Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#51021
A constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6°, o direito à segurança como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa a violência policial contra negro. Nesse contexto, percebe-se a configuração de um grave problema de contornos específicos, em virtude do preconceito e da ausência de medida governamentais.
A princípio, é incontestável que a questão do preconceito está entre a causa da violência contra negro. Segundo Nicolau Maquiavel, no livro "O Príncipe", para se manter no poder, o Governo deve operar tendo como objetivo o bem universal. No entanto, é notório que no Brasil, esse princípio não é exercido, já que a maioria da violência policial ocorre em negro. Dessa forma, é evidente que existem falhas no princípio da isonomia  no qual todos devem se tratados de forma igualitária.

Sob esse viés, deve-se ressaltar ausência de medidas governamentais para combater esse mal no Brasil. Nesse sentido, observa-se o grande número de caso em que jovens são mortos por em ações políciais em comunidades ou detidos em abordagem pela cor de pele. Essa conjuntura, segundo os ideais do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social``, já que o Estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como a segurança, o que infelizmente é evidente  no país.
  Portanto,medidas devem ser tomadas para resolver a questão da violência policial contra os negro no País. Para tanto, o Governo, em parceria com o MEC, deve financiar projetos educacionais nas escolas, por meio de uma ampla divulgação midiática, que inclua  propagandas televisivas, entrevistas em jornais e debates entre professores e alunos. Desse sentido, o intuito de tal medida deve ser diagnóstico das carências de cada ambiente escolar e a erradicação da violência. Dessa forma, a ação iniciada no presente será capaz de modificar o futuro de toda a sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

dudaramos1 Assim que possível corrige min[…]

Já faz alguns anos que a reduç&atild[…]

O estigma da saúde mental

Transtornos psicológicos Com freq[…]

atualmente, é difícil estabelecer co[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM