Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por 1234igor
#45428
É notório que a desigualdade social é um mal que afeta todo o mundo, principalmente os países que ainda encontram-se em vias de desenvolvimento. Os problemas que contribuem para a problemática existentes hodiernamente no Brasil são, entre outras, a má distribuição de renda e o acesso a escolarização. Sob tal ótica, esse cenário desrespeita princípios importantes da vida social, a saber, a qualidade de vida.
Primeiramente, cabe pontuar que a má distribuição de renda é um dos principais fatores. Apesar do crescimento econômico e da diminuição do número de pessoas abaixo da linha da miséria, as desigualdades sociais ainda são profundas estão entre os principais causas dos problemas sociais. Pesquisas divulgadas em 2003 concluíram que cerca de 10% da população brasileira detêm mais de 75% da riqueza nacional, enquanto os outros 90% da população dividem os 25% restantes. Nesse sentido, a renda implica diretamente nas desigualdades sociais.
Além disso, outro ponto a salientar, é a falta de escolarização adequada para população mais pobre, visto que a maioria não dispõem do acesso a uma boa infraestrutura, transporte apropriado, entre outros aspectos. Várias Organizações Não Governamentais, ONG's, promovem iniciativas populares de combate as desigualdades sociais. Muitas pessoas vinculadas às ONG's atuam como voluntárias, por exemplo, nas áreas de educação, esporte e lazer. Desse modo, as implicações de uma educação que não se adapta às diferenças são visíveis.
Diante do exposto, faz-se necessárias medidas que atenuem as desigualdades sociais no Brasil. Logo, a fim de melhorar as condições de vida da população, cabe ao Ministério do Trabalho, desenvolver políticas públicas, bem como a criação de cursos profissionalizantes, disponibilizados de forma gratuita, visando uma melhor formação da população. Ademais, o Estado, por meio do corpo legislativo, deve propor a criação de benefícios para pessoas que se encontram abaixo da linha da miséria, assim como, incluindo oportunidades de empregos. Assim, os direitos básicos inerentes à vida e à igualdade poderão ser cumpridos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

É notório o aumento excessivo na num[…]

Estima-se que apenas 10% da populaçã[…]

Desde sempre na humanidade a oralidade está[…]

A constituição federal de 1988, docu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM