• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#68218
O jornalista Gilberto Dimenstein, ao produzir a obra “Cidadão de Papel”, afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo. No entanto, ao observar o analfabetismo digital no âmbito nacional, constata-se que o direito à educação, elencado na constituição de 1988, não têm sido pragmaticamente assegurado na prática. Com efeito, é imprescindível enunciar o aspecto sociocultural e a insuficiência legislativa como pilares fundamentais da chaga.

Nesse contexto, torna-se evidente a influência do fator sociocultural. Sob tal perspectiva, é oportuno assinalar que, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum. Nesse viés, a proposta do sociólogo pode ser aplicada quando se analisa os grupos sociais mais carentes, sem nenhum conhecimento sobre o mundo digital, simplesmente arrojado neste meio, é uma batalha para conseguir realizar ações básicas de sobrevivência exigidas nos dias atuais. Destarte, discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime.

Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora com a persistência da vicissitude. A esse respeito, segundo o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da legislatura é promover uma vida digna aos cidadãos. Nessa lógica, a conjuntura vigente contrasta o ideal aristotélico, posto que a drástica escassez de recursos básicos como internet, luz e ambientes favoráveis para o aprendizado da sociedade, ainda se atinam em territórios nacionais, devido à negligência do Estado. Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, a fim de atenuar o revés.

Infere-se, portanto, que o imbróglio abordado necessita ser solucionado. Logo, concerne ao Ministério das Comunicações - órgão máximo regulador das telecomunicações no país - promover debates com médicos psiquiátricos é psicólogos, por meio de programas televisivos vinculados em canais de sinal aberto e em horários de grande audiência, para desenvolver a criticidade da população acerca do país persistir com o analfabetismo digital. Em adição, o Congresso Nacional, por intermédio de projeto de lei, deve criar uma comissão fiscalizadora, a fim de verificar se o direito ao tratamento psiquiátrico está sendo cumprido. Dessa forma, com o senso crítico de Durkheim e a justiça de Aristóteles a sociedade brasileira deixará de ser uma comunidade de cidadãos de papel, como enfatizou Dimenstein.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#68273
olá Tomazz

O jornalista Gilberto Dimenstein, ao produzir a obra “Cidadão de Papel”, afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo (contextualização). No entanto, ao observar o analfabetismo digital no âmbito nacional, constata-se que o direito à educação, elencado na constituição de 1988, não têm sido pragmaticamente assegurado na prática. Com efeito, é imprescindível enunciar o aspecto sociocultural e a insuficiência legislativa como pilares fundamentais da chaga (encaminhamento).
Observação: a sua introdução está maravilhosa. Fez uma citação, uma boa contextualização, deu uma abertura do que vai ser falado nos desenvolvimentos, além de usar o direito da educação o que foi maravilhoso.

Nesse contexto, torna-se evidente a influência do fator sociocultural (apresentação da ideia). Sob tal perspectiva, é oportuno assinalar que, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum (fundamentação argumentativa). Nesse viés, a proposta do sociólogo pode ser aplicada quando se analisa os grupos sociais mais carentes, sem nenhum conhecimento sobre o mundo digital, simplesmente arrojado neste meio, é uma batalha para conseguir realizar ações básicas de sobrevivência exigidas nos dias atuais(contextualização). Destarte, discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime (fechamento).

Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora com a persistência da vicissitude (apresentação da ideia). A esse respeito, segundo o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da legislatura é promover uma vida digna aos cidadãos (fundamentação argumentativa). Nessa lógica, a conjuntura vigente contrasta o ideal aristotélico, posto que a drástica escassez de recursos básicos como internet, luz e ambientes favoráveis para o aprendizado da sociedade, ainda se atinam em territórios nacionais, devido à negligência do Estado (contextualização). Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, a fim de atenuar o revés (fechamento).
Observação: ficou muito bom os desenvolvimentos, foi usado conectivos, palavras que trouxeram uma riqueza pro seu texto e ficou tudo bem coesivo.

Infere-se, portanto, que o imbróglio abordado necessita ser solucionado Tópico frasal). Logo, concerne ao Ministério das Comunicações (AGENTE) - órgão máximo regulador das telecomunicações no país (MODO/MEIO) - promover debates com médicos psiquiátricos é psicólogos (AÇÃO), por meio de programas televisivos vinculados em canais de sinal aberto e em horários de grande audiência, para desenvolver a criticidade da população acerca do país persistir com o analfabetismo digital (DETALHAMENTO). Em adição, o Congresso Nacional, por intermédio de projeto de lei, deve criar uma comissão fiscalizadora, a fim de verificar se o direito ao tratamento psiquiátrico está sendo cumprido (DETALHAMENTO). Dessa forma, com o senso crítico de Durkheim e a justiça de Aristóteles a sociedade brasileira deixará de ser uma comunidade de cidadãos de papel, como enfatizou Dimenstein (FECHAMENTO).
(Observação: a sua conclusão teve coesão, mas eu não entendi muito bem o fato de terem médicos psiquiátricas e psicólogos, se quiser me fala o seu ponto de vista para eu entender. Mas de resto sua redação está perfeita, sem erros gramaticais, foi muito bem compreendido, com certeza seria uma nota 1000 se não fosse pelo uso de médico e psicólogos, acho que na questão do psicólogo se encaixaria se o tema fosse como " as dificuldades das pessoas que sofrem analfabetismo digital" , só um exemplo.

espero ter ajudado :D
#68281
@nicole284, Muuito obrigado Nicole, agr com seu comentário percebi q realmente foi um erro colocar esses medicos. Nos textos motivadores um dos textos era voltado para o preconceito que essas pessoas sofrem. Acabei me equivocando e trazendo para o meu texto...
Doação do coração

A série médica americana "Grey'[…]

Carinho sanguíneo

A série médica americana "Grey'[…]

Índio no Brasil

Hoje,na sociedade brasileira, as políticas […]

Emily Silva muito obrigada😃! Quando disse que […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM