• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por jessicafad03
#82639
No livro de Carolina Maria de Jesus, "O Quarto de Despejo", é retratado as dificuldades que os pobres enfrentavam, o que gerava sentimento de insignificância. Não obstante da narrativa, inúmeros brasileiros se encontram em situações indignas, as quais não possuem os registros do próprio nascimento e, consequentemente, não são vistos como verdadeiros cidadãos. Desse modo, é imprescindível que estou de sejam tomadas para combater a invisibilidade garantir o acesso à cidadania no Brasil.
A priori, vale ressaltar que, segundo dados de educado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 2 milhões de brasileiros não adquiriram seus documentos de nascimento. Portanto, um grande número de pessoas são consideradas inexistentes para o Estado e, assim, não frequentam escolas e outras instituições sociais que dependem da identificação para haver a participação, o que resulta em vidas presentes ensinar os preocupantes e incertos. Sendo assim, é preciso que haja uma intervenção capaz de assegurar a existência, de forma registrada, de toda a população brasileira.
Outrossim, sendo relacionado com um conceito criado pelo filósofo John Locke, o Estado é responsável por garantir os direitos inalienáveis aos indivíduos, dentre eles a cidadania. Nesta perspectiva, os indivíduos são vítimas de uma desigualdade social que não os permite participar, definitivamente, das atividades sociais, visto que, na maioria das vezes, são excluídas pelo restante da população e pelo Estado - o qual tem a obrigação de zelar pelo seu povo. Com isso, é necessário que essa exclusão seja erradicada com genético de melhorar a participação de todos os cidadãos no corpo social.
Evidencia-se, portanto, que é fundamental adopção de medidas eficazes para que todas as pessoas sejam reconhecidas oficialmente. Por isso, que cabe ao ministério da cidadania promover campanhas e projetos para toda a população - por meio de profissionais qualificados e pesquisas - que vise a inclusão de todos os indivíduos e fazer deles verdadeiros cidadãos. Assim sendo, será possível minimizar dificuldade dos indivíduos para possuírem a cidadania.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Avatar do usuário
Por Odailson
Quantidade de postagens
#82688
jessicafad03 escreveu:No livro de Carolina Maria de Jesus, "O Quarto de Despejo", é retratado as dificuldades que os pobres enfrentavam, o que gerava sentimento de insignificância. Não obstante da narrativa, inúmeros brasileiros se encontram em situações indignas, as quais não possuem os registros do próprio nascimento e, consequentemente, não são vistos como verdadeiros cidadãos. Desse modo, é imprescindível que estou de sejam tomadas para combater a invisibilidade garantir o acesso à cidadania no Brasil. (Este finalzinho ficou um pouco confuso, fora isso, está perfeita).

Sua intro está quase perfeita, só foi um errinho bobo, porém, nada demais, parabéns pela contextualização.

A princípio, vale ressaltar que, segundo dados de educado (talvez você quis dizer EDUCAÇÃO, não sei ao certo) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 2 milhões de brasileiros não adquiriram seus documentos de nascimento. Portanto, um grande número de pessoas são consideradas inexistentes para o Estado e, assim, não frequentam escolas e outras instituições sociais que dependem da identificação para haver a participação, o que resulta em vidas presentes ensinar os preocupantes e incertos. (Também ficou um pouco confuso,mas, nada demais. KKK) Sendo assim, é preciso que haja uma intervenção capaz de assegurar a existência, de forma registrada, de toda a população brasileira.

Outrossim, sendo relacionado com um conceito criado pelo filósofo John Locke, o Estado é responsável por garantir os direitos inalienáveis aos indivíduos, dentre eles a cidadania. Nesta perspectiva, os indivíduos são vítimas de uma desigualdade social que não os permite participar, definitivamente, das atividades sociais, visto que, na maioria das vezes, são excluídas pelo restante da população e pelo Estado - o qual tem a obrigação de zelar pelo seu povo. Com isso, é necessário que essa exclusão seja erradicada com genético (Talvez "INTUITO" ficaria melhor). 😁 de melhorar a participação de todos os cidadãos no corpo social.

Meu Deus, está ótimo ao meu ver, parabéns!

Evidencia-se, portanto, que é fundamental adopção de medidas eficazes para que todas as pessoas sejam reconhecidas oficialmente. Por isso, que cabe ao ministério da cidadania promover campanhas e projetos para toda a população - por meio de profissionais qualificados e pesquisas - que vise a inclusão de todos os indivíduos e fazer deles verdadeiros cidadãos. Assim sendo, será possível minimizar dificuldade dos indivíduos para possuírem a cidadania.
Não tenho nada a falar dessa conclusão. 😁

Gostei da sua redação, você estruturou muito bem ela e, ademais, trouxe um ponto de vista bastante satisfatório. Ah! Se puder, corrija a minha também. KKK

Desde o surgimento das grandes civilizaç&ot[…]

O quadro “O Grito”, elaborado por Edva[…]

Eryka , Arnaildo ProfaJoelma Profajojo Pro[…]

Não é de hoje que o capitalismo inte[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM