Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#60773
O jornalista Gilberto Dimenstein, ao produzir a obra “Cidadão de Papel", afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo. No entanto, ao observar os desafios do novo sistema remoto no meio empresarial, constata-se que esse direito não tem sido pragmaticamente assegurado na prática. Com efeito, é imprescindível enunciar o aspecto sociocultural e a insuficiência legislativa como pilares fundamentais.
Em primeira análise, torna-se evidente a influência do fator sociocultural. Sob tal perspectiva, é oportuno assimilar que, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum. Nesse sentido, a proposta do sociólogo pode ser aplicada quando se analisa o hábito de se manifestar presencialmente, o que de forma geral impede a estruturação do trabalho remoto. Visto que o costume estabelecido, estimulado pelo convívio diário, torna difícil a dinâmica domiciliar da realidade propiciada pela pandemia. Descarte, discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime.
Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora com a persistência da vicissitude. A esse respeito, o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da política é promover a vida digna aos cidadãos. Nessa lógica, a conjuntura vigente contrasta o ideal aristotélico, posto que segundo a constituição de 1988, todo cidadão independente de sua vida dinâmica, tem por direito, acesso assegurado à meios de trabalho, como origem de sustento. Diante disso, a indisponibilidade de tecnologias e materiais advindos de redes de produção, se faz um problema para aqueles que não possuem espaço, e meios financeiros para cobrir valores subsequentes. Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, a fim de atenuar o revés.
Depreende -se, portanto, a urgência de novas medidas para reverter o impasse no Brasil. Para isso, o Ministério do Trabalho junto com mídias nacionais deve criar um projeto que vise informar a população sobre métodos plausíveis que possibilitem o direcionamento adequado de suas funções em casa. Isso deve ocorrer por meio de propagandas televisivas e de reportagem, com a participação de profissionais competentes e membros da comunidade, a fim de garantir apoio aos indivíduos prejudicados e instaurar a relação prática às tarefas profissionais. Somente assim, será possível combater o problema e obter um local como produzido no livro "Cidade de Papel" de Dimenstein.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Por camis23
#60780
@Anninha, boa-noite! irei corrigir sua redação, ok?!

O jornalista Gilberto Dimenstein, ao produzir a obra “Cidadão de Papel", afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo. No entanto, ao observar os desafios do novo sistema remoto no meio empresarial, constata-se que esse direito não tem sido pragmaticamente assegurado na prática (Você não esclareceu qual é a relação entra a obra e a problemática evidenciada. Tente ser mais assertiva). Com efeito, é imprescindível enunciar o aspecto sociocultural e a insuficiência legislativa como pilares fundamentais.

Em primeira análise, torna-se evidente a influência do fator sociocultural. Sob tal perspectiva, é oportuno assimilar que, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum. Nesse sentido, a proposta do sociólogo pode ser aplicada quando se analisa o hábito de se manifestar presencialmente, o que de forma geral impede a estruturação do trabalho remoto. Visto que o costume estabelecido, estimulado pelo convívio diário, torna difícil a dinâmica domiciliar da realidade propiciada pela pandemia (Aqui você deveria ter colocado a justificativa para o imbróglio na mesma frase, não iniciando um novo período. Atente a isso na próxima vez). Destarte (Apesar de confundido a escrita do conectivo, ele já é considerando obsoleto pelos corretores do exame. Utilize "diante do exposto", por exemplo), discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime. (Aqui você concluiu o parágrafo, mas fez isso de forma errônea. Não evidenciou a relação entre o repertório utilizado e argumentação levantada. Além disso, fez uma antecipação da intervenção o que diminui bastante sua nota na competência 3, que também estaria prejudicada, pois sua discussão foi muito superficial. Tente torná-la mais consistente na próxima)

Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora com a persistência da vicissitude. A esse respeito, o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da política é promover a vida digna aos cidadãos. Nessa lógica, a conjuntura vigente contrasta o ideal aristotélico, posto que segundo a constituição de 1988, todo cidadão independente de sua vida dinâmica, tem por direito, acesso assegurado à meios de trabalho, como origem de sustento. Diante disso, a indisponibilidade de tecnologias e materiais advindos de redes de produção se faz um problema para aqueles que não possuem espaço e meios financeiros para cobrir valores subsequentes. (Duas vírgulas desnecessárias nesse período) Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, a fim de atenuar o revés. (O parágrafo mais uma vez não discutiu a problemática levantada, apenas fez algo superficial e limitado.)

Depreende-se, portanto, a urgência de novas medidas para reverter o impasse no Brasil. Para isso, o Ministério do Trabalho, junto com (JAMAIS utilize essa estrutura, pois é extremamente redundante, é apenas um vício de fala. Ao invés disso, faça uso de "aliado a/ao", e coloque entre vírgula a parte do órgão associado, pois se não você deverá usar o verbo no plural para que haja correta concordância verbal) mídias nacionais, deve criar um projeto que vise informar a população sobre métodos plausíveis que possibilitem o direcionamento adequado de suas funções em casa. Isso deve ocorrer por meio de propagandas televisivas e de reportagem, com a participação de profissionais competentes e membros da comunidade, a fim de garantir apoio aos indivíduos prejudicados e instaurar a relação prática às tarefas profissionais (Ponha todos os fatores referentes ao agente interventor em um só período para delimitar bem as respostas das perguntas "quem? o quê? como? para quê?" relacionadas a cada um. Ademais, você fez uso apenas de um agente, e o ideal geralmente é dois ). Somente assim, será possível combater o problema e obter um local como produzido no livro "Cidade de Papel" de Dimenstein.

COMENTÁRIO: Você mostra domínio do tema e o discute aparentemente de forma parcial. Na próxima aprofunde a argumentação em torno da temática. Fez uso correto da retomada no final do último parágrafo. Não esqueça de ser sucinta e clara na introdução, você fez bem ao utilizar um repertório.
A pandemia de negacionismo no mundo

Sob a perspectiva histórica, é fato[…]

Em uma sociedade onde ler se tornou tedioso, utili[…]

• O Aumento dá violência contra […]

Akirakun18 , Andree Desculpa te incomodar,mas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM