Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#57845
Mesmo sendo fundamental no dia-a-dia, a leitura tem sua importância constantemente desprezada por muitos jovens e adultos, estudantes ou não, que não a veem como um prazer, e sim como uma obrigação maçante ou um castigo, inclusive tomando-a muitas vezes como motivo para a evasão escolar.
O Brasil tem hoje cerca de onze milhões de analfabetos. Segundo dados liberados pelo IBGE, a maioria dessas pessoas são pretas ou pardas, do sexo masculino, concentradas principalmente no Nordeste, região com maior porcentagem de analfabetismo do país. Em parte, o sistema de ensino tem sua parcela de culpa nisso, uma vez que é imposto aos alunos desde a mais tenra idade o quanto a matemática é importante, o que faz com que desprezem cada vez mais a disciplina de língua portuguesa por considerá-la inferior para a aprovação em provas futuras. Ademais, menos de um terço das escolas públicas possui biblioteca, o que diminui muito as chances de crianças e adolescentes carentes terem acesso a livros não-didáticos que despertem o interesse pela leitura através da diversão.
Não podemos falar de formação de leitores no Brasil sem falar também da importância do incentivo vindo de responsáveis, amigos, professores e mídias sociais. a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Ibope, mostra que 11% das pessoas que tem o hábito de ler foram incentivadas por familiares do sexo feminino, e 7% por algum professor. Se por um lado o hábito de ler com e/ou para crianças já não era tão frequente antes do século XXI, por outro a situação com certeza foi agravada pela rápida evolução da tecnologia no que se refere ao entretenimento online procurado por milhões de pessoas de todas as idades. Os seriados de TV e os jogos online vieram para ocupar todo o tempo livre de milhões de pessoas que, totalmente viciadas nos pixels que aparecem nas telas de computadores, tablets e outros dispositivos, esquecem quase que por completo do prazer de ler um livro.
Para que o lamentável número de onze milhões de analfabetos diminua é crucial que o governo invista mais significativamente na educação, focando em construir e aprimorar bibliotecas de todas as escolas e em preparar cada vez mais professores para incentivar a leitura em sala de aula, sempre buscando novas metodologias para tornar o conteúdo a ser aprendido algo lúdico e eficaz, deixando para trás de vez o antigo modelo “robotizado” de ensino. Também é indispensável o apoio de pais e responsáveis que apoiem seus jovens no longo caminho até a literatura, de modo que todos sintam-se estimulados e inspirados a aprender a ler e a escrever.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

[*]

jherodrigues , Mas se puder fazer suas considera&[…]

Modernamente, é notável que, a inclu[…]

É indiscutível que , a alimenta&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM