Avatar do usuário
Por Williany12
Quantidade de postagens
#120152
A frase perpetuada no senso comum "Previnir é melhor que remudias"' vai
ao encontro de atitudes que antecipem possiveis intempéries, sobretudo na área da saúde. Entretanto, observa-se hodiernamente a realidade paradoxal no que
desrespeito a medicina preventiva no Brasil, haja vista que a população
não aplica esse conceito no cotidiano e protagoniza as consequências negativas. Logo, a segregação sociaespacial e a desatenção do governo perpetuam o problema.

Em primeira análise, a configuração econômica do país corrobora o impasse. O cantor Chico Science exprimiu “ A cidade não para, a cidado so cresce, o de cima sobe e o de baixo desce”. evidenciando as desigualdades estruturais como precursoras do dilema nacional. Nesse sentido, constata-se uma possibilidade de promação da saúde restrita à minoria da comunidade, visto que as classes secias mais baixas não dispõe de tempo e recursos para ter uma vida saudável. Além disso, a popularização da medicina de prevenção vinculada aos novos conceitos de saúde que são desconhecidos pelos mais pobres.

Outrossim, a desatenção federativa consolida a problemática. A Constituição Federal de 1988 assume que todos os brasileiros possuem igual acesso à saúde e à educação. Porém, observa-se no presente a incoerência dessa prerrogativa, tendo em vista que a parcela de menor poder aquisitivo encontra-se em condições inacessivas para o estabelecimento da qualidade devida. Nesse sentido, a negligência estatal frente aos altos custos para a manutenção da saúde e a ausência da educação, contribuem para o firmamento do paradigma e a exclusão de parte do país acerca de seus respectivos direitos.

Portanto, é papel do Ministério da Saúde, através das mídias digitais, promover a campanha de “Saúde e Prevenção”, que ocorrerá com a divulgação da importância do cuidado para a longevidade, visando alertar o público a respeito da adoção de práticas preventivas. Ainda assim, é dever do Estado, através do Ministério do Trabalho, outorgar uma lei que será responsável por atribuir trimestralmente um dia específico para a realização de exames e atividades recreativas em órgãos públicos e privados, visando fomentar a saúde dos contribuintes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
142 Exibições
por Marianagg
0 Respostas 
121 Exibições
por euubelle
1 Respostas 
228 Exibições
por RayaneSC
0 Respostas 
41 Exibições
por Marcelo123
17 Respostas 
1040 Exibições
por Lourencosg
0 Respostas 
187 Exibições
por Vinicius100
0 Respostas 
95 Exibições
por saraddagyfy
4 Respostas 
356 Exibições
por JChaves2021
0 Respostas 
38 Exibições
por marianatal
2 Respostas 
263 Exibições
por OlrenBeat

O brasileiro muitas vezes não tem a oportun[…]

Insegurança alimentar no Brasil

Conforme o artigo 25 da Declaração U[…]

De acordo com o documentário "O di[…]

Filantropia

Filantropia é o termo usado para designar a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM