• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#61331
A priori, o filme "A procura da felicidade" retrata a vida de um homem enfrentando consequências por não ter administrado bem seu proprio dinheiro. Caso esse, que colocado em contexto real, retrata a situação da maioria dos brasileiros, evidenciando assim um problema: a maioria das pessoas não sabem administrar o dinheiro. Impasse que advém principalmente da falta de educação financeira na formação educacional desses indivíduos.

Sobretudo é necessário pontuar que, o analfabetismo financeiro é um problema porque gera um alto nível de inadimplência( não pagamento de uma conta ou dívida) na sociedade. Visto que, Estimativas do Serviço de Proteção ao crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Logistas (CNDL) apontam cerca de 62,6 milhões de brasileiros terminando o ano de 2018 com contas atrasadas e CPF negativado. Há então, uma alta taxa de pessoas que não sabem gerenciar o próprio dinheiro, por conta da falta de conhecimento básico em finanças, como investimentos e lucros, assim, não sabendo planejar o orçamento pessoal.

Ademais, pontua se que a falta de implementação de finanças no conteúdo pedagógico, acentua mais ainda a disparidade de indivíduos gastando a maior parte do seu dinheiro, ou até todo ele em coisas não necessárias, que poderiam ser dispensadas com o corte de gatos, tópico muito presente na planificação financeira. Assim disse immanuel Kant: "O ser humano é aquilo que a educação faz dele". Consequentemente, grande parte do que as pessoas aprendem provém da educação escolar, logo é nela que deve se focar.

Portanto, para amenizar o problema da falta de educação financeira na vida do cidadão brasileiro, é mister, que o ministério da educação implante medidas: projetos com palestras e aulas gratuitas de finanças básicas para jovens e adultos, em centros educativos. É indispensável, a implementação do planejamento de gastos no conteúdo escolar dos jovens, funcionado como implemento no conteúdo de matemática. Além do mais, a família pode ter o papel de ensinar a criança desde cedo a economizar dinheiro, como exemplo: o famoso "porquinho". Também, a mídia como grande influenciadora, através de programas de TV, rádio, e internet com as famosas redes sociais, poderá divulgar maneiras para organizar o financeiro pessoal da população, atraves de ead sobre o assunto,desta firma contendo vídeo aulas, e Pdf como material de apoio.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#65323
A constituição federal de 1988, prevê em seu artigo 6°, o direito a educação como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa a educação financeira na sociedade brasileira, dificultando, deste modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
No entanto, deve-se ressaltar que a ausência de medidas governamentais é um fator para a perduração da falta de educação financeira, que gera nas pessoas uma falta de planejamento para o futuro, corroborando para uma vida adulta e velhice com dívidas. Essa abstenção do governo, segundo o filósofo John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o estado não cumpre sua função de garantir os direitos fundamentais aos cidadãos, como a educação, o que infelizmente é evidente no Brasil.
Ademais, é crucial apontar a irresponsabilidade e a falta de escolhas cônscias como principais causadores de dívidas no pais, já que levam a decisões imediatistas e irracionais. Por essas escolhas irreflexas, mais de 1/3 da população brasileira tem dívidas. Diante de tal exposto é indubitável que a ausência de educação financeira é abrangente e problemática em nosso tecido social, pois contribui para a ignorância das pessoas sobre o bom uso do dinheiro. Logo, é inadmissível que esse cenário persista.
Portanto, é imprescindível que o Ministério da Educação, por meio de uma alteração na grade curricular dos estudantes, inclua a matéria educação financeira nas escolas de todo o Brasil, a fim de educar as crianças e adolescentes acerca do uso monetário consciente. Assim, se consolidará uma sociedade responsável e plena, onde o Estado desempenha corretamente seu "contrato social" tal como afirma Jonh Locke.
#65771
Ola @Aline21 , sou Wagner e venho fazer alguns comentários acerca de sua redação. Meu teclado esta com defeito nos acentos kkk por isso desconsidere os erros.

A priori[1], o filme "A[2] procura da felicidade" retrata a vida de um homem enfrentando[3] consequências por não ter administrado bem seu próprio dinheiro. Caso esse[4], que[6] colocado em contexto real, retrata a situação da maioria dos brasileiros, evidenciando assim um problema: a maioria das pessoas não sabem administrar o dinheiro.[5] Impasse que advém principalmente da falta de educação financeira na formação educacional desses indivíduos.

[1]Não há necessidade de conectivos de ordem já no inicio de sua introdução, pois afinal, seu texto já esta começando por esse paragrafo. Por isso, fica um pouco redundante dizer que você vai começar apontar uma ideia no começo do texto.
[2]Aqui faltou uma crase pois há a necessidade do artigo "a" pelo substantivo deverbal "procura" e da preposição "a" uma vez que quem esta a procura, procura a alguma coisa.
[3]Ficaria melhor o uso da conjunção "que" ou "o qual". "... retrata a vida de um homem que enfrenta consequências...". Assim, acredito que seu texto apresentara uma maior fluidez
[4]Truncamento textual, aqui deveria haver um ponto pois continua a frase do período anterior
[5]Truncamento textual
[6]Esse "que" deveria vir antes da virgula porque o termo a ser explicado tem que estar diretamente ligado ao termo que faz essa ligação(que)
:!: Sua introdução ficou muito boa principalmente com a contextualização, porem o tema fica subentendido dentro do paragrafo porque eu compreendi que e sobre educação financeira mas, isso seria para os jovens? adultos? Por isso recomento literalmente transcrever o tema da redação logo na introdução para ficar bem marcado.
:!: Outra coisa, percebi que no final da sua introdução você apenas elenca um tópico para desenvolver sua tese, isso não e uma exigência do Enem, mas acredito que colocar 2 tópicos distintos(1 em cada desenvolvimento) seria o ideal pois facilitaria a exposição de um conteúdo mais diversificado em seu texto. Por exemplo, poderia ser o que você colocou mais dizer como esse ensino pode ser feito nas escolas brasileiras através de métodos mais práticos e com o abrandamento teórico das disciplinas.

Sobretudo é necessário pontuar que, o analfabetismo financeiro é um problema porque gera um alto nível de inadimplência( não pagamento de uma conta ou dívida) na sociedade[7]. Visto que[8], Estimativas do Serviço de Proteção ao crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Logistas (CNDL) apontam cerca de 62,6 milhões de brasileiros terminando o ano de 2018 com contas atrasadas e CPF negativado. Há então, uma alta taxa de pessoas que não sabem gerenciar o próprio dinheiro[9], por conta da falta de conhecimento básico em finanças, como investimentos e lucros, assim, não sabendo planejar o orçamento pessoal.

[7]Aqui você coloca um informação que não esta na sua introdução, fato que revela uma certa desorganização no projeto de texto. Por isso, coloque um breve resuminho de sua tese no final de sua introdução assim, sua redação vai ficar mais estruturada
[8]Truncamento textual, aqui deveria haver um ponto
[9]Acho que você poderia trabalhar melhor os seus argumentos porque fica um pouco generalizado. Em alguns casos as pessoas sabem administrar seu dinheiro, a questão e que muitos não tem uma quantia suficiente nem ao menos para viver e assim, muitas contas e dividas deixam de ser pagas. E também você poderia explorar como o ensino da educação financeira poderia ajudar essas pessoas porque fica muito subentendido.
:!: Gostei de seu D1 e você demonstra um potencial muito forte para argumentar mas fica um pouco limitada na generalização.

Ademais, pontua sepontua-se que a falta de implementação de finanças no conteúdo pedagógico, acentua mais ainda a disparidade de indivíduos gastando a maior parte do seu dinheiro, ou até todo ele em coisas não necessárias, que poderiam ser dispensadas com o corte de gatos, tópico muito presente na planificação financeira[10]. Assim disse immanuel Kant: "O ser humano é aquilo que a educação faz dele". Consequentemente, grande parte do que as pessoas aprendem provém da educação escolar, logo é nela que deve se focar.

[10]Esse período esta bem longo, alias , esse seria seu tópico frasal que geralmente e bem sintetizado em relação a ideia a ser abordada no desenvolvimento.
[11]Esse D2 ficou muito confuso, não consegui relacionar a falta de educação financeira com o não discernimento das pessoas ao gastarem seu dinheiro e acentuarem a disparidade financeira. Na verdade, a maior parte dos detentores de muito dinheiro gastam dinheiro inutilmente mesmo tendo uma suposta educação financeira
:!: Ficou um pouco desorganizado mas compreendi a ideia e também ficou uma argumentação um pouco rasa, você poderia ter explorado mais o tema


Portanto, para amenizar o problema da falta de educação financeira na vida do cidadão brasileiro, é mister, que o ministério da educação Ministério da Educação implante medidas: projetos com palestras e aulas gratuitas de finanças básicas para jovens e adultos, em centros educativos. É indispensável, a implementação do planejamento de gastos no conteúdo escolar dos jovens, funcionado como implemento no conteúdo de matemática. Além do mais, a família pode ter o papel de ensinar a criança desde cedo a economizar dinheiro, como exemplo: o famoso "porquinho". Também, a mídia como grande influenciadora, através de programas de TV, rádio, e internet com as famosas redes sociais, poderá divulgar maneiras para organizar o financeiro pessoal da população, atraves de ead sobre o assunto,desta firma
contendo vídeo aulas, e Pdf como material de apoio
:!: Você apresenta 3 propostas de redação e todas estão incompletas, nao ha um fechamento do texto com referencia a introdução. Na proposta mais completa, há três elementos apenas (ACAO-AGENTE-MEIO)

NOTAS
C1:120 Existem 2 erros de estrutura sintática e vários erros de mais diversas naturezas ao longo do texto
C2:160 Repertorio pertinente e legitimado mas foi pouco produtivo
C3:160 Argumentação presente porem pouco aprofundada/explorada
C4:120 Erros de conectivos presentes e frequentes
C5:120 3 elementos na conclusão

NOTA FINAL:680 Você escreveu um texto muito bom e sei que você tem muito potencial para alcançar os 900+. Continue escrevendo e pode contar comigo para os próximos textos

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM