• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Vic54
Quantidade de postagens
#67449
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6º, o direito ao transporte como inerente à todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa a mobilidade urbana sustentável, dificultando, desse modo, a universalização desse direito tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater a falta de investimentos no transporte público e alternativo. Nesse sentido, tal problema vai permeante a sociedade e com uma série de problemas como a contribuição ao congestionamento, a poluição do ar. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o estado não cumpre sua função de garantir que os cidadões desfrutem de direitos indispensáveis, como o transporte, o que é infelizmente é evidente no país.
Ademais, é fundamental apontar a má condição dos veículos, como impulsionador da queda do uso dos coletivos no Brasil. Segundo pesquisadores, mais de 70 milhões de toneladas de gás carbônico são liberados na atmosfera decorrente da utilização de gasolina por veículos no Brasil. Diante de tal exposto, esse composto químico é responsável pelo aumento do aquecimento global, o que ocasiona a elevação da temperatura média e, consequentemente, vários problemas ambientais. Logo inadimissível que esse cenário continue a pendurar.
Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o governo, por intermédio de uma campanha, desenvolva métodos para incentivar formas sustentáveis de transporte-implementando projetos similares ao de bicicletas compartilhadas-a fim de reduzir a alta emissão de gases poluentes para a atmosfera. Assim, se consolidará uma sociedade mais humana, onde o estado desempenha corretamente seu "contrato social", tal como a firma de John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Por Ashiley
Tempo de Registro Quantidade de postagens Quantidade de postagens
#67489
Oi, @Vic54!

Introdução
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6º, o direito ao transporte como inerente à todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa a mobilidade urbana sustentável, dificultando, desse modo, a universalização desse direito tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Boa introdução. Possui repertório, problematização e tese. Porém, aconselho a deixar seus dois argumentos explícitos, assim demonstrará um projeto de texto evidente!

Desenvolvimento 1
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater a falta de investimentos no transporte público e alternativo. Nesse sentido, tal problema vai permeante a sociedade e com uma série de problemas como a contribuição ao congestionamento, a poluição do ar. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o estado (1) não cumpre sua função de garantir que os cidadões (2) desfrutem de direitos indispensáveis, como o transporte, o que é infelizmente é (3) evidente no país.
1 - "Estado" no sentido de país deve ser escrito com letra inicial maiúscula.
2 - O correto é "cidadãos".
3 - Esse "é" é desnecessário, pois já havia o utilizado anteriormente.
Aconselho você a usar o repertório após o tópico frasal, deixar sua argumentação mais para o final já que terá possivelmente mais espaço para argumentar, além de ficar mais organizado. Ao fim, faça um arremate no último período concluindo o que foi dito.

Desenvolvimento 2
Ademais, é fundamental apontar a má condição dos veículos, como impulsionador da queda do uso dos coletivos no Brasil. Segundo pesquisadores, mais de 70 milhões de toneladas de gás carbônico são liberados na atmosfera decorrente da utilização de gasolina por veículos no Brasil. Diante de tal (4) exposto, esse composto químico é responsável pelo aumento do aquecimento global, o que ocasiona a elevação da temperatura média e, consequentemente, vários problemas ambientais. Logo (5) (6) inadimissível (7) que esse cenário continue a pendurar.
4 - "Diante do exposto" fica melhor.
5 - Vírgula após "logo" já que é conectivo.
6 - Faltou o "é".
7 - O correto é "inadmissível".
Esse desenvolvimento está mais organizado e achei mais compreensível.

Conclusão
Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o governo (8), por intermédio de uma campanha (9), desenvolva métodos para incentivar formas sustentáveis de transporte (10) -implementando projetos similares ao de bicicletas compartilhadas - (11) a fim de reduzir a alta emissão de gases poluentes para a atmosfera (12). Assim, se (13) consolidará uma sociedade mais humana (14), onde o estado (15) desempenha corretamente seu "contrato social", tal como a firma (16) de John Locke.
8 - Agente
9 - Meio/modo
10 - Ação
11 - Detalhamento
12 - Efeito/finalidade
13 - Não use pronome oblíquo para iniciar ou após pontuações.
14 - Ficaria melhor " mais humanizada"
15 - O mesmo caso da observação 1.
16 - O correto é "afirma"
Sua proposta está completa.

Bom texto, mas se atente às observações. Bons estudos!
Atenciosamente,
Ashiley

De acordo com a Primeira Lei de Newton, um corpo e[…]

Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM