Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#50289
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico maia importante do país prevê que em seu artigo 6°, direito a lazer, segurança e alimentação. Conquanto, tal prerrogativa não tem ênfase em sua prática quando se observa o fator da valorização dos povos indígenas no Brasil, dificultando assim a universalização desse direito social tão importante. Nesse sentido, a configuração do problema se emerge em razão da negligência governamental e da lacuna educacional.
Em primeira análise, deve-se ressaltar que a ausência de medidas governamentais é uma causa para a problemática. Observa -se pelo filósofo King Locke, uma violação do 'contrato social' já que o estado não cumpri com sua função de garantir os direitos básicos indispensáveis como saúde e assistência básica aos desamparados. Assim, causando tribos indígenas chegar em estado de vida escasso. O que infelizmente é evidente no país essa falta de comprometimento com a sociedade.
Ademais, é fundamental apontar que o meio educacional é um outro fator latente que causa o problema. Segundo filósofo Kant, o ser humano é resultado da educação que obteve. Diante desse tal exposto, nota-se que a escola é uma base social muito importante, tendo a obrigação perante a lei de incluir eventos ou assuntos culturais indígenas nas salas de aula buscando enriquecer o conhecimento do adolescente. Logo é inadmissível esse cenário continue a pendurar.
Portanto, uma prevenção faz necessária, para isso, a escola em apoio com a prefeitura promova campanhas culturais e debates sobre o tema para a população e com o seu público alvo os jovens do ensino médio. As conversas deveram ocorrer em horários fora do período escolar, tendo como obrigação a presença de um especialista do assunto abordado. A fim de abranger e ampliar o conhecimento da cultura social no Brasil. Assim, se consolidará uma sociedade mais justa.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Cogita-se que mesmo com a implantaçõ[…]

Cogita-se que mesmo com a implantaçõ[…]

Promulgado pela constituição de 1988[…]

A histórigrafia vem nos mostrando que, s&ea[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM