• Avatar do usuário
#66074
De fato, a diversidade étnico-cultural não tem seu devido valor nas instituições educacionais brasileiras, uma vez que pouco se sabe sobre a história brasileira antes do período colonial e quase não há referências que façam alusão às tradições e costumes dos povos indígenas e africanos.
A partir dessas pautas, pode-se pensar no porque de um país tão miscigenado como o Brasil ter dificuldade em inserir diversidade de etnia e cultura na educação e a resposta para esse questionamento é o preconceito velado, pois existe um ideal racista enraizado na sociedade brasileira desde os primórdios da opressão colonizadora aos povos nativos e escravizados que foram obrigados a aderir a cultura europeia e seus costumes e tradições foram brutalmente silenciados pela coroa portuguesa e isso se alastrou até os dias de hoje, pode-se comprovar isso pelo fato de termos apenas a língua portuguesa como língua oficial, o cristianismo (que outrora foi imposto aos indígenas) como religião predominante, entre outros exemplos.
Sendo assim, tem-se que o desafio principal a ser superado em relação a esse assunto é a intolerância, pois ela é uma resposta ao medo do desconhecido e a população brasileira carece de conhecimento sobre suas raízes, dessa forma, a ignorância precede o preconceito. O livro "O menino negro", contw a história da infância de um garoto africano, dando um enfoque principal à sua aprendizagem sobre a própria cultura e assim como.mostra no livro, costumes e tradições são aprendidos e não inpostos, portanto não se pode cobrar de um povo uma diversidade de cultura da qual ele não foi familiarizado, por isso a importância de apresentar às crianças e aos jovens estudantes essa diversidade, pois eles são o futuro da nação e a mudança pode ocorrer a partir deles.
Para que a diversidade étnico-racial esteja presente na educação brasileira, cabe ao ministério da cultura e da educação trabalharem em conjunto para promoverem um programa de inserção de novos conhecimentos étnicos-raciais, principalmente na educação primária, em que is grupos pertencentes a diferentes povos terão a liberdade de se expressar e compartilhar conhecimento, para que assim, o preconceito à essas etnias seja desconstruido.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Doença mental

Deivid16 , Gi69

“A essência dos direitos humanos &eac[…]

vitoriaca , tá bom anjo❤

Iurymed , ei!! Claro! Posso sim. Em breve, ok[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM