• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Mikellayne
#67182
O preconceito linguístico atinge o maior legado do homem, que é o domínio da língua. Há quem domine a línguagem formalmente e quem fale de maneira coloquial a maioria das vezes. O assédio linguístico tem sido cada vez maior, e o constrangimento diante dos outros se torna ainda mais constante. É importante enfatizar que não existe linguagem certa e errada, por isso, é imprescindível debater e buscar minimizar os efeitos do problema.

Mundialmente, o Brasil é conhecido como miscigenado e de cultura ampla. Devido a isso, a linguagem do Nordeste é diferente da linguagem do Sul, contribuindo para a riqueza de um idioma. No entanto, há resistência de parte da população em aceita-las, pois acreditam que deve haver um padrão.

Existe também a questão da escolaridade, pois, sabemos que o Brasil sofre com o analfabetismo. Exigir que um analfabeto domine facilmente sua fala é considerado maldade e falta de empatia. A educação, portanto, acaba sendo só uma arma para rebaixar o outro por meio do preconceito de alguém egoísta e cruel.

A educação é bem mais do que saber escrever de maneira correta. De nada adianta toda sabedoria se há chacota com o amigo que não sabe ler, ou se depois haverá bullying com uma outra pessoa de determinada região por ter sotaque diferente. Por isso, o governo precisa melhorar a educação brasileira com o intuito de ensinar sobre as diferenças da fala e também conscientizar os alunos do que é certo e errado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Por Ashiley
Tempo de Registro Quantidade de postagens Quantidade de postagens
#67205
Oi, @Mikellayne!

Introdução
O preconceito linguístico atinge o maior legado do homem, que é o domínio da língua (1). Há quem domine a línguagem (2) formalmente e quem fale de maneira coloquial a maioria das vezes. O assédio linguístico tem sido cada vez maior, e o constrangimento diante dos outros se torna ainda mais constante. É importante enfatizar que não existe linguagem certa e errada, por isso, é imprescindível debater e buscar minimizar os efeitos do problema (3).
1 - Aqui ficaria melhor você usar outra estratégia de abertura, no caso um repertório.
2 - "linguagem"
3 - Faltou deixar seus dois argumentos explícitos para demonstrar projeto de texto.
Então o que falta melhorar na sua introdução é o uso de repertório no início, além de fazer uma melhor problematização do tema e citar seus argumentos na tese.

Desenvolvimento 1
(4) Mundialmente, o Brasil é conhecido como miscigenado e de cultura ampla. Devido a isso, a linguagem do Nordeste é diferente da linguagem do Sul, contribuindo para a riqueza de um idioma. No entanto, há resistência de parte da população em aceita-las (5), pois acreditam que deve haver um padrão.
4 - inicie com um conectivo que dê ideia de início, por exemplo: Em primeira análise, Em primeiro plano, etc.
5 - "aceitá-las"
Seu desenvolvimento está fraco, pois não fez uso de repertório algum para embasar seu argumento. Sendo assim, sua argumentação está rasa... outra coisa também é a falta de conectivos em alguns trechos!

Desenvolvimento 2
(6) Existe também a questão da escolaridade, pois (7), sabemos (8) que o Brasil sofre com o analfabetismo. Exigir que um analfabeto domine facilmente sua fala é considerado maldade e falta de empatia. A educação, portanto, acaba sendo só uma arma para rebaixar o outro por meio do preconceito de alguém egoísta e cruel.
6 - Inicie com um conectivo de edição, por exemplo: além disso, ademais, etc.
7 - vírgula antes e depois de "pois" dá um sentido conclusivo, o que não é o caso. Logo, deve-se usar nesse caso vírgula após apenas.
8 - Seja impessoal. Não use primeira pessoa!
Há os mesmos problemas que o primeiro desenvolvimento: falta de conectivos, falta de repertório para embasar e argumentação rasa, além de ausência de arrematação do parágrafo.

Conclusão
(9) A educação é bem mais do que saber escrever de maneira correta. De nada adianta toda sabedoria se há chacota com o amigo que não sabe ler, ou se depois haverá bullying com uma outra pessoa de determinada região por ter sotaque diferente. Por isso, o governo (10) precisa (11) melhorar a educação brasileira (12) com o intuito de ensinar sobre as diferenças da fala e também conscientizar os alunos do que é certo e errado (13).
9 - inicie com conectivo de conclusão, por exemplo: portanto, logo, etc.
10 - Agente
11 - Use "deve". Seja imperativa!
12 - Ação
13 - Efeito
Sua proposta possui apenas 3 dos 5 elementos, faltou o meio e o detalhamento. Vale ressaltar que os períodos anteriores que dão a entender que está por vir a proposta, estão longos. Não é necessário... faça brevemente!

Sua nota seria prejudicada na C1 por conta de desvios, na C2 por conta da falta de repertório para embasar o argumento, na C3 pela argumentação rasa e alguns problemas de projeto de texto, na C4 pela falta de conectivos em alguns locais e na C5 pela ausência de 2 dos 5 elementos. Continue escrevendo e irá progredir. Sucesso! :D
Atenciosamente,
Ashiley

JoaoPedro72 , qual dica você me daria para[…]

Sua redação ficou muito boa, mas pec[…]

Seu texto ficou muito bom, mas busque entender sob[…]

1-poucos erros gramaticais, você escreve b[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM