Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Por NayraSantos
#50343
Promulgada em 1948 pela ONU, a Declaração Universal dos Direitos Humanos assegura a todos os indivíduos o direito à educação e ao bem - estar social. Entretanto, o falho serviço de educação e a inação das esferas governamentais impede que essa parcela da população desfrute desse direito mundial na prática. Assim, hão de ser analisados tais fatores a fim de que se possa solucioná-los de maneira eficaz.

A priori, o problema é sustentado pela base educacional brasileira lacunar. Segundo o filósofo Immanuel Kant, o homem é o que a educação faz dele. Nesse sentido, a incapacidade dos analfabetos funcionais em interpretar os mais variados tipos de conteúdos - como ler, escrever ou responder questões simples de matemática - é responsabilidade da escola, seja por não democratizar o aprendizado, seja por tratar da compreensão textual de forma não suficiente. Dessa forma, a formação educacional desvaloriza a pluralidade do conhecimento.

Outrossim, é imperativo destacar a baixa atuação dos setores estatais como promotor do revés. Sob esse viés, esse fator, de acordo com as ideias de John Locke, configura-se como a violação do "Contrato Social", visto que o Estado não cumpre o seu dever de garantir que os cidadãos desfrutem de seus direitos essenciais, como o acesso a uma educação de qualidade. Desse modo, os iletrados funcionais poderão apresentar dificuldades para serem inseridos no mercado de trabalho, haja vista o sistema capitalista vigente que seleciona prioritariamente aqueles que detêm alto grau de proficiência.

Portanto, para alterar tal cenário, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) pode criar os "Jogos Interpretativos", por meio de uma semana com conteúdos sobre análise textual e exploração linguística, com o fito de reduzir a taxa de pessoas não funcionalmente alfabetizadas e problematizar as consequências dessa frequente ocorrência de descaso com a educação. Quiçá, assim, tal hiato reverte - se - á, fazendo "jus" àquilo que fora apregoado pela Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Avatar do usuário
Por jherodrigues
#50370
Promulgada em 1948 pela ONU, a Declaração Universal dos Direitos Humanos assegura a todos os indivíduos o direito à educação e ao bem - estar social. Entretanto, o falho serviço de educação e a inação das esferas governamentais impedem que essa parcela da população desfrute desse direito mundial na prática. Assim, hão de ser analisados tais fatores a fim de que se possa solucioná-los de maneira eficaz.

A priori, o problema é sustentado pela base educacional brasileira lacunar. Segundo o filósofo Immanuel Kant, o homem é o que a educação faz dele. Nesse sentido, a incapacidade dos analfabetos funcionais em interpretar os mais variados tipos de conteúdos - como ler, escrever ou responder questões simples de matemática - é responsabilidade da escola, seja por não democratizar o aprendizado, seja por tratar da compreensão textual de forma não suficiente. Dessa forma, a formação educacional desvaloriza a pluralidade do conhecimento.

Outrossim, é imperativo destacar a baixa atuação dos setores estatais como promotor do revés. Sob esse viés, esse fator, de acordo com as ideias de John Locke, configura-se como a violação do "Contrato Social", visto que o Estado não cumpre o seu dever de garantir que os cidadãos desfrutem de seus direitos essenciais, como o acesso a uma educação de qualidade. Desse modo, os iletrados funcionais poderão apresentar dificuldades para serem inseridos no mercado de trabalho, haja vista o sistema capitalista vigente que seleciona prioritariamente aqueles que detêm alto grau de proficiência.
* Não tenho o que falar dos desenvolvimentos

Portanto, para alterar tal cenário, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) pode < sensação de dúvida] criar os "Jogos Interpretativos", por meio de uma semana com conteúdos sobre análise textual e exploração linguística, com o fito de reduzir a taxa de pessoas não funcionalmente alfabetizadas e problematizar as consequências dessa frequente ocorrência de descaso com a educação. Quiçá, assim, tal hiato reverte-se-á, fazendo "jus" àquilo que fora apregoado pela Declaração Universal dos Direitos Humanos.
* Procure ter certeza de que sua solução vai ser eficaz, diga que o Estado DEVE fazer isso
* Não identifiquei o detalhamento

Segundo o IBGE, em 2019, a população[…]

Preconceito Linguístico

A Fala Que Exclui O Preconceito Lingu&iac[…]

A animação internacional “Dive[…]

No século XIX, um dos principais meios de e[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM