Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#54600
Em 2017, ocorreu no Brasil um grande problema com relação aos presídios e a sua superlotação. É evidente que as consequências negativas nas cidades de Roraima, Manaus e Natal trouxe à tona a falta de eficácia ou a má administração do sistema punitivo no país. Se no século XVIII a prisão foi criada para manter o equilíbrio social, hoje, funciona mais como um “ponto de encontro” para grupos criminosos com conflitos entre si. Em contra partida, existe também a impunidade para alguns diante uma estratificação de classes dentro da sociedade.
Antes de tudo, é importante salientar o conceito de sociabilidade violenta, trazida pelo sociólogo brasileiro Luiz Antônio Machado da Silva no século XX e que está ligada não só a criminalidade, mas também a segregação socioespacial. O primeiro caso se associa a má conduta de um indivíduo dentro da sociedade, e a punição que o mesmo irá receber. Nesse ínterim, vemos que um alto índice de crimes deve gerar igualmente um alto número de punições, estas que se não bem planejadas, irão resultar em uma série de desafios na logística do sistema carcerário. Desse modo, é certo que deve existir uma maior concisão no inquérito final de um crime para que haja uma punição adequada sem desordem na sua conclusão.
Outrossim, temos também um problema que se trata da desigualdade social, e que nos mostra uma debilidade existente em reconhecer ou admitir a devida punição a indivíduos com certos privilégios. Segundo Karl Marx, condições materialistas influenciam nas relações sociais, Max Weber apesar de pensar dessa forma, considera ainda que essas relações são influenciadas não só pela estrutura material, mas também por qualquer outro aspecto social. Ou seja, o sistema punitivo pode ser influenciado por essas condições e deixar impune crimes cometidos por indivíduos privilegiados dentro da sociedade, a exemplo da corrupção, onde o número de punições não corresponde ao de casos.
Concluímos então, que a falta de atenção nos processos punitivos, pode gerar graves consequências dentro dos cárceres, e aqui fora, com a impunidade. Portanto, é dever do Governo, através de um sistema de monitoramento rigoroso e um maior investimento nessa área, garantir efetivamente a punição inserida ao indivíduo, a fim de estabelecer uma segurança confiável e sem danos advindos de grupos criminosos em conflito. Além disso, a fiscalização dos trâmites de todos os crimes é importante para que não haja uma estratificação social na justiça brasileira e em seu sistema de punição.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#54879
Miniglossário
Desvio: problema de gramática ou de convenções de escrita.
Falha: problema de estrutura sintática.
Inadequação: problema de coesão.
Monobloco: redação constituída por um único parágrafo, configurando um bloco maciço de períodos sem qualquer organização paragráfica identificável.
Operadores argumentativos: elementos que são responsáveis pelo encadeamento dos enunciados, estruturando o texto e determinando a orientação argumentativa.
Parte embrionária: introdução, argumentação ou conclusão muito curta devido a sua pouca produção.
Sem direção: redação que apresenta informações, fatos e opiniões de forma caótica ou desconexa, isto é, um aglomerado de palavras, frases ou ideias que não se articulam entre si em defesa de um ponto de vista.
...
...
Correção da redação
Usuário(a): @danyllo

Tipo de correção:
(X) Detalhada
(X) Completa

Legenda:
desnecessário ou redundante
(elementos da proposta de intervenção)
erro correção
linguagem confusa
mandou bem
"melhorável"
(w): observação
repetição

Em 2017, ocorreu no Brasil um grande problema com relação aos presídios e a sua superlotação. É evidente que as consequências negativas nas cidades de Roraima, Manaus e Natal trouxeram (1) à tona a falta de eficácia ou e a má administração do sistema punitivo no país. Se no século XVIII a prisão foi criada para manter o equilíbrio social, hoje, funciona mais como um “ponto de encontro” para grupos criminosos com conflitos entre si. Em contra partida contrapartida, existe também a impunidade para alguns diante uma estratificação de classes dentro da sociedade. (2)
Antes de tudo, é importante salientar o conceito de sociabilidade violenta, trazida trazido (3) pelo sociólogo brasileiro Luiz Antônio Machado da Silva no século XX e que está ligada ligado não só a à criminalidade, mas também a à segregação socioespacial. O primeiro caso se associa a associa-se à má conduta de um indivíduo dentro da sociedade, e a punição que o mesmo (4) irá receber. Nesse ínterim, vemos (5) que um alto índice de crimes deve gerar igualmente um alto número de punições, estas que as quais, se não bem planejadas, irão resultar em uma série de desafios na logística do sistema carcerário. Desse modo, é certo que deve existir uma maior concisão no inquérito final de um crime para que haja uma punição adequada sem desordem na sua conclusão. (6)
Outrossim, temos também um o problema que se trata da desigualdade social, e que nos mostra uma debilidade existente em reconhecer ou admitir (7) a devida punição a indivíduos com certos privilégios. Segundo Karl Marx, condições materialistas influenciam nas relações sociais, ; já Max Weber, apesar de pensar dessa forma, considera ainda que essas relações são influenciadas não só pela estrutura material, mas também por qualquer outro aspecto social. Ou seja, o sistema punitivo pode ser influenciado por essas condições e deixar impune crimes cometidos por indivíduos privilegiados dentro da sociedade, a exemplo da corrupção, onde (8) o número de punições não corresponde ao de casos. (9)
Concluímos, então (10), que a falta de atenção nos processos punitivos, pode gerar graves consequências dentro dos cárceres, e aqui fora (11), com a impunidade. Portanto, é dever do Governo governo (agente) (12), através por meio (13) de um sistema de monitoramento rigoroso e de um maior investimento nessa área (meio), garantir efetivamente a punição inserida dada ao indivíduo (ação), a fim de estabelecer uma segurança confiável e sem danos advindos de grupos criminosos em conflito (finalidade) (14). Além disso, a fiscalização dos trâmites de todos os crimes é importante para que não haja uma estratificação social na justiça brasileira e em seu sistema de punição. (15)

Observações:
(1) O verbo concorda com "consequências", núcleo do sujeito.
(2) Não há uma tese clara.
(3) "trazido" concorda com "conceito".
(4) Nunca use "o mesmo" como mecanismo coesivo de retomada.
Eu e Maria fomos ajudados por João, então agradecemos ao mesmo => ERRADO
"ao mesmo" retoma incorretamente o complemento "João".
Eu e Maria fomos ajudados pela mesma pessoa: João => CERTO
(5) O ENEM permite, mas não recomendo a utilização da primeira pessoa do plural.
(6) Não fica evidente para o leitor qual é a ideia-núcleo do parágrafo. É preciso fortalecer o projeto de texto.
(7) Redundante.
(8) "onde" é só para lugares físicos.
A situação onde me encontro é complicada => ERRADO
A situação em que me encontro é complicada => CERTO
A situação na qual me encontro é complicada => CERTO
A cidade onde vivo é grande => CERTO
A cidade em que vivo é grande => CERTO
A cidade na qual vivo é grande => CERTO
(9) Outro parágrafo sem um argumento central facilmente identificável. Tome cuidado também com o uso desnecessário de palavras eruditas demais. Isso pode acabar tornando o texto confuso.
(10) Escolha um conectivo menos coloquial.
(11) Não se coloque no texto. Quando você diz "aqui", você está se usando como referencial.
(12) O correto é "governo", com inicial minúscula; já "Governo Federal começa com maiúsculas.
O Governo não se preocupa com a saúde dos brasileiros => ERRADO
O governo não se preocupa com a saúde dos brasileiros => CERTO
O governo federal não se preocupa com a saúde dos brasileiros => ERRADO
O Governo Federal não se preocupa com a saúde dos brasileiros => CERTO
O mesmo vale para outros órgãos.
A Prefeitura vacina a população => ERRADO
A prefeitura vacina a população => CERTO
A prefeitura de São Paulo vacina a população => ERRADO
A Prefeitura de São Paulo vacina a população => CERTO
(13) "através" não tem exatamente esse sentido. Prefira "por meio de", "por intermédio de", "mediante" ou "através".
(14) Faltou o detalhamento à sua proposta.
(15) Termine a conclusão com um fechamento, de preferência retomando um repertório.

Notas:
C1 - 120
Justificativa: há alguns desvios.
C2 - 160
Justificativa: há repertórios legitimados e pertinentes, mas não produtivos.
C3 - 120
Justificativa: há alguns problemas na argumentação. Projeto de texto mediano.
C4 - 160
Justificativa: boa articulação, com poucas inadequações.
C5 - 160
Justificativa: proposta com quatro dos cinco elementos necessários.

Total - 720
Continue praticando!!! Conte comigo para melhorar!!!


Referências
Material de leitura dos corretores do ENEM: apostila-manual-de-leitura-dos-corretor ... 15107.html
Iniciais de órgãos: shorturl.at/oxV37

...
Se puder, doe para o projeto, por favor: donation/index.html
Os usuários que contribuírem terão benefícios no meu sistema de correções.

...
Ei, que tal agora corrigir os textos de outras pessoas? Continue este ciclo!
Você pode consultar a tabela oficial dos corretores do ENEM no link abaixo:
apostila-manual-de-leitura-dos-corretor ... 15107.html
#54883
Materiais de apoio sugeridos para você:

Competência 1
Entenda a lógica da crase: entendendo-a-logica-da-crase-c1-t28989.html
Concordância nominal (opcional): concordancia-nominal-c1-t15050.html
Concordância verbal (opcional): concordancia-verbal-c1-t15052.html
Crase (opcional): crase-c1-t15053.html
Vírgula e outros sinais de pontuação (opcional): virgula-e-outros-sinais-de-pontuacao-c1-t15059.html

Competência 2
Repertório sociocultural (opcional): repertorio-sociocultural-c2-t15074.html

Competência 3
Lógica da argumentação: logica-da-argumentacao-c3-t15124.html
Projeto de texto: projeto-de-texto-c3-t15094.html
Exercícios sobre habilidades argumentativas (opcional): exercicios-sobre-habilidades-argumentat ... 28899.html

Competência 5
Proposta de intervenção (opcional): proposta-de-intervencao-c5-t15145.html

EXTRA
Vídeo "2 minutos para entender - Sistema Carcerário Brasileiro", do canal Superinteressante.

Bons estudos! ;)

Sim!

Nos tempos atuais temos muita tecnologia e com el[…]

De acordo com o filósofo Oscar Wilde a ins[…]

Aleitamento materno no Brasil.

Olá, Beatriz19 , tudo bom? Então, n[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM