• Avatar do usuário
#70550
Com advento da terceira revolução industrial, cujo objetivo foi o desenvolvimento da tecnologia, redimensionou o papel do homem na sociedade. Embora esse avanço tecnológico traga inúmeros benefícios para a sociedade, como a aproximação das pessoas, observa-se que, na conjuntura brasileira contemporânea , o público infantil está cada vez mais conectado, o que é motivo de preocupação. Já que, consequentemente, o acesso precoce e contínuo à aparelhos eletrônicos afeta o desenvolvimento da Criança e, também, o aprendizado.
Em primeiro lugar, faz-se necessário mencionar que o uso precoce desse recurso faz com que a grave o desenvolvimento da criança. De acordo com o estudo da faculdade Unicamp, as crianças que usam aparelhos tecnológicos sem controle e não brincam, ou brincam pouco pode trazer atraso no desenvolvimento. Nesse sentido, é notório que, a tecnologia jamais substituí as relações pessoais, como amizades, convívio familiar, diversão, dentre outros. Desse modo, a infância é a fase principal do indivíduo, uma vez que é nela que o indivíduo forma as amizades, as qualidades, e se preparam para a pré-adolescência. Por isso, é de total importância que o indivíduo crie relações fora dos meios tecnológicos, pois ,assim, ele irá se desenvolver socialmente .
Em segundo lugar, ressalta-se que, a aprendizagem das crianças é atrasada, pois nota-se que elas estão utilizando a internet exageradamente. Segundo docente da faculdade de educação infantil de Passos Fundos, Edemilson Ramos, alerta que " a tecnologia digital se inserida na vida das crianças sem a mediação dos pais ou professores, perdi o seu potencial educativo". Sendo assim, é Perceptivel, então, que os pais são os principais catalisadores da problemática, de como que, muitas vezes, não administram o tempo e nem a maneira, na qual os filhos usam os meios digitais. Dessa maneira, é verídico que essa atitude frequente dos pais é negativa para a educação das crianças, já que usufruem muito para jogar games ou acessar alguma coisa que não é produtiva para a educação dos pequeninos, e assim acaba perdendo a qualidade absorção de conhecimento.
É vidente, portanto, discutir alternativas que possam mitigar essa situação. Destarte, cabe à família, na figura dos pais, programar os horários de acessar as redes sociais, de brincar, estudar, de se socializar com os colegas etc, por meios de um cronograma - no qual coloque em ênfase o desenvolvimento da criança, com a finalidade de instruir ao público infantil acerca do quadro problemático. Ademais, o Estatuto da Criança e do Adolescente deve criar programas educativos para os pais, para que assim os pais possam aprender como solucionar esses impecilhos. Logo, que essa revolução industrial tecnologia seja beneficiar a população infantil brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM