• Avatar do usuário
#68147
Primeiramente, obrigada por dedicar seu tempo corrigindo meu texto. Grata
Segue redação:

As grandes navegações do século XV trouxeram não só avanços para o mundo, mas também lutas permanentes para os povos originários da América Latina. A exemplo disso, no Brasil, até o presente momento existem etnias indígenas lutando para terem seus direitos respeitados, pois, apesar de os terem garantidos em Lei, ainda não os vivem em sua plenitude. Essa luta, por sua vez, é intensificada pelo racismo e o atraso na demarcação das terras.

Uma situação que complica ainda mais a vida do indígena no Brasil, é o racismo persistente na atual sociedade. Esses povos têm seus direitos garantidos pela constituição de 1888 e, segundo Gustavo Proença, professor de direito da universidade de Brasília, os indígenas são livres para escolher se querem maior integração na sociedade ou se preferem permanecer aldeados, mantendo sua cultura intacta. Apesar disso, existem pessoas que insistem em defender a ideia de que se o indígena não vive em uma reserva, ele não tem direito a lutar pela garantia das terras originárias, o que demonstra grande ignorância.

Ademais, a não demarcação das terras tem criado cada vez mais problemas. Segundo pesquisa do Instituto Socioambiental, em 2019, mais de 100 terras indígenas foram duramente desmatadas, tal ato se explica tanto pelo garimpo ilegal, quanto pelo uso indevido para agricultura. Esse dado é preocupante e poderia ser evitado se as devidas autoridades já houvessem demarcado as terras.

Portanto, a situação do indígena no Brasil é de constante luta desde que tiveram choque cultural em 1500. E é papel da FUNAI e do Ministério do Meio Ambiente proteger as terras que são por direito, indígenas. Além de promover campanhas, em escolas e na internet, afim de espalhar mais informações sobre os povos e disseminar mais respeito. Visando uma sociedade mais consciente e mais mobilização acerca da luta pela demarcação das terras originárias.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

De acordo com a Primeira Lei de Newton, um corpo e[…]

Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM