Avatar do usuário
Por itszbrunox
Quantidade de postagens
#122788
Na célebre pintura expressionista “O Grito”, o norueguês Edvard Munch expõe a angústia, o temor, e a desesperança refletidos no semblante de um personagem envolto por uma atmosfera de profunda desolação. De maneira análoga, milhões de brasileiros encontram-se em cenário semelhante ao representado pelo artista, devido ao preconceito racial que os afligem cotidianamente. Nesse sentido, cabe compreender a questão em suas múltiplas faces.
Em princípio, há a herança histórica como um dos maiores propulsores do revés. Desde os primórdios do período colonial, os negros foram escravizados no Brasil graças a uma retórica absurda de que eram seres inferiores aos brancos de origem europeia. Lastimosamente, os trezentos anos deste período arquitetaram uma discriminação estrutural com tal etnia. Dessa forma, a Lei Áurea foi insuficiente para encerrar o ostracismo, que perdura até os tempos hodiernos.
Outrossim, o problema também encontra terreno fértil na ignorância do corpo social. Surgiu nas últimas décadas uma falácia de que existe uma convivência pacífica entre as diversas raças no país, diferentemente de outros lugares como os Estados Unidos e África do Sul, que viveram regimes segregacionistas. No entanto, esse mito da democracia racial desconsidera a nefasta desigualdade entre negros e brancos presente em quase todas esferas da sociedade. Sob esse viés, a população torna-se alienada perante tal ideologia narrativa discurso alienação ideia narrativa.
Diante disso, emerge a urgência de uma intervenção. Compete, portanto, aos influenciadores digitais socialmente engajados, no desígnio de advogar pelos direitos civis, aliados ao Ministério da Educação, empreender uma campanha combativa ao racismo, mediante meios tecnológicos, visando sensibilizar o povo sobre a existência da problemática e a necessidade de combatê-la. Ademais, as plataformas de redes sociais devem restringir conteúdos contendo discursos odiosos, a fim de que as pessoas não sejam negativamente induzidas a promover semelhante comportamento. Então, o quadro ilustrado por Munch se distanciará da realidade nacional.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
Guerra de trincheiras
por Giovanabana    - In: Outros temas
0 Respostas 
51 Exibições
por Giovanabana
Guerra de trincheiras
por Giovanabana    - In: Outros temas
0 Respostas 
53 Exibições
por Giovanabana
Guerra às drogas
por nata15    - In: Outros temas
0 Respostas 
55 Exibições
por nata15
Guerra as drogas no Brasil
por Maxy    - In: Outros temas
0 Respostas 
76 Exibições
por Maxy
2 Respostas 
271 Exibições
por Samara102006
Impactos da guerra no Brasil
por LuanaMariaAn    - In: Outros temas
0 Respostas 
75 Exibições
por LuanaMariaAn
0 Respostas 
59 Exibições
por Amarelinha01
0 Respostas 
37 Exibições
por IsabelaR
0 Respostas 
930 Exibições
por Miyaaa44
Racismo e Desigualdade social
por ananogueir    - In: Outros temas
0 Respostas 
77 Exibições
por ananogueir

A constituição federal de 1988, docu[…]

[b][/b]De modo geral, captamos que a falta de empr[…]

studymalus

Inegavelmente, a segurança das crianç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM