o surgimento de um novo sistema trabalhista. Desse modo, tal forma de emprego explorava os operários, submetendo-os à extensas jornadas de trabalho, além de não terem nenhum direito garantido. Paralelamente, tal cenário ainda perpetua nos anos atuais, visto que a priorização de interesses financeiros e a omissão estatal favorecem a exploração trabalhista na sociedade moderna.
Sendo assim, em primeira análise, a lógica capitalista se apresenta como um entrave na problemática em questão. Dessa forma, para o filósofo Bauman, os valores da sociedade estão sendo colonizados pela lógica de mercado. Tal afirmação se aplica as atuais relações de trabalho, onde os empregados não recebem tratamentos dignos e recebem salários desproporcionais a jornada de serviço. Logo, é necessário repensar sobre o modo de produção e colocar os valores humanos em primeiro lugar.
Outrossim, o silenciamento estatal é mais uma propulsora no que tange ao problema. A Constituição de 1988 garante que todo cidadão tenha direito à previdência trabalhista, constatação que não se concretiza na prática quando se observa a exploração no ambiente de emprego. Assim, urge que o direito a previdência seja reverberado de forma efetiva.
Portanto, é imprescindível intervir sobre o problema. Para isso, o Ministério do Trabalho deve investir em ações contra abusos no trabalho por meio de fiscalizações em empresas com o objetivo de identificar irregularidades, como a violação dos direitos humanos. Tais fiscalizações devem devem estabelecer regras no local de de emprego como o direito a horários de almoço, salários proporcionais a jornada de serviço e ferias remuneradas.Dessa maneira, o Brasil não terá um sistema retrógrado, tornando-se distante do cenário do século XIX.
@vitoriaca @chihirukiki @Dante @eurodrigo @Felipe082 eu ficarei extremamente grata se alguns de vocês puderem fazer a correção da minha redação, tenham uma boa tarde
#68739
Oi, @Larissarg17, como vai? Espero que bem!

Estava dando uma olhadinha aqui em redações precisando de uma correção e achei a sua. Vou fazer alguns comentários sobre ela, espero sinceramente que você não se importe ;D

"A ascensão da Revolução Industrial no século XIX, com a criação das fábricas, contribuiu para o surgimento de um novo sistema trabalhista. Desse modo, tal forma de emprego explorava os operários, submetendo-os às extensas jornadas de trabalho, além de não terem nenhum direito garantido. Paralelamente, tal cenário ainda perpetua nos anos atuais, visto que a priorização de interesses financeiros e a omissão estatal favorecem a exploração trabalhista na sociedade moderna."

-> É notável aqui o modo como sua introdução foi bem articulada. Nela há a contextualização, sendo ela um momento histórico, a Revoulção Industrial, a tese de que a exploração operária perpetua até tempos contemporâneos e, ainda, ressalta as duas problemáticas a serem discutidas nos paragráfos de desenvolvimento. Gostaria de ressaltar apenas que sua crase está certa, mas é necesário deixar "às extensas" como grafei, pois o termo "as" precisa concordar em número com "extensas", ficando, portanto, no plural. Ademais, senti falta de uma oração síntese no final dessa introdução, como "Diante disso, é notável a necessidade de se repensar tal problemática" ou coisa assim.

"Sendo assim, em primeira análise, a lógica capitalista se apresenta como um entrave na problemática em questão. Dessa forma, para o filósofo Bauman, os valores da sociedade estão sendo colonizados pela lógica de mercado. Tal afirmação se aplica às atuais relações de trabalho, onde os empregados não recebem tratamentos dignos e recebem salários desproporcionais a jornada de serviço. Logo, é necessário repensar sobre o modo de produção e colocar os valores humanos em primeiro lugar."

-> No geral, o D1 está excelente. Há uma síntese do que será abordado logo no início, o repertório utilizado é muito pertinente e dá sustentação para a argumentação. Além disso, os conectivos usados foram ótimos para a construção do parágrafo e encadeamento das ideias, gostei mesmo. Minhas únicas ressalvas são, novamente, a questão da crase. No caso, há crase em "Tal afirmação se aplica às atuais relações de trabalho" porque a afirmação se aplica a algo, sendo que esse a + as relações de trabalho resulta em às. Fora isso, há a repetição da palavra "recebem" duas vezes no mesmo período, sendo que essa repetição pode ocasionar a redução da sua pontuação.

"Outrossim, o silenciamento estatal é mais um propulsor no que tange ao problema. [Conectivo: Sob esse prisma/ Desse modo/ Sob esse viés] A Constituição de 1988 garante que todo cidadão tenha direito à previdência trabalhista, constatação que não se concretiza na prática quando se observa a exploração no ambiente de emprego. Assim, urge que o direito a previdência seja reverberado de forma efetiva."

-> NaD2, o termo "propulsor" precisa concordar em gênero com "o silenciamento estatal". Senti, também, a falta de um conectivo ligando o fim da primeira oração a segunda e acabei tomando a liberdade de deixar alguns de exemplo ali. Porém, como um todo, a construção da sua argumentação ficou muito boa, então parabéns!

"Portanto, é imprescindível intervir sobre o problema. Para isso, o Ministério do Trabalho deve investir em ações contra abusos no trabalho, por meio de fiscalizações em empresas, com o objetivo de identificar irregularidades, como a violação dos direitos humanos. Tais fiscalizações devem devem estabelecer regras no local de de emprego como o direito a horários de almoço, salários proporcionais a jornada de serviço e férias remuneradas. Dessa maneira, o Brasil não terá um sistema retrógrado, tornando-se distante do cenário do século XIX."

-> Por fim, coloquei algumas vírgulas ali para ressaltar o modo como o Ministério do Trabalho investirá em ações contra abusos trabalhistas e grafei o termo férias da maneira correta. Tirando esses detalhes, não há nenhum erro ou desvio nessa conclusão, visto que há o agente, ação, modo, objetivo e detalhamento da proposta de intervenção, não deixando absolutamente nada a desejar. No caso, adorei mesmo a última frase da sua redação, pois ela remete à introdução, dando a ideia de que sua redação foi muito bem planejada e executada!

No geral, sua redação ficou muito boa mesmo. Apenas sugiro que você estude um pouco mais de crase, concordância e se atente um pouco mais a grafia das palavras (tipo acentos) e tome cuidado com a repetição de termos.

Sempre que quiser uma correção, pode me marcar, pois sempre dou meu melhor para corrigir os textos o mais rápido possível.

Beijos 🌼
#69060
Ei Larissa! Tudo bem? Desculpa pela demora.

A ascensão da Revolução Industrial no século XIX, com a criação das fábricas, contribuiu para o surgimento de um novo sistema trabalhista (contextualização). Desse modo, tal forma de emprego(1) explorava os operários, submetendo-os à extensas jornadas de trabalho, além de não terem nenhum direito garantido (tese). Paralelamente, tal cenário ainda perpetua nos anos atuais, visto que a priorização de interesses financeiros e a omissão estatal favorecem a exploração trabalhista na sociedade moderna(encaminhamento).

(1) Especifique essa forma de trabalho.

Sendo assim, em primeira análise(2), a lógica capitalista se apresenta como um entrave na problemática em questão (apresentação da ideia). Dessa forma, para o filósofo Bauman, os valores da sociedade estão sendo colonizados pela lógica de mercado(3). (4)Tal afirmação se aplica as atuais relações de trabalho, onde os empregados não recebem tratamentos dignos e recebem salários desproporcionais a jornada de serviço (encaminhamento da argumentação da ideia). Logo, é necessário repensar sobre o modo de produção e colocar os valores humanos em primeiro lugar (fechamento).

(2) "Em primeira analise" pode ser posto no inicio do paragrafo e "sendo assim" retirado.
(3) Especifique o mercado.
(4) Continue o período e/ou inicie com um conectivo.

Outrossim, o silenciamento estatal é mais uma propulsora no que tange ao problema (apresentação da ideia). (5) A Constituição de 1988 garante que todo cidadão tenha direito à previdência trabalhista, constatação que não se concretiza na prática quando se observa a exploração no ambiente de emprego (6) (encaminhamento da argumentação). Assim, urge que o direito a(7) previdência seja reverberado de forma efetiva (fechamento).

(5) Iniciar com conectivo.
(6) Argumentação pouco consistente. Você precisa focar mais na especificidade.
(7) Crase.

Portanto, é imprescindível intervir sobre o problema. Para isso, o Ministério do Trabalho(1) deve investir em ações contra abusos no trabalho(2) por meio de fiscalizações em empresas(3) com o objetivo de identificar irregularidades, como a violação dos direitos humanos(4). (8)Tais fiscalizações devem estabelecer regras no local de emprego como o direito a horários de almoço, salários proporcionais a jornada de serviço e férias remuneradas (5). Dessa maneira, o Brasil não terá um sistema retrógrado, tornando-se distante do cenário do século XIX (6).

(1) AGENTE
(2) AÇÃO
(3) MODO/MEIO
(4) FINALIDADE
(5) DETALHAMENTO
(6) FINALIZAÇÃO
// (8) Iniciar com conectivo.

Vou deixar umas aulas de argumentação:
https://www.youtube.com/watch?v=ZA9EEY3vX3Q
https://www.youtube.com/watch?v=JZX_boYXWFk

Espero, de coração, que eu tenha te ajudado em algo!
Se precisar, me chame.


Abraços.
Violência contra a mulher

Na sociedade brasileira é notório o […]

outro período Muito obrigada pela corre&c[…]

Pirataria digital pode ser prevenida

No que se concerce a pirataria digital é um[…]

OLÁ JO! Tudo bem? Espero que seu dia est[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM