Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#46685
A Assembleia Geral da ONU declarou, em 1993, o “Dia Internacional das Famílias”, celebrado no dia 15 de maio, a intenção dessa data seria estimular os países a promoverem políticas públicas sobre o assunto. Entretanto, é possível notar que os valores conservadores ainda estão enraizados na sociedade, o que dificulta a tolerância sobre a família contemporânea. Consequentemente, essa reprovação à diversidade gera preconceito e burocracias desnecessárias, principalmente no procedimento de adoção.

Em primeiro lugar, é importante mencionar que o conservadorismo presente no país provoca alguns impasses, como o preconceito diante a multiplicidade das famílias, que resulta o bullying nas escolas. Segundo o pastor Marco Feliciano, os artistas e os intelectuais são a favor do casamento gay e resta aos cristãos e conservadores de valores morais lutarem contra isso, uma fala tipicamente conservadora que estimula a continuidade da estrutura familiar tradicional (heterossexual) e que restringe um casal homoafetivo de terem filhos. Logo, percebe-se que a convicção conservantista dificulta a inclusão do novo conceito sobre família e tira a credibilidade da educação por núcleo conjugal diverso do clássico.

Além disso, vale ressaltar também as dificuldades enfrentadas no âmbito da adoção. Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente, o indivíduo tem direito de ser criado e educado em sua família natural (pais ou descendentes) e, excepcionalmente, em família extensiva (guarda, tutela ou adoção), ou seja, é preferível a criança estar junto dos familiares sanguíneos. Contudo, é inegável que a adoção por homossexuais ou parentes é complicada na prática, devido à intolerância a esse novo ambiente familial causada pela homofobia e o patriarcado. Por isso, fica clara a necessidade de desconstrução da sociedade, a fim de romper com os pensamentos machistas e tradicionalistas.

Portanto, políticas públicas são necessárias para resolver esse revés. Dessa forma, cabe ao Governo Federal, a cúpula do poder executivo, conscientizar a sociedade sobre a diversidade das famílias, por meio do MEC e das mídias abertas, a fim de desvincular a imagem de dia dos pais e das mães, e instaurar o dia das famílias com seus novos formatos. Por sua vez, também cabe ao poder legislativo desburocratizar o processo de adoção para que se torne mais fácil a disponibilidade do direito ao afeto. Assim, o Brasil alcançará a desconstrução necessária da sociedade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#46812
@jherodrigues, sinceramente, quase não tenho observações para fazer sobre seu texto. Sua introdução está completa, você contextualizou muito bem, apresentou o tema e a tese claramente.

Seus dois parágrafos de desenvolvimento também estão completos, apenas a argumentação do primeiro desenvolvimento que achei um tanto curta, mas temos apenas 30 linhas, logo...

Sua conclusão é que me pareceu incompleta. Na proposta que tem como agente o "Governo Federal" identifiquei os cinco elementos de intervenção, já quando você disse que o poder legislativo deve desburocratizar o processo de adoção, você não apresentou o modo/meio, bem como não detalhou.

Parabenizo-te por sua redação, é muito boa, e olha que eu não compartilho do seu ponto de vista, (rsrs), mas gostei muito. Obs.: não partilho porque sou conservadora, mas respeito imensamente.

Parabéns mais uma vez e, se me enganei sobre a conclusão, pode deixar que eu volto e modifico a pontuação!
#46833
@jherodrigues

Erros
Correção
Comentários
Os 5 elementos
Outras observações

Introdução
A Assembleia Geral da ONU declarou, em 1993, o “Dia Internacional das Famílias”, celebrado no dia 15 de maio, a intenção dessa data seria estimular os países a promoverem políticas públicas sobre o assunto. Entretanto, é possível notar que os valores conservadores ainda estão enraizados na sociedade, o que dificulta a tolerância sobre a família contemporânea. Consequentemente, essa reprovação à diversidade gera preconceito e burocracias desnecessárias, principalmente no procedimento de adoção.
Boa introdução, nada a dizer!

Desenvolvimento 1
Em primeiro lugar, é importante mencionar que o conservadorismo presente no país provoca alguns impasses, como o preconceito diante a multiplicidade das famílias, que resulta o bullying nas escolas. Segundo o pastor Marco Feliciano, os artistas e os intelectuais são a favor do casamento gay e resta aos cristãos e conservadores de valores morais lutarem contra isso, uma fala tipicamente conservadora que estimula a continuidade da estrutura familiar tradicional (heterossexual) e que restringe um casal homoafetivo de terem filhos. Logo, percebe-se que a convicção conservantista dificulta a inclusão do novo conceito sobre família e tira a credibilidade da educação por núcleo conjugal diverso do clássico.
Bom desenvolvimento. Faz bom uso de conectivos, repertório, boa argumentação e organização!

Desenvolvimento 2
Além disso, vale ressaltar também as dificuldades enfrentadas no âmbito da adoção. Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente, o indivíduo tem direito de ser criado e educado em sua família natural (pais ou descendentes) e, excepcionalmente, em família extensiva (guarda, tutela ou adoção), ou seja, é preferível a criança estar junto dos familiares sanguíneos. Contudo, é inegável que a adoção por homossexuais ou parentes é complicada na prática, devido à intolerância a esse novo ambiente familial familiar causada pela homofobia e o patriarcado. Por isso, fica clara a necessidade de desconstrução da sociedade, a fim de romper com os pensamentos machistas e tradicionalistas.
Digo o mesmo do parágrafo anterior, muito bom!

Conclusão
Portanto, políticas públicas são necessárias para resolver esse revés. Dessa forma, cabe ao Governo Federal (agente), a cúpula do poder executivo (detalhamento), conscientizar a sociedade sobre a diversidade das famílias (Essa ação seria um tanto quanto nula), por meio do MEC e das mídias abertas (meio/modo), a fim de desvincular a imagem de dia dos pais e das mães, e instaurar o dia das famílias com seus novos formatos (efeito/finalidade). Por sua vez, também cabe ao poder legislativo (agente) desburocratizar o processo de adoção (ação) para que se torne mais fácil a disponibilidade do direito ao afeto (efeito/finalidade). Assim, o Brasil alcançará a desconstrução necessária da sociedade.
Sua primeira proposta está completa, porém um adendo: a sua ação da primeira proposta que é justamente a que estaria completa, pode ser considerada uma ação nula ou muito abstrata, pois a conscientização é algo que não dá muito para imaginar, não é algo concreto. Conscientizar alguém é melhor usado como efeito/finalidade, então é só uma observação para nas suas próximas redações escrever ações mais concretas e não correr o risco de ser uma ação nula. Nesse caso, vou considerar como completa!
Seu texto está ótimo, cuidado apenas com aquele detalhe na ação da proposta de intervenção para não correr possíveis riscos de retiro de nota. Parabéns! :D
Racismo no Brasil

O racismo é uma ferida aberta no Brasil. Me[…]

A Revolução Industrial foi um per&ia[…]

A constituição Federal de 1988, docu[…]

Transtornos mentais são muito comuns na soc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM