• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#90502
“O homem não vive nunca em seu estado natural; na sua velhice, como em qualquer idade, seu estatuto lhe é imposto pela sociedade a qual pertence”. Assim como Simone Beauvoir salientou em seu livro “A velhice”, a população idosa brasileira também vem perdendo o seu valor social ao longo dos anos, visto que a cada dia essa minoria enfrenta desafios causados, especialmente, pelo despreparo de políticas públicas. Desse modo, torna-se premente analisar os principais impactos dessa problemática: a terceira idade como entrave para a economia nacional e previdência social, e a precarização dos serviços de saúde pública.
Convém ressaltar que, devido à evolução científica, o envelhecimento da população tornou-se uma tendência mundial. Entretanto, as consequências desse fenômeno podem recair sobre a administração pública. Segundo a pesquisa “Vivências, desafios e expectativas na 3ª idade”, realizada em 2020, conjuntamente, pela Fundação Perseu Abramo (FPA) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) de São Paulo, cerca de 70% dos idosos recebem menos de 2 mil reais por mês, e 2 a cada 10 possuem dificuldades financeiras por conta de poder aquisitivo baixo. Assim, muitos necessitam trabalhar até os 80 anos ou mais para sustentar suas famílias. Sob essa ótica, o aumento da expectativa de vida eleva também o índice de aposentadoria. Em contrapartida, a população jovem de 15 a 29 anos deve apresentar queda significativa nas próximas décadas (Fundação Getúlio Vargas, 2021), acarretando desordem na classe trabalhadora e desequilíbrio nas despesas públicas, dificultando a estabilidade do sistema previdenciário e agravando os desafios da população idosa no Brasil.
Ademais, esse grupo apresenta, naturalmente, mais fragilidade e maior propensão a doenças crônicas, aumentando a demanda por atenção à saúde. Nesse sentido, o artigo 15 do Estatuto do Idoso, promulgado em 1° de outubro de 2003, assegura, por intermédio do Sistema Único de Saúde – SUS, a atenção integral ao idoso, especialmente às doenças que afetam preferencialmente essa classe. Contudo, por vezes, essas leis são negligenciadas pela autoridade administrativa, e essas pessoas enfrentam dificuldades no atendimento do SUS, além da ausência de projetos de prevenção contra doenças crônicas que as atingem com mais facilidade.
Portanto, é imprescindível que o Ministério da Saúde – responsável por dispor de condições para garantir o bem-estar da população – deve promover políticas de prevenção e de saúde pública no país, por meio de propagandas e debates governamentais, incentivando a prática de atividades físicas e a importância de uma boa alimentação. Paralelamente, o Poder Executivo – responsável por administrar o Estado – deve formular reformas para o equilíbrio das contas da previdência social, adequando-se à realidade de envelhecimento populacional e garantindo a esse público condições justas e adequadas de ingresso, reingresso e/ou permanência no mercado de trabalho. Assim, a população idosa brasileira poderá contar com melhor qualidade de vida e a mitigação de seus desafios será uma realidade nacional.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

0
#90516
1. ''a população idosa brasileira também vem perdendo...''
- O uso do ''vem'' proporciona um aspecto informal ao texto ao meu ver, outro corretor pode considerá-lo ''ok''. Sugiro trocar por '' está perdendo/ perde constantemente''

2. ''a terceira idade como entrave para a economia nacional e a* previdência social, e a precarização dos serviços de saúde pública.''
- Neste período você poderia ter usando a expressão ''tanto... , como também'' para evitar a repetição do ''e''.

3. O seu D1 ficou bastante expositivo, você não desenvolveu a apresentação dos dados em conjunto com a articulação argumentativa. Não faça períodos tão curtos, apresente seu posicionamento neles mostrando quais as consequências que esses dados implicam na sociedade e a causa deles de maneira progressiva, pois não adianta só dizer quais são, você precisa justificar e mostrar marcas de ''juízo de valor''.
- Troque ''por conta de'' por ''em razão de'' | ''em razão do baixo poder aquisitivo''/ ''em razão do poder aquisitivo insuficiente para uma vivência digna''
- ''gravando os desafios da população idosa no Brasil.'' como vai agravar? quais as consequências disso? Seu desenvolvimento realmente foca em falar da parte econômica, mas a argumentação precisa ser melhor articulada, como eu havia dito.

4.''maior propensão às* doenças crônicas''.
'', especialmente, *às doenças''
- Acredito que ''preferenciamente'' não seja um bom advérbio nesse caso. As doenças têm preferências ou elas atingem com maior frequência pessoas de faixa etária elevada. Também notei a repetição da palavra ''doença'', você poderia substituir por patologias, enfermidades, etc...
-''essas leis são negligenciadas pela autoridade administrativa e, com isso,* essas pessoas enfrentam dificuldades no atendimento do SUS''. Sem o uso de um operador conclusivo o sentido da oração é prejudicado (consigo entender o que você quer falar, mas faltou esse elemento para deixar a frase correta, entende?).

5.É imprescindível que o Ministério (...) deve promover ---> promova*
1° Proposta tem agente, ação, detalhamento e meio.
2° Proposta tem agente, ação, detalhamento e meio (acredito que ''adequando-se ...'' é um meio, mas você deveria ter usado ''mediante a adequação'' para que ficasse mais claro).

A finalidade está no final, mas não sei se posso considerar ela como parte das duas propostas e dar 200. @Mylike me tira essa dúvida pf

* Tem erros quado ao uso do ''e'' e a vírgula que, em algumas partes do texto, deveria estar antes dele.
**Tem outros erros gramaticais que eu, provavelmente, não percebi.
2
#90537
@bylari, Aaaaa muito obrigada pelas dicas de verdade🥰🥰🥰 é vc acha que a d1 abaixo estaria melhor que a outra no sentido de argumentação?

Sob esse viés analítico, é importante destacar, a princípio que, devido à evolução científica, a população jovem de 15 a 29 anos deve apresentar queda significativa nas próximas décadas. Assim, as consequências desse fenômeno recaem sobre a administração pública que é inoperante, fator preponderante para a instabilidade do sistema previdenciário e agravamento dos desafios da população idosa no Brasil. Esse cenário decorre do fato de que, assim como demonstra a pesquisa “Vivências, desafios e expectativas na 3ª idade”, realizada em 2020, conjuntamente, pela Fundação Perseu Abramo (FPA) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) de São Paulo, proximamente 70% dos idosos recebem menos de 2 mil reais por mês, e 2 a cada 10 possuem dificuldades financeiras em razão do poder aquisitivo insuficiente para uma vivência digna. Em decorrência dessa indiligência do poder público, muitos necessitam trabalhar até os 80 anos ou mais para sustentar suas famílias. Logo, é notório que a omissão do Estado acarreta desordem na classe trabalhadora e sustenta o deficitário acesso à cidadania.
1
#90728
bylari escreveu:1. ''a população idosa brasileira também vem perdendo...''
- O uso do ''vem'' proporciona um aspecto informal ao texto ao meu ver, outro corretor pode considerá-lo ''ok''. Sugiro trocar por '' está perdendo/ perde constantemente''

2. ''a terceira idade como entrave para a economia nacional e a* previdência social, e a precarização dos serviços de saúde pública.''
- Neste período você poderia ter usando a expressão ''tanto... , como também'' para evitar a repetição do ''e''.

3. O seu D1 ficou bastante expositivo, você não desenvolveu a apresentação dos dados em conjunto com a articulação argumentativa. Não faça períodos tão curtos, apresente seu posicionamento neles mostrando quais as consequências que esses dados implicam na sociedade e a causa deles de maneira progressiva, pois não adianta só dizer quais são, você precisa justificar e mostrar marcas de ''juízo de valor''.
- Troque ''por conta de'' por ''em razão de'' | ''em razão do baixo poder aquisitivo''/ ''em razão do poder aquisitivo insuficiente para uma vivência digna''
- ''gravando os desafios da população idosa no Brasil.'' como vai agravar? quais as consequências disso? Seu desenvolvimento realmente foca em falar da parte econômica, mas a argumentação precisa ser melhor articulada, como eu havia dito.

4.''maior propensão às* doenças crônicas''.
'', especialmente, *às doenças''
- Acredito que ''preferenciamente'' não seja um bom advérbio nesse caso. As doenças têm preferências ou elas atingem com maior frequência pessoas de faixa etária elevada. Também notei a repetição da palavra ''doença'', você poderia substituir por patologias, enfermidades, etc...
-''essas leis são negligenciadas pela autoridade administrativa e, com isso,* essas pessoas enfrentam dificuldades no atendimento do SUS''. Sem o uso de um operador conclusivo o sentido da oração é prejudicado (consigo entender o que você quer falar, mas faltou esse elemento para deixar a frase correta, entende?).

5.É imprescindível que o Ministério (...) deve promover ---> promova*
1° Proposta tem agente, ação, detalhamento e meio.
2° Proposta tem agente, ação, detalhamento e meio (acredito que ''adequando-se ...'' é um meio, mas você deveria ter usado ''mediante a adequação'' para que ficasse mais claro).

A finalidade está no final, mas não sei se posso considerar ela como parte das duas propostas e dar 200. @Mylike me tira essa dúvida pf

* Tem erros quado ao uso do ''e'' e a vírgula que, em algumas partes do texto, deveria estar antes dele.
**Tem outros erros gramaticais que eu, provavelmente, não percebi.
Eu daria 200, já que só é preciso ter uma proposta completa! :)

O impossível é somente um limite estabelecido pelas nossas próprias mentes! :)
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
41 Exibições
por gabi398
0 Respostas 
24 Exibições
por jesus2022
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
por deboraaa    - In: Outros temas
5 Respostas 
140 Exibições
por Anna1
2 Respostas 
167 Exibições
por Neris
3 Respostas 
544 Exibições
por 3m1ly
3 Respostas 
465 Exibições
por Eduardaglv
envelhecimento
por AnnaCarol1    - In: Outros temas
0 Respostas 
82 Exibições
por AnnaCarol1
Envelhecimento Populacional
por Djaci    - In: Outros temas
0 Respostas 
33 Exibições
por Djaci
1 Respostas 
178 Exibições
por MillyB1973
O desafio de enfrentar o envelhecimento
por RegianeQ    - In: Outros temas
0 Respostas 
25 Exibições
por RegianeQ
1 bez

bom dia, R. li seu texto e minhas observaç[…]

Decretados pela ONU, em 1948, os direitos humanos […]

3 vez

R1000 , Claro, mais tarde eu faço a corre&[…]

Ola, tudo bem? Vou te dá uma breve corre&c[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM