Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#37651
O documentário estadunidense “The Hunting Ground” (“Área de caça”, em tradução livre) retrata os inúmeros casos de violência sexual que ocorrem dentro das universidades, explorando também o fato de as administrações omitirem tais acontecimentos. Analogamente, no contexto brasileiro atual, observa-se diversos obstáculos no que diz respeito ao combate do abuso sexual na sociedade, seja dentro ou fora das instituições de ensino. Dessa forma, evidencia-se um cenário desafiador que permeia ocasionado pela impunidade, bem como pela insegurança, por parte das vítimas, em denunciar.
Em primeira análise, percebe-se que a pouca penalidade em crimes de violação sexual muito contribui para a ininterrupção desses delitos. Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2018, o país registrou 66.041 denúncias de estupro, contudo, a taxa de condenações foi cerca de 1%. Isso ocorre devido à falta de interesse das autoridades judiciárias em investigar abusos sexuais, assim como pela exigência de múltiplas provas para condenar um estuprador. Desse modo, vale ressaltar a máxima de Martin Luther King de que “a injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo lugar”, que explica o porquê de uma parcela da população viver em constante perigo.
Outrossim, tem-se como ponto relevante o fato de que as vítimas não se sentem seguras em denunciar os abusos à polícia. Estudos também realizados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostram que apenas 7,5% das violações são denunciadas. Entre os motivos da baixa quantidade de queixas realizadas estão o medo de sofrer represália se o agressor for uma figura de poder ou alguém ligado à família, descrédito nas instituições policiais e de Justiça e burocracia das investigações. Nessa perspectiva, é inadmissível que os órgãos públicos judiciais prossigam sem oferecer segurança no que concerne à questão da violência sexual.
Portanto, medidas estratégicas são necessárias para combater a impunidade e a insegurança judicial. Dessa forma, o Poder Judiciário, em conjunto com o Instituto Personna, deve investigar e condenar efetivamente os autores de abusos sexuais, por meio de reclusão justa de acordo com o proposto pela lei, além disso, deve levar psicólogos para dentro do presídio, que irão acompanhar, por meio do tratamento psicológico, a vida do condenado por até um ano após a liberação. As ações possuem como objetivo penalizar e também reabilitar o indivíduo na sociedade, assim, mostrando às vítimas que o agressor foi punido e reeducado. Com isso, possivelmente, “The Hunting Ground” será apenas um documentário que representa o passado, sem resquícios na atualidade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#37768
Olá, @clssouza055, vou corrigir a sua redação (sei que você me marcou na sua redação anterior, mas vou corrigir essa, pois é a mais recente).

TEMA: DESAFIOS PARA COMBATER O ABUSO SEXUAL NO BRASIL

Legenda:
erro
correção/sugestão/questionamento
repetição
comentários
elementos da proposta de intervenção


O documentário estadunidense “The Hunting Ground” (“Área de caça”, em tradução livre) retrata os inúmeros casos de violência sexual que ocorrem dentro das universidades, explorando também o fato de as administrações omitirem tais acontecimentos. Analogamente, no contexto brasileiro atual, observam-se diversos obstáculos no que diz respeito ao combate do abuso sexual na sociedade, seja dentro ou fora das instituições de ensino. Dessa forma, evidencia-se um cenário desafiador que permeia ocasionado pela impunidade, bem como pela insegurança, por parte das vítimas, em denunciar.
Comentários: Excelente introdução, não tenho nada a falar! :D

Em primeira análise, percebe-se que a pouca penalidade em crimes de violação sexual muito contribui para a ininterrupção desses delitos. Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2018, o país registrou 66.041 denúncias de estupro, contudo, a taxa de condenações foi cerca de 1%. Isso ocorre devido à falta de interesse das autoridades judiciárias em investigar abusos sexuais, assim como pela exigência de múltiplas provas para condenar um estuprador. Desse modo, vale ressaltar a máxima de Martin Luther King de que “a injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo lugar”, que explica o porquê de uma parcela da população viver em constante perigo.
Comentários: O tema central do parágrafo são as poucas punições aos estupradores, então, seu foco é explicar o porquê disso. Você diz que isso ocorre devido à falta de interesse das autoridades e pela exigência de múltiplas provas para condenar o estuprador (essa parte das provas, creio eu, que seja uma consequência da falta de interesse das autoridades). Sua argumentação está muito boa, você explicou muito bem e expôs o seu ponto de vista. Porém faltou mais aprofundamento. Por que as autoridades não estão interessadas em penalizar os estupradores? Seria devido à cultura do estupro presente na nossa sociedade?

Outrossim, tem-se como ponto relevante o fato de que as vítimas não se sentem seguras em denunciar os abusos à polícia. [conectivo] Estudos também realizados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostram que apenas 7,5% das violações são denunciadas(qual o ano?). Entre os motivos da baixa quantidade de queixas realizadas estão o medo de sofrer represália se o agressor for uma figura de poder ou alguém ligado à família, descrédito nas instituições policiais e de Justiça e burocracia das investigações. Nessa perspectiva, é inadmissível que os órgãos públicos judiciais prossigam sem oferecer segurança no que concerne à questão da violência sexual.
Comentários: O tema central do parágrafo é a insegurança das vítimas em denunciar seus agressores, então, seu foco deve ser explicar o porquê dessas vítimas não se sentirem seguras. Você diz que isso ocorre devido ao medo dos agressores, descrédito nas instituições policiais e da burocracia das investigações. Bom, ao meu ver, você poderia ter aprofundado mais e não só citado as causas. Poderia ter focado em uma e aprofundado.

Portanto, medidas estratégicas são necessárias para combater a impunidade e a insegurança judicial. Dessa forma, o Poder Judiciário, em conjunto com o Instituto Personna(agente), deve investigar e condenar efetivamente os autores de abusos sexuais(ação), por meio de reclusão justa de acordo com o proposto pela lei(meio),[aqui ficaria melhor um ponto] além disso, deve levar psicólogos para dentro do presídio, que irão acompanhar, por meio do tratamento psicológico, a vida do condenado por até um ano após a liberação(após a liberação? mas os psicólogos não iam para os presídios?)(ação 2 + meio 2). As ações possuem como objetivo penalizar e também reabilitar o indivíduo na sociedade, assim, mostrando às vítimas que o agressor foi punido e reeducado(finalidade). Com isso, possivelmente, “The Hunting Ground” será apenas um documentário que representa o passado, sem resquícios na atualidade.

Comentários: As suas propostas ficaram confusas e incompletas. Na proposta 1 ficou faltando o detalhamento.

Espero que eu tenha te ajudado de alguma forma. Aguardo mais redações! ;)
#37776
Ei, @Anna1, muito obrigada pela correção!
Irei anotar tudo, principalmente sobre o desenvolvimento, que é minha maior dificuldade. No mais, sobre a proposta de intervenção, eu tive o objetivo de dizer que os psicólogos iriam acompanhar os detentos desde a penitenciária até um ano depois do cumprimento de pena, contudo, entendi agora que não ficou explícito. Sabendo disso, terei mais atenção ao elaborar minhas próximas redações.
#37777
clssouza055 escreveu:Ei, @Anna1, muito obrigada pela correção!
Irei anotar tudo, principalmente sobre o desenvolvimento, que é minha maior dificuldade. No mais, sobre a proposta de intervenção, eu tive o objetivo de dizer que os psicólogos iriam acompanhar os detentos desde a penitenciária até um ano depois do cumprimento de pena, contudo, entendi agora que não ficou explícito. Sabendo disso, terei mais atenção ao elaborar minhas próximas redações.
@Anna1 ;)
#37791
clssouza055 escreveu:Ei, @Anna1, muito obrigada pela correção!
Irei anotar tudo, principalmente sobre o desenvolvimento, que é minha maior dificuldade. No mais, sobre a proposta de intervenção, eu tive o objetivo de dizer que os psicólogos iriam acompanhar os detentos desde a penitenciária até um ano depois do cumprimento de pena, contudo, entendi agora que não ficou explícito. Sabendo disso, terei mais atenção ao elaborar minhas próximas redações.
Por nada :D Ah sim, realmente não ficou explícito. Aguardo sua próxima redação! ;)
#37792
Ashiley escreveu:
clssouza055 escreveu:Ei, @Anna1, muito obrigada pela correção!
Irei anotar tudo, principalmente sobre o desenvolvimento, que é minha maior dificuldade. No mais, sobre a proposta de intervenção, eu tive o objetivo de dizer que os psicólogos iriam acompanhar os detentos desde a penitenciária até um ano depois do cumprimento de pena, contudo, entendi agora que não ficou explícito. Sabendo disso, terei mais atenção ao elaborar minhas próximas redações.
@Anna1 ;)
Obrigada, Ash(posso te chamar assim?) :D

*Perdoem o erro "afim" ao invés d[…]

vcs poderiam corrigir?

Tendo em vista a atual situação de f[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM