• Avatar do usuário
#72700
A Constituição federal de 1988, documento mais conspícuo do país, prevê em seu artigo 6° o direito à saúde como essencial aos cidadãos brasileiros. Conquanto, quando observa-se a importância da medicina humanizada para a saúde dos brasileiros, vê-se a carta política longe da efetivação. Esse cenário nefasto ocorre tanto pela ausência de políticas públicas, como pela obsolescência do sistema de saúde. Nesse sentido, convém analisar as principais consequências de tal postura negligente para a sociedade.
É indubitável, a ausência de políticas públicas está entre as causas do problema. De acordo com o filósofo grego Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo, que por meio da justiça o equilíbrio seja alcançado. Diante do exposto, percebe-se a situação deplorável na medicina brasileira, pois não há projetos para garantir a humanização das práticas exercidas dentro dos hospitais, deixando a população violada e sem amparo social, implicando no direito garantido pela Constituição federal.
Outrossim, destaca-se a obsolescência do sistema de saúde como impulsionador do empecilho. Sob esse viés, o sociólogo francês Émile Durkheim, afirma que os fatos sociais podem ser normais ou patológicos. De maneira análoga, observa-se um sistema patológico, em crise, rompe com toda a harmonia social, visto que um ambiente corrompido não favore o progresso coletivo. Em suma, um sistema doente sem funcionalidade, deve ser trocado por outro que favoreça a coletividade, e evidencie o paciente e seu bem-estar com prioridade.
Infere-se, portanto, que ainda há entraves para a solidificação de políticas que visem um Brasil melhor. Destarte, o Ministério da saúde -órgão responsável pela saúde dos brasileiros-, deve promover uma reforma no Sistema Único de Saúde, através de investimentos na formação dos médicos, a fim de transformar o olhar do profissional para com o paciente. Ademais, o Ministério da educação, deve investir em palestras para a população reconhecer futuros atos de violência, desse modo, o país poderá superar o problema e conceder a efetivação dos elementos listados na magna carta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula de forma mediana as partes do texto com inadequações ou alguns desvios e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

Embora a Declaração Universal dos Di[…]

Olá, Bia. A sua redação n&at[…]

eurodrigo anasilva1 Bia2201 3m1ly Gi6[…]

eurodrigo Obrigado pela avaliaçã[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM