• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Brenaamaro
#70933
O romance filosófico “Utopia” - criado pelo escritor inglês Thomas Morus no século
XVI - retrata uma civilização perfeita e idealizada, na qual a engrenagem social é
altamente segura e desprovida de conflitos e problemas. Tal obra fictícia, mostra-se
distante da realidade contemporânea no tocante ao assédio moral, problema ainda
a ser combatido no Brasil. Esse panorama lamentável ocorre não só em razão da
escassez de aulas socioemocionais nas escolas, mas também da inexistência de
canais de denúncias anônimos e eficazes. Desse modo, torna-se fundamental a
análise dessa disjuntura para reverter esse quadro.
Nessa linha de raciocínio, é primordial destacar que a carência de investimentos em
aulas socioemocionais nas escolas, deriva da ineficácia do Poder Público, no que
concerne a criação de mecanismos, os quais coíbam tais recorrências. Sob a
perspectiva do filósofo John Locke, o Estado foi criado sob um pacto social para
assegurar os direitos fundamentais dos indivíduos. Entretanto, é notório o
rompimento desse contrato social no cenário brasileiro, visto que, devido à baixa
atuação das autoridades em promover tais aulas, impedem o desenvolvimento do
controle das emoções, geração do autocontrole e a capacidade de tomadas de
decisões responsáveis, assim como a denúncia.
Além disso, a carência de canais de denúncias anônimos e eficazes apresenta-se
como outro desafio da problemática. O filme "Matilda", retrata os constantes abusos
que a professora da classe em que Matilda frequentava sofria cotidianamente. Tal
filme abordado é materializado no Brasil, haja em vista que milhares de pessoas
enfrentam abusos psicológicos e físicos no trabalho, no qual muitos não sabem ou
possuem medo de denunciar. Consequentemente, os casos de assédio moral se
expandem, retardando e contribuindo para a perpetuação desse quadro deletério.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. Assim cabe ao
Congresso Nacional, mediante o aumento do percentual de investimentos, o qual
será proporcionado por uma alteração na lei de Diretrizes Orçamentárias, ampliar os
meios de denúncias e divulgação, através de projetos e aulas ministradas por
profissionais especializados na área de psicologia, com o objetivo de conscientizar e
preparar os sujeitos para situações de assédio moral.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A Constituição Federal, norma de mai[…]

Sua redação está maravilhosa[…]

Acesso ao cinema

Segundo o Artigo 215 da Constituição[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM