• Avatar do usuário
#79132
A revolta da Vacina, um protesto popular ocorrido em 1904, foi resultado da Lei de Vacinação Obrigatória, sancionada na época. No momento atual, o cenário não é mais o mesmo, ou seja, a vacinação não ocorre de maneira invasiva e violenta, contudo, nos últimos quatro anos, houve uma significativa queda no índice de vacinação do país. Perante isso, cabe a discussão a respeito do movimento antivacina, na era da pós-verdade, como motivador da queda na taxa de vacinação, e as consequências desses fatos.
Em primeira análise, é evidente os benefícios da vacinação para a saúde da população. Entretanto, a disseminação de informações a respeito da atuação da vacina como imunizante não ocorre efetivamente para toda sociedade, com isso, ocorre a distorção de fatos e por meio, principalmente, de mídias sociais são transmitidas notícias falsas. Dessa maneira, surgem movimentos apoiados em afirmações ilegítimas, como o movimento antivacina, que recusa a aplicação da vacina, além de outras medidas de proteção. Além da questão da divulgação de notícias falsas há outras razões pelas quais as pessoas escolhem não se vacinar, como, motivos culturais, políticos e religiosos, ocasionando uma desconfiança nas instituições de saúde, portanto, deve-se ressaltar a importância da imunização da população para garantir o bem estar nacional.
Ademais, as consequências da manifestação de atitudes contra a vacinação são preocupantes. O Sarampo, por exemplo, foi reintroduzido no Brasil após ter sido erradicado, e segundo a Fiocruz, a principal causa do retorno da doença no país é a baixa cobertura vacinal. Sendo assim, percebe-se que a desinformação e a desconfiança em profissionais da saúde acarretam problemas agravantes na saúde nacional.
Diante do exposto, compreende-se a necessidade de desenvolver medidas que assegurem uma alta cobertura vacinal no país. Para isso, cabe ao Ministério da Saúde, por meio dos meios de comunicação, promover o incentivo a vacinação, expondo informações a respeito do funcionamento da vacina, além de monitorar e exterminar a disseminação de notícias falsas. Dessa forma, espera-se que a vacinação seja efetivada e doenças sejam erradicadas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No filme Malala, é retrato à vida da[…]

analfabetismo no Brasil

Oi, Iurymed , tudo certo? bora lá (lembran[…]

Título: Mais problemas O programa mais m&[…]

Jotaveh walace vanussa Isabelaassis

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM