Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#61376
A escravidão no Brasil, foi introduzida primordialmente pelos portugueses em 1500 e abolida em 1800 pela Princesa Isabel. Hordienamente, a escravidão é crime no país, todavia, relações degradantes no ambiente de trabalho mostram-se análogas a ela. Dessa forma, é necessário o combate a vulnerabilidade do trabalho informal, bem como o desemprego que impulsiona o problema.
A princípio, vale destacar que antes da criação da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), os brasileiros enfrentaram inúmeras dificuldades no âmbito trabalhista. Contudo, as diretrizes da CLT não protegem os trabalhadores informais, ocasionando assim, uma precariedade nas condições de trabalho, através de ambientes insalubres e salários inadequados. Nessa perspectiva, nota-se a negligência dos direitos garantidos na Constituição Federal, visto que, a situação proporciona a negligência da vida digna. Sendo assim, o combate a problemática implica na garantia de uma melhor qualidade de vida à população.
Outrossim, as maiores exigências no mercado de trabalho, como também o desemprego crescente, obrigam os indivíduos a optarem por condições degradantes de ocupações. Nesse sentido, a desigualdade de renda implica no acesso ineficiente à educação e, por extensão, a falta de formação, que dificulta o ingresso no mercado de trabalho. Analogamente a Revolução Industrial, a maior concorrência e a disponibilidade na demanda e oferta de trabalho, caracterizam o cenário atual. Logo, urge aos responsáveis, a minimização da problemática.
Infere-se, portanto, a urgência do combate à questão arcaica persistente na sociedade brasileira. Cabe ao Ministério do Trabalho, responsável pelas questões trabalhistas no país, promover medidas que visam a qualidade no ambiente de trabalho, por meio da fiscalização periódica nas empresas, bem como o mapeamento de áreas para identificação das potenciais organizações com trabalho similiar a escravidão. Ademais, cabe ao Ministério da Educação, a promoção do acesso eficiente à educação, deve portanto promover cursos gratuitos de formação e qualificação dos cidadãos, com o objetivo de garantir mais chances de ascensão no mercado. Assim, será possível a quebra das amarras da injustiça.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Alfabetização

No filme "Como estrelas na terra" &eacut[…]

NathaliaLima , olá, boa-noite! irei corrig[…]

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM