• Avatar do usuário
#63633
A priori, a minissérie: "Falcão e Soldado Invernal" evidenciou uma quebra de estereótipo quando pôs um protagonista negro como o novo Capitão América. Atualmente, é notório que a mídia passa por um processo de mudanças, porém, a problemática é que ela ainda reforça muito o senso comum. Por exemplo, em propagandas evidencia em sua maioria, padrões visuais de indivíduos que não representam a diversidade real da sociedade. Assim, é essencial analisar o que corrobora para a persistência desse impasse, em especial, o preconceito de raça e gênero.

Sobretudo, é essencial pontuar que, mesmo algumas marcas utilizando protagonistas negros e evidenciando a diversidade de gênero em suas publicidades, ainda há muito preconceito enraizado na sociedade. Uma pesquisa feita pela Heads em parceria com a ONU Mulheres, constatou que o maior percentual de mulheres negras protagonizando em peças publicitárias é apenas de 25%, e infelizmente o de homens ainda é muito menor. Porém, quando se fala em coadjuvantes o numero é maior, demonstrando a diversidade em segundo plano, e o protagonismo como majoritariamente branco. É perceptível que as novelas e filmes no contexto da época atual, em sua maioria, estereotipam negros como empregados, e pessoas marginalizadas, padrões que têm raízes de tempos que remontam a escravidão, e também a época quando foi assinada a lei áurea, onde os agora ex escravos são postos a deriva na sociedade, assim marginalizados.

Ademais, a diversidade lgbt sofre muito com a aversão de vários individuos, que repudiam- os por diversas questões, como religiosas e culturais, como o machismo. Uma pesquisa feita pela Agência SA 365, intitulada "A representação da diversidade na propaganda" analisou diversos segmentos como telecomunicações, varejo e higiene, demonstrando que a participação de LGBTQIA+ é quase nula. Cenas como a de homofobia sofrida pelo ex BBB Gil do Vigor por ser homossexual são muito comuns em pleno século XXI

Portanto, a representatividade está aí para ajudar na propagação da diversidade. A mídia como principal meio de arrancar as raízes do senso comum, através de filmes, séries, novelas. E as marcas globais precisam aumentar a diversidade em suas propagandas, mostrando com toda força os traços, as características da grande miscigenação.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

vitoriaca , cassiahso , chihirukiki , Ashile[…]

cassiahso , eu simplesmente AMEI sua corre&ccedi[…]

Ei Alice, Tudo bem? Vamos lá! Segundo[…]

Pra que título?

“Não são as crises que mudam […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM