Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#49857
Recordemos do projeto de lei número 7318/2017 no Brasil que condiz em adicionar a disciplina “educação financeira” na matriz curricular no ensino fundamental e médio. Portanto, como ainda não se tornou obrigatória, possa ocasionar no aumento do número de inadimplência entre os jovens que seguindo essa adversidade, pode prejudicar sua vida financeira futuramente. Sabendo disso, o estado precisa agir para que disponha mais aulas de educação financeira nas escolas brasileiras, evitando o endividamento e o consumismo entre os jovens.
A princípio, assim como Shakespeare dizia “quando o dinheiro vai na frente, todos os caminhos se abrem”. Diante disso, no Brasil o piso salarial de um professor deixa muito a desejar, causando um mal estímulo para os educadores e falta de interesse em querer ensinar sobre a educação financeira. Dessa forma, com a falta de incentivo por parte dos professores, quem sofre são os alunos que acabam tendo uma desorganização em seus planos financeiros que pode levar ao endividamento com o excesso de compras e com resultado disso sendo capaz de apresentar sintomas como: estresse e ansiedade.
Por conseguinte, segundo Pierre Logan um compositor pernambucano “A má administração do dinheiro é a responsável pela falência de muitas famílias”. Em outras palavras, com esse avanço mercantil mundial, o marketing das empresas veiculada nas mídias gerou para algumas pessoas o excesso de compras mais do que o necessário que todavia não é suprida, transformando sua felicidade no “ter coisas” ao invés de “ser” aquilo que deseja, assim remetendo ao consumismo que denota em uma perturbação mental como: síndrome de diógenes. Logo, a importância da educação financeira nas escolas para alinhar os jovens sobre tais riscos.
Concluindo, o estado precisa acelerar na permanência da lei que dispõe o ensino da educação financeira na matriz curricular em escolas brasileiras e por meio de licitações precisa posicionar os professores com princípios sobre o controle financeiro, para que transfiram esses ensinamentos não só para os jovens alunos como para seus pais também nas escolas brasileiras, assim impossibilitando que origine uma população extremamente consumista e comecem a gerar uma organização nos seus planos de curto, médio e longo prazo financeiros.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Promulgada pela ONU em 1948, a Declaraç&ati[…]

Olá, GlendaMorais . Eu não estou c[…]

Vamos lá: Competência 1: 160 :D […]

a cantora Ariana Grande, tem dois álbuns pr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM