#78265
Na “Hipótese de Gaia” elaborada pelo cientista inglês James Lovelock é utilizado aspectos da mitologia grega com a personificação de Gaia, deusa da terra, aquela que originou a tudo, com a ciência, sendo o planeta um organismo vivo que depende da ação antrópica para se manter em equilíbrio ou entrar em colapso. Sob esse viés, é possível observar o homem querendo dominar a natureza para o seu benefício gerado pelo crescente consumismo que rompe com a harmonia entre a criatura e o meio ambiente.

Em primeiro lugar, é importante destacar que o ser humano e a natureza são interligados haja visto que possuem uma relação de codependência, todavia, houve uma ruptura por parte do indivíduo racional que usufrui dos recursos naturais para o seu bel-prazer sem pensar a longo prazo no que isso pode acarretar para a sociedade. Nesse sentido, na animação “Lorax: Em busca da Trúfula perdida” pode ser detectada nesta comunidade que vive em uma cidade artificial, do qual as árvores não existem mais, os efeitos que o desejo de imperar levaram-os então a explorar o que gerou problemáticas irreversíveis na vida do ser humano como resultado final.

Ademais, vale ressaltar o consumismo como um dos fatores que dificulta a relação da pessoa com a natura. Nesse contexto, os grandes meios de comunicação usam da sua influência para que o potencial cliente possa adquirir tal produto sem antes refletir se ele vai obter o produto por uma necessidade ou só está reproduzindo aquilo que lhe foi proposto. Dessa maneira, a teoria “Habitus” desenvolvida pelo sociólogo Pierre Bourdieu pode ser levada em consideração já que ele diz que ideias são impostas e posteriormente naturalizadas por esses indivíduos. Logo, essa atitude cívica exagerada gera a degradação ambiental por ter havido a interrupção entre o ser humano e a ambiência por realizar esse intenso uso do recursos que só beneficia o ser humano e os seus interesses.

É necessário, portanto, medidas estratégicas para mudar esse cenário. Para que isso ocorra, deve ser inserido nas escolas através do MEC, desde o ensino infantil até o ensino médio, a educação ambiental do qual possam realizar palestras lúdicas e também atividades práticas, com o propósito de que esses educandos consigam estabelecer uma ligação com o meio, aprendendo a respeitá-lo, valorizá-lo e usá-lo de forma responsável. Desse modo, a Gaia, terra em que esses sujeitos habitam, seja capaz de permanecer saudável e em equilíbrio com os seus residentes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Geralmente, quando se comete um crime considerado […]

No Brasil, os desafios para a atenuaç&atild[…]

Trabalho infantil no Brasil

Não é recente o trabalho infantil no[…]

A violência doméstica

No documentário "Cenas de um homic&iac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM