• Avatar do usuário
#44304
A desigualdade social foi diminuída com a Lei Áurea?
Desde a descoberta do Brasil, a sua economia baseava-se, principalmente, de atividades oriundas da mão de obra escrava negra. Em 1888, com a Lei Áurea, tornava-se proibido essa forma de trabalho, porém, não possuía nenhuma política de inserção social dessa população que tanto sofreu com isso, causando, assim, uma discrepância entre negros e brancos. Dessa maneira, faz se necessário a análise da forma com que a desigualdade racial se iniciou no Brasil, para se entender as consequências vistas até hoje.
A priori, antes da aprovação da lei de abolição da escravidão, os negros do Brasil eram vistos como objetos e, que em maior quantidade, possibilitava maior status social aos seus donos. Depois da lei, os negros se encontravam sem a possibilidade de concorrerem de forma justa com os brancos no mercado de trabalho, restando a eles os piores trabalhos e, evitando a ascensão social, não apenas sua, mas de toda a sua família e descendentes. Analisando esse período, segundo a proposta de Pierre Bourdieu, além de sofrerem humilhações e violência física, essa população ainda sofria com a violência simbólica, causada pela diferença da influência e importância na sociedade.
Em segunda análise, o racismo no Brasil foi instalado de forma não legal e velada, tornando-se assim, um combate difícil a um inimigo invisível e intangível. Ao contrário disso, países como os Estados Unidos e a África do Sul tiveram que lidar com leis de segregação e o Apartheid, facilitando a organização de movimentos para o combate. Hodiernamente, são visíveis os movimentos de visibilidade de minorias sociais aumentando a cada dia e, possibilitando, assim, a percepção do racismo nas pessoas, nas instituições sociais, em costumes, em falas e expressões.
Portanto, a segregação racial presenciada atualmente é reflexo da forma em que foi feita a colonização do Brasil e, principalmente, pelo modo que acabou sem promover a inclusão das classes afetadas pela escravidão. Afinal, o país passou cerca de 390 anos com a escravidão sendo uma forma de trabalho legal e apenas 130 com ela abdicada, causando assim, um enraizamento de costumes racistas na sociedade, e isso gerou a necessidade da criação de movimentos em busca de igualdade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#44316
A desigualdade social foi diminuída com a Lei Áurea? (títulos em formato de perguntas têm que ser respondidos na redação)

Desde a descoberta do Brasil, a sua economia baseava-se, principalmente, de atividades oriundas da mão de obra escrava negra. Em 1888, com a Lei Áurea, tornava-se proibido essa forma de trabalho, porém, não possuía nenhuma política de inserção social dessa população que tanto sofreu com isso, causando, assim, uma discrepância entre negros e brancos. Dessa maneira, faz se necessário a análise da forma com que [sugestão: uma análise de como] a desigualdade racial se iniciou no Brasil, para se entender as consequências vistas até hoje.
* Cuidado com o gerundismo -ndo
* Contextualizou e problematizou, mas não apresentou a sua tese/argumentos


A priori, antes da aprovação da lei de abolição da escravidão, os negros do Brasil eram vistos como objetos e, que em maior quantidade, possibilitava maior status social aos seus donos. [faltou conectivo] Depois da lei, os negros se encontravam [encontravam-se] sem a possibilidade de concorrerem de forma justa com os brancos no mercado de trabalho, restando a eles os piores trabalhos e, evitando a ascensão social, não apenas sua, mas de toda a sua família e descendentes. [faltou conectivo] Analisando esse período, segundo a proposta de Pierre Bourdieu [quem é esse?], além de sofrerem humilhações e violência física, essa população ainda sofria com a violência simbólica, causada pela diferença da influência e importância na sociedade. [faltou arrematar a tese]
* Tem que colocar a "profissão" de quem você está citando: "... segundo a proposta do sociólogo Pierre Bourdieu..."
* Contou muita história e não argumentou, está faltando você expor a sua tese


Em segunda análise, o racismo no Brasil foi instalado de forma não legal e velada, tornando-se assim, um combate difícil a um inimigo invisível e intangível. Ao contrário disso, países como os Estados Unidos e a África do Sul tiveram que lidar com leis de segregação e o Apartheid, facilitando a organização de movimentos para o combate. Hodiernamente, são visíveis os movimentos de visibilidade de minorias sociais aumentando a cada dia e, possibilitando, assim, a percepção do racismo nas pessoas, nas instituições sociais, em costumes, em falas e expressões.
* Então, não está tão perceptível assim as práticas do racismo estrutural, vemos aí as falas das autoridades do Executivo dizendo que não existe racismo no país. Se o próprio governo federal não enxerga isso, quem dirá a sociedade
* Faltou argumentação, trouxe repertório, mas não aprofundou o seu ponto de vista e a sua banca foca muito nisso
* Tem excesso de gerúndio na redação


Portanto, a segregação racial presenciada atualmente é reflexo da forma em que foi feita a colonização do Brasil e, principalmente, pelo modo que acabou sem promover a inclusão das classes afetadas pela escravidão. Afinal, o país passou cerca de 390 anos com a escravidão sendo uma forma de trabalho legal e apenas 130 com ela abdicada, causando assim, um enraizamento de costumes racistas na sociedade, e isso gerou a necessidade da criação de movimentos em busca de igualdade.
* Fez uma contextualização histórica em todos os parágrafos e acabou que você não respondeu a pergunta do título
* Na conclusão é preciso analisar os fatores que provocam o tema - por meio dos textos de apoio você descobre o que a banca quer
* Faça temas passados da fuvest, assim você pega o jeito da estrutura, vai ter um norte melhor para seguir
* A fuvest não pede intervenção como o enem, mas pega bem mais pesado na correção de argumentação, coerência e gramática


Espero ter ajudado! ;)
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM