Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#45397
Segundo a Constituição Federal promulgada em 1988, a liberdade é um direito de todo cidadão brasileiro. Entretanto, podemos perceber que tal garantia é violada ao analisarmos a ocorrência de mecanismos nos inúmeros componentes do mundo virtual que, através do controle de dados, promovem a manipulação do comportamento do usuário. Cabe apontar a razão mercantil como fato corroborante, culminando na limitação da liberdade de escolha.

Em primeiro lugar, é necessário ressaltar que a partir de um perfil traçado por ferramentas virtuais, o indivíduo na rede pode, involuntariamente, ser classificado como um potencial consumidor, sendo assim alvo de diversos anúncios publicitários. Para tanto, são aplicados algoritmos que se utilizam da coletânea de informações acerca das ações do usuário no campo virtual, a fim de montar seu "perfil comportamental". A partir disto, estes mesmos mecanismos estabelecem uma conexão entre utilizador e produto, selecionando mercadorias julgadas relevantes, com o propósito de incitar uma possível compra. Por sua vez, os anunciantes investem em tal forma de divulgação, visando seu crescimento industrial através do uso de dados para facilitar seu acesso ao público alvo.

Em segundo lugar, é válido destacar que o uso da inteligência virtual para selecionar tópicos a serem apresentados mina a autonomia e as possibilidades de escolha. É primordial destacar que todas as informações passam primeiramente por uma densa filtragem, na qual são descartados milhares de conteúdos considerados irrelevantes pelo sistema, para só então chegar às mãos do usuário. Consequentemente, é próprio afirmar que as escolhas realizadas no mundo da internet pelo cidadão que a utiliza está inevitavelmente condicionada ao que os algoritmos determinam como importante. Como resultado, é gerada uma ilusória crença de liberdade, uma vez que todas as decisões virtuais estão sujeitas à uma inteligência artificial.

Em conclusão, fica claro que o atual modus operandi dos sistemas inteligentes reduz a atividade autônoma dos indivíduos que utilizam as recentes tecnologias. Portanto, é imprescindível a atuação estatal no combate a tal problema, através da síntese de uma lei que coíba o uso irrestrito de dados individuais, a fim de garantir, também no meio virtual, um direito primordial de todo cidadão: a liberdade em suas ações e escolhas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

@GlendaMorais obrigada!💓

Muito obrigado pela correção! :D

Depressão. Ansiedade. Anorexia. São […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM