• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#54154
Em 1948, foi promulgada pela ONU, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que tem como finalidade garantir a todos os indivíduos o direito a segurança, educação e saúde. Entretanto, a organização criminosa no Brasil e o desvio dedinheiro público, impede que uma parcela da população usufrua desse direito na prática, no qual configura uma falha no princípio de isonomia. Desse modo entende -se que, a insuficiência legislativa, bem como a falta de ética dos servidores públicos, são os motivos causais da problemática.

Em primeira análise, é importante salientar que a insuficiência legislativa nos casos de desvio de verbas públicas é uma das causas para a perpetuação desse quadro deletério. Assim, segundo a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 37, institui os princípios da administração pública. Com isso, quando um funcionário desvia dinheiro, verba, bem móvel e falsifica documentação, para benefício próprio, ele está infringindo a Constituição Federal e os princípios da legalidade, moralidade e impessoalidade. Sendo assim, o apoio da população é imprescindível, para impulsionar as investigações desses crimes na sociedade.

Outrossim, é imperativo destacar que a falta de ética dos servidores, o individualismo e egoísmo tem enfraquecido as relações interpessoais. Ademais, vale ressaltar que a administração pública foi criada para servir a população e garantir o desenvolvimento e bem estar social. Todavia, as organizações criminosas ocasiona desvios de dinheiro que deveriam ser revertidos em melhorias na sociedade, a falta de verba acarreta em uma saúde precária e uma educação deficiente. Por conseguinte, é nítido que o beneficiamento dos criminosos, causa danos sociais irreparáveis.

Portanto, medidas governamentais devem ser reformulada para combater o avanço do problema no país. Dessarte, é necessário que o Ministério da Segurança em parceria com a Polícia Federal, crie canais de denúncia mais acessíveis para a população, além disso, as leis devem ser mais severas nesses casos. Em contrapartida, as grandes mídias e as escolas em parceria com o Ministério da educação devem debater sobre a ética nos serviços públicos. Assim, a população poderá ter seus direitos garantidos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#54192
Em 1948, foi promulgada pela ONU, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que tem como finalidade garantir a todos os indivíduos o direito a segurança, educação e saúde. Entretanto, a organização criminosa no Brasil e o desvio de dinheiro público, impede que uma parcela da população usufrua desse direito na prática, no qual configura uma falha no princípio de isonomia. Desse modo, entende-se que, a insuficiência legislativa, bem como a falta de ética dos servidores públicos, são os motivos causais da problemática.
* Cuidado com o excesso das vírgulas

Em primeira análise, é importante salientar que a insuficiência legislativa nos casos de desvio de verbas públicas é uma das causas para a perpetuação desse quadro deletério. Assim, segundo a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 37, são instituídos os princípios da administração pública. Com isso, quando um funcionário desvia dinheiro, verba, bem móvel ou falsifica documentação, para benefício próprio, ele está infringindo a Constituição Federal e os princípios da legalidade, moralidade e impessoalidade < poderia resumir colocando que está cometendo improbidade administrativa]. Sendo assim, o apoio da população é imprescindível, para impulsionar as investigações desses crimes na sociedade < seria melhor colocar que esses crimes são contra o bem comum].

Outrossim, é imperativo destacar que a falta de ética dos servidores, o individualismo e egoísmo tem enfraquecido as relações interpessoais. Ademais, vale ressaltar que a administração pública foi criada para servir a população e garantir o desenvolvimento e bem-estar social. Todavia, as organizações criminosas ocasionam desvios de dinheiro que deveriam ser revertidos em melhorias na sociedade, a falta de verba acarreta em uma saúde precária e uma educação deficiente. Por conseguinte, é nítido que o beneficiamento dos criminosos, causa danos sociais irreparáveis.

Portanto, medidas governamentais devem ser reformuladas para combater o avanço do problema no país. Dessarte, é necessário que o Ministério da Segurança em parceria com a Polícia Federal, crie canais de denúncia mais acessíveis para a população, além disso, as leis devem ser mais severas nesses casos. Em contrapartida, as grandes mídias e as escolas em parceria com o Ministério da Educação devem debater sobre a ética nos serviços públicos. Assim, a população poderá ter seus direitos garantidos.

Espero ter ajudado! :D

Aqui está a minha análise da sua r[…]

Ficou espetacular! :) Muito obrigado!!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM