• Avatar do usuário
#65016
Na antiga Hélade, os gregos cultuavam um modelo estético que se assemelhava ao das divindades do Olimpo. Um dos principais registros do estereótipo heleno de perfeição está nas escritas de Homero - em "Ilíada" - sobre o herói Aquiles: um ser com virtuosa simetria corporal, robusto e atlético. Sendo influenciada pelos ideais surgidos na Península Balcânica, é inegável que a sociedade brasileira do século XXI perdura a onírica noção da busca pelos padrões sociais pré-estabelecidos, o que afeta a saúde mental daqueles que buscam se enquadrar nos moldes consolidados. Desse modo, é premente analisar o cenário de tal problemática: a transnacionalização midiática da vaidade, concomitante às condenações sociais pelo medievo contemporâneo.
É necessário destacar, mormente, que a "Revolução das Tecnologias Informacionais" possibilitou a homogeneização das mais diversas sociedades, que passaram a se vitrinizar em busca da aparência sobre o ser em sí. À guisa do supracitado, é fato que a expoente aparição de condições mentais, como a depressão e a ansiedade, está vinculada com a ascenção dos meios de comunicação, visto que, ao perpetuarem o estereótipo corpóreo com modelos enbebidos no prolegômeno de beleza grega, os veículos digitais propiciaram a crença populacional de que tais traços fenotípicos são o passaporte para a vida próspera. Logo, é indubitável que as redes sociais são um catalisador para o surgimento de complexos de inferioridade de usuários, uma vez que, ao se depararem com a "vitrine digital" de aparentes Aquiles modernos, esses são incapazes de enxergar o calcanhar dos supostos heróis: a irreal aparente felicidade em buscarem, incessantemente, procedimentos cirúrgicos e restrições alimentares.
Cabe analisar, além disso, que, contrapondo a "moralidade kantiana" - acerca da universalização de certo e errado - com a "dúvida hiperbólica cartesiana" - sobre a dubiedade de fatos - não há pessoas perfeitas, e sim, diferentes concepções de exímio. Assim, é lícito postular que a intolerância do século XXI atua como a "Santa Aliança" medieval, já que, se antes líderes religiosos caçavam os considerados "hereges", hodiernamente as empresas, a exemplo, utilizam suas contratações como a fogueira da inquisição: priorizam candidatos, segundo estudo realizado em 2017 pelo UOL, de etnias brancas e preconceituosamente vistos como diametralmente comedidos. Dessa forma, percebe-se que os estereótipos da modernidade são as novas espadas que, se não paradas, poderão criar a idade das trevas no psicológico individual.
Em suma, a globalização do culto a vidas ilusoriamente eudaimônicas é um problema hodierno a ser estancado. Dessarte, o poder público deverá utilizar o bombardeamento midiático como atenuante aos casos de prejudicidade da da saúde mental. Para isso, o Legislativo deverá promulgar uma lei que modifique as atuais contratações de artistas, modelos e influenciadores nos meios de comunicação, ao exigir que 50% das vagas sejam destinadas a indivíduos, com potenciais, que sofram psicologicamente, cotidianamente, pela depreciação de sua aparência. Com isso, a alteridade da população tornará possível a existência de heróis gregos a cada quarteirão, pelo fato de que as próximas gerações apagarão o atual Aquiles na história, que outrora o considerou um belo herói.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

╭──────────────╯ ✍ ⌕ 𖨂 Correção d[…]

A cultura de assédio no Brasil

No livro “50 tons de cinza” é a[…]

joenir jheromagnoli cassiahso Higorrair

Peso: 1000 Nota: 1000 Conforme o escritor Franz K[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM