• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#84177
No reality show “Big Brother Brasil”, a participante Juliette Freire foi alvo de atos preconceituosos por possuir um sotaque nordestino. De maneira análoga ao sofrimento de Juliette, parcela expressiva do círculo social brasileiro também sofre pela intolerância linguística, uma vez que modos distintos de falar são caracterizados como “engraçados” e “motivos de piada”. Nesse sentido, com o intuito de combater essa chaga, urge, antes de tudo, uma análise tanto da lacuna educacional quanto da displicência familiar como suas causas.

Mormente, deve-se pontuar o descaso escolar sob a ótica de Paulo Freire. Para o pedagogo, o método de ensino é bancário, isto é, pouco estimula a reflexão crítica. Diante disso, pode-se afirmar que substancial segmento das escolas, enquanto continuam a priorizar tal metodologia, não buscam elucidar a criticidade dos discentes quanto ao preconceito linguístico, o que banaliza esse ato hediondo e, como consequência disso, corrobora com que mais sujeitos sofram por depressão e/ou suicídio. É paradoxal, assim, que a escola tenha alto poder formador e, ao mesmo tempo, não conscientiza os estudantes acerca de um imbróglio tão assustador.

Sob um segundo olhar, é fulcral salientar como a inobservância da família potencializa o revés. A título de exemplo, o psicólogo Jean Piaget defendeu que o núcleo parental é incumbido de cognitivamente desenvolver os menores, de modo a estimular a aprendizagem deles acerca de múltiplos tópicos. No entanto, a parentela acaba por secundarizar sua responsabilidade, já que é mínimo o seu interesse em edificar os indivíduos no que tange ao preconceito linguístico, o que torna tal prática habitual no tecido social e, como um dos desdobramentos, faz com que mais pessoas padeçam por exacerbada ansiedade. Destarte, a fim de ir ao encontro com o pensamento de Piaget, é imprescindível que a família tenha sua conduta repensada inadiavelmente.

Em vista dos argumentos supracitados, é imperioso que o Ministério da Educação introduza, por meio de uma alteração na Base Nacional Comum Curricular, uma disciplina voltada à prática de respeito e empatia, a qual afetará as aulas de filosofia e sociologia e incentivará rodas de debate, palestras e minicursos com vistas a minimizar a intolerância linguística no país. Ademais, a parentela tem de lecionar os menores sobre o preconceito linguístico com o fito de tornar esse ato atípico. Feito isso, poder-se-á observar a nação em progresso, e menos atos nefastos como os vivenciados por Juliette irão acontecer.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM