• Avatar do usuário
#83179
É de conhecimento geral que as fake news existem desde os primórdios do Brasil. No início era o verbo - e logo em seguida veio uma mentira para justifica-lo. Começando pelo próprio descobrimento do nosso país que é ninho de fake news, se tratou muito mais de uma invasão do que de uma descoberta, a ideia de que o país "começa" em 1500 é uma perfeita ilustração do descaso que temos com nossa história.
Tendo em vista que a diferença da atualidade está na era digital em que vivemos, que amplia a velocidade a propagação dessas mentiras. Um filme que mostra bem esta situação é "O dilema das redes", o filme nos mostra como a arquitetura dessas plataformas é feita para gerar mudanças em nosso comportamento e prender nossa atenção. Os próprios tecnológicos comentam quais são os seus vícios. Se eles, que tem consciência das artimanhas tecnológicas, se vêem reféns, imagine nós, pobres mortais.
"Se uma história é demasiadamente emocionante ou dramática, provavelmente não é real. A verdade é bem entediante." , disse a jornalista Olga Yurkova durante a palestra inalgural do TED 2018, a série de conferências realizada no mês de abril em Vancouver, no Canadá. Em sua apresentação, a ativista disse que as chamadas fake news são "uma ameaça a democracia e à sociedade".
Observando o cenário atual, existem uma série de cuidados que ajudam a combater e identificar as notícias falsas. Assim para que o erro não acabe se tornando maior, é importante que haja um grande esforço coletivo e contínuo de análise das informações. É fundamental saber filtrar as mensagens recebidas, analisar com calma o tipo de fonte, se há links extras para apoiar as reinvindicações do texto e quem escreveu.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#83180
É de conhecimento geral que as fake news existem desde os primórdios do Brasil. No início era o verbo - e logo em seguida veio uma mentira para justifica-lo. Começando pelo próprio descobrimento do nosso país que é ninho de fake news, se tratou muito mais de uma invasão do que de uma descoberta, a ideia de que o país "começa" em 1500 é uma perfeita ilustração do descaso que temos com nossa história.
Tendo em vista que a diferença da atualidade está na era digital em que vivemos, que amplia a velocidade a propagação dessas mentiras. Um filme que mostra bem esta situação é "O dilema das redes", o filme nos mostra como a arquitetura dessas plataformas é feita para gerar mudanças em nosso comportamento e prender nossa atenção. Os próprios tecnológicos comentam quais são os seus vícios. Se eles, que tem consciência das artimanhas tecnológicas, se vêem reféns, imagine nós, pobres mortais.
"Se uma história é demasiadamente emocionante ou dramática, provavelmente não é real. A verdade é bem entediante." , disse a jornalista Olga Yurkova durante a palestra inalgural do TED 2018, a série de conferências realizada no mês de abril em Vancouver, no Canadá. Em sua apresentação, a ativista disse que as chamadas fake news são "uma ameaça a democracia e à sociedade".
Observando o cenário atual, existem uma série de cuidados que ajudam a combater e identificar as notícias falsas. Assim para que o erro não acabe se tornando maior, é importante que haja um grande esforço coletivo e contínuo de análise das informações. É fundamental saber filtrar as mensagens recebidas, analisar com calma o tipo de fonte, se há links extras para apoiar as reinvindicações do texto e quem escreveu.
#83182
É de conhecimento geral que as fake news existem desde os primórdios do Brasil. No início era o verbo - e logo em seguida veio uma mentira para justifica-lo. Começando pelo próprio descobrimento do nosso país que é ninho de fake news, se tratou muito mais de uma invasão do que de uma descoberta, a ideia de que o país "começa" em 1500 é uma perfeita ilustração do descaso que temos com nossa história.


Tendo em vista que a diferença da atualidade está na era digital em que vivemos, que amplia a velocidade a propagação dessas mentiras. Um filme que mostra bem esta situação é "O dilema das redes", o filme nos mostra como a arquitetura dessas plataformas é feita para gerar mudanças em nosso comportamento e prender nossa atenção. Os próprios tecnológicos comentam quais são os seus vícios. Se eles, que tem consciência das artimanhas tecnológicas, se vêem reféns, imagine nós, pobres mortais.


"Se uma história é demasiadamente emocionante ou dramática, provavelmente não é real. A verdade é bem entediante." , disse a jornalista Olga Yurkova durante a palestra inalgural do TED 2018, a série de conferências realizada no mês de abril em Vancouver, no Canadá. Em sua apresentação, a ativista disse que as chamadas fake news são "uma ameaça a democracia e à sociedade".


Observando o cenário atual, existem uma série de cuidados que ajudam a combater e identificar as notícias falsas. Assim para que o erro não acabe se tornando maior, é importante que haja um grande esforço coletivo e contínuo de análise das informações. É fundamental saber filtrar as mensagens recebidas, analisar com calma o tipo de fonte, se há links extras para apoiar as reinvindicações do texto e quem escreveu.

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

De acordo com a Declaração Universal[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM