Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por alunxem
#56608
A declaração universal dos Direitos Humanos de 1948, defende a manutenção do respeito
entre os povos de uma mesma nação. No entanto, no cenário brasileiro atual, observa-se
justamente o contrário, quanto a questão da discriminação penal. No Brasil demonstra-se
como uma questão de injustiça, o que desestrutura a base da sociedade brasileira. Dessa
forma, em razão do silenciamento e da educação deficitária, emerge um problema
complexo, que precisa ser revertido.
Primeiramente, é preciso salientar que o silenciamento é uma causa latente do problema.
Segundo Foucault, na sociedade pós-moderna, muitos temas são silenciados para que
estruturas de poder sejam mantidas, diante disso, verifica-se uma lacuna em torno dos
debates sobre a discriminação e preconceito com pessoas julgadas, que contribuí com o
aumento da falta de conhecimento e tolerância sobre a questão tornando sua solução mais
dificultada.
Em segundo plano, outra causa para a configuração do problema é a educação deficitária.
De acordo com o filósofo Kant, o ser humano é resultado da educação que teve. Sob essa
lógica, se há um problema social, há como base uma lacuna educacional. No que diz
respeito a essa discriminação no brasil, verifica-se uma forte influencia dessa causa,
uma vez que, a escola não tem cumprido seu papel no sentido de reverter e prevenir o
embaraço, visto que não tem trazido esses conteúdos para a sala de aula
ou no ensino a distância.
Portanto, uma intervenção se faz necessária. Para isso é preciso que escolas e empresas
em parceria com a prefeitura promovam um espaço para rodas de conversas e debates
sobre a questão, quebrando assim o estigma. Tais eventos podem ocorrer no período de
contraturno, contando com a presença de pessoas capacitadas para tais debates e dá local
de fala para pessoas afetadas, essas rodas de conversa devem ser abertas à comunidade,
a fim de que mais pessoas compreendam a importância do combate desse estigma penal
no Brasil e se tornem cidadãos atuantes na busca da resolução e diminuição desse
problema. A partir dessas informações e diminuição desse problema, poderá se consolidar
um Brasil melhor.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

É notório que essa pandemia afetou a[…]

Segundo dados do site IPEA (Instituto de Pesquisa […]

A essencialidade das atividades físicas […]

Bom dia Vou tentar colocar aqui os desvios que eu […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM