Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Iachina
#50997
Segundo a Constituição Federal de 1988, documento de suma importância nacional, cabe a todo cidadão brasileiro o direito a saúde. Entretanto, tal eixo social não se tem ênfase quando se presencia um período epidêmico. Dessa forma, a problemática afeta drasticamente a população brasileira ampliando o índice de mortalidade e desestabilização econômica.

Em primeiro plano, o ministério da saúde é de fato precário em nosso país, dessa forma, a sua desorganização desencadeia a diversos fatores epidêmicos. Visto que, em períodos históricos de pestes, resultou em altos índices de mortalidade no país. A Febre Amarela, a primeira epidemia do Brasil na época colonial, seu transmissor "Aedes aegypti" resultou em mais de 12 mil mortes. Infelizmente, a escassez de recursos da saúde pública é de fato ausente para a classe baixa brasileira, diante disso o contágio juntamente ao seu massacre, é de fato ainda maior.

Ademais, tal como aumento de mortalidades, as epidemias afetam radicalmente a economia brasileira. Uma vez que, seus maiores gastos sejam para o controle das pragas. Segundo a OMS, Organização Mundial da Saúde, Cerca 10,3% da riqueza do país é para a saúde. Entretanto, tal afirmação se altera quando se trata de epidemias. Da mesma forma, a debandada política interfere os custos de ferramentas hospitalar, vacinas e soluções de combates, resultando em decadência econômica. É lamentável, a corrupção e o mal governo do país em meio a pestes, prejudicando a população e sua economia de forma extrema.

Depreende-se, portanto, que os efeitos epidêmicos afetam radicalmente a população tal como a economia no país. É imprescindível a disponibilidade pública e sua demasiada eficiência hospitalar, através do Ministério da Saúde por meio de construções de novas upas e hospitais na produção de melhor assistência do SUS, afim de um tratamento eficaz para combater devidas pragas e doenças. Além disso, o governo brasileiro utilizar de forma viável e competente sua economia para o uso de utensílios médicos tal como máscaras, vacinas e remédios, mediante a poupança arrecadada por cidadãos anualmente. Diante disso, com uma organização econômica teremos um Brasil desempenhado em saúde, consequentemente, obtendo uma boa preparação contra epidemias na nação.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

GlendaMorais , Ashiley , XxDamastco , Jenif[…]

No cenário social vigente, o estigma associ[…]

Muito obrigado pela correção!! Sobre[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM