• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#69872
A história da educação no Brasil inicia-se no período colonial, quando começam as primeiras relações entre o Estado e a educação, efetivando uma contribuição importante para a formação e desenvolvimento da sociedade brasileira. Entretanto, apesar de a educação ser direito de todos e dever do Estado e da família, ainda há um número elevado de crianças e adolescentes fora da escola, e, ainda assim a sociedade brasileira se mostra incapaz de combater a evasão escolar. Com efeito, a construção de uma sociedade isonômica pressupõe o debate e combate sobre tal controversa, principalmente quando existe o despreparo para a adaptação do indivíduo em uma sociedade democrática e o possível aumento da desigualdade social, como principais impactos da evasão escolar para o futuro do país.

Sob uma perspectiva primária, o despreparo para a adaptação do indivíduo numa sociedade democrática será uma das principais consequências da evasão escolar para o futuro do Brasil, já que com a ausência da educação, é extremamente difícil compreender contextos históricos e criar reflexões críticas acerca da sociedade. Nessa abordagem, o educador e filósofo brasileiro Paulo Freire relata que: “A educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo”. Assim, com a persistência da evasão escolar no país, crianças e adolescentes terão sua formação crítica como cidadãos prejudicadas, em razão da escassez da análise das suas realidades sociais, históricas e culturais, que, apenas através do conhecimento estabelece uma enorme possibilidade de transforma-la por meio do voto. Desta forma, é evidente que a permanência do abandono escolar afeta e afetará ainda mais o sistema democrático do Brasil.

De outra margem, o aumento da desigualdade social também é um dos impactos da evasão escolar para o futuro do país. Nesse viés, dados divulgados pelo IBGE relatam que em 2019, no Brasil, cerca de 737 mil jovens entre 15 e 17 anos encontravam-se fora do colégio, contendo o percentual de 11,8% referentes aos jovens mais pobres, oito vezes maior que os mais ricos que abandonaram a escola, esses somam 1,4% conforme os dados. Assim, com a continuidade da evasão escolar no país, os jovens mais pobres terão dificuldades para exercer trabalhos qualificados, e permanecerão nas classes de baixa renda, gerando consequências irreversíveis, como, o crescimento do desequilíbrio social no Brasil. Desse modo, enquanto o abandonamento do ambiente de ensino permanecer, a sociedade brasileira será determinada a viver com a injustiça social.

Dessa forma, pode- se perceber que a evasão escolar é uma grave problemática e trará consequências severas caso siga crescente, tornando-se urgente que seu combate seja tratado com eficácia. Para isso, o Ministério da Educação deve, com urgência destinar verbas para o investimento da melhoria das estruturas das escolas públicas, além de adicionar Bases Curriculares, cursos que visem a orientar os adolescentes para o sistema democrático do país e mercado de trabalho, por meio da inclusão de seu objetivo na base de Diretrizes Orçamentária, com o intuito de democratizar um ensino de qualidade inquestionável. Nessa lógica, é importante também a participação da Secretária da Educação, que, aliada a mídia, pode executar campanhas publicitárias que ressaltem a importância dos estudos, através de jornais, revistas, livros e filmes, para incentivar os jovens a continuarem no caminho da educação. Dessa maneira, é possível que os impactos causados pela evasão escolar permaneçam apenas no passado brasileiro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#72031
lulululu escreveu:EmillyySilva[/mention]
@francis
@Higorrair
@chihirukiki
gente, podem me ajudar corrigindo minha redação? ficarei muito grata!! :mrgreen:[/qu
lulululu escreveu:EmillyySilva[/mention]
@francis
@Higorrair
@chihirukiki
gente, podem me ajudar corrigindo minha redação? ficarei muito grata!! :mrgreen:

Oiiii! Vi que seu texto ainda não obteve correção e não havia visto a menção, perdão pela demora! Você ainda quer a correção? Pergunto pois muitas vezes corrijo e a pessoa não responde mais, então acabo perdendo tempo em uma correção que poderia ter sido feita para outra pessoa. :/

Aguardo retorno! 🐰
#72142
chihirukiki escreveu:
lulululu escreveu:EmillyySilva[/mention]
@francis
@Higorrair
@chihirukiki
gente, podem me ajudar corrigindo minha redação? ficarei muito grata!! :mrgreen:[/qu
lulululu escreveu:EmillyySilva[/mention]
@francis
@Higorrair
@chihirukiki
gente, podem me ajudar corrigindo minha redação? ficarei muito grata!! :mrgreen:

Oiiii! Vi que seu texto ainda não obteve correção e não havia visto a menção, perdão pela demora! Você ainda quer a correção? Pergunto pois muitas vezes corrijo e a pessoa não responde mais, então acabo perdendo tempo em uma correção que poderia ter sido feita para outra pessoa. :/

Aguardo retorno! 🐰
@chihirukiki, quero sim!

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM