Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#60669
Em 2018, de acordo com pesquisas feitas pelo IBGE, o nível de expectativa de vida
dos idosos é crescente com o passar das décadas. Entretanto, ao analisar a
realidade brasileira, nota-se que ainda existem desafios relacionados à essa
estimativa. Dessa forma, faz-se preciso analisar não só a indiferença familiar, como
também o desamparo governamental como elementos propulsores desse revés.

A princípio, convém destacar que os fatores ligados a essa má estimava
parcialmente se dá ao âmbito familiar. Acerca disso, percebe-se então a falta de
qualidade de vida dos idosos no país, que de acordo com a Lei Nº 10.741, em seu
artigo 3º, garante que é obrigação da família zelar pelo bem estar dos idosos. Nesse
sentido, uma parcela da população não retém os cuidados necessários para com os
idosos, pois muitos não possuem condições financeiras e mentais, o que acaba
levando a família a deixar o idoso em um asilo. Por isso, os idosos demandam de
mais atenção e cuidados para ter um envelhecimento seguro.

Ademais, o desamparo do governo na problemática é um fator que dificulta na sua
resolução. Para entender essa lógica, segundo o Estatuto do Idoso é assegurado
direitos às pessoas acima de 60 anos, por exemplo a preservação à saúde,
alimentação e lazer Entretanto, em analogia às circunstâncias brasileiras, nem todos
os direitos são respeitados, isto é, uma pequena parcela vive em condições
precárias, de tal forma que não possuam moradia e alimentação adequada. Assim,
enquanto essa situação permanecer, as pessoas mais velhas não terão uma
longevidade maior.

Portanto, é imprescindível que os familiares adotem hábitos capazes de reter bons
cuidados e amparo ao idoso, garantindo o seu bem-estar, além de disponibilizar
tempo ou contribuição financeira para a contratação de um cuidador. Outrossim,
compete ao Governo Federal destinar uma gestão financeira melhor para os idosos
com o fito de garantir a melhoria na alimentação e em atendimentos de saúde.
Assim, pode-se esperar que as medidas realizadas prolonguem o envelhecimento
da melhor maneira e qualidade aos idosos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo Émile Durkheim “nosso ego&iac[…]

Combate às epidemias No processo de colon[…]

Fabi2610 , digo o mesmo que a 3m1ly . Estude sob[…]

Certo Parcialmente certo Errado Ausên[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM