• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#72687
No filme estadunidense "Coringa", observa-se que a cidade de "Gotham", local onde os acontecimentos se desenrolam, é tomada pela violência urbana, contendo altos índices de criminalidade. Fora da ficção, é nítido que inúmeras cidades brasileiras podem se identificar com esse cenário, tendo em vista que há uma forte presença de criminalidade no país, especialmente em áreas urbanas. Nesse contexto, há dois principais motivos para a presente violência urbana no Brasil: a grande quantidade de desempregados na sociedade e a falta de investimento governamental na educação pública.

Em primeiro lugar, é necessário ressaltar que o alto número de desempregados na nação corrobora para o aumento dos índices de violência nas grandes cidades. Nesse sentido, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que há no Brasil mais de 14,8 milhões de desempregados. Visto isso, essa estatística é alarmante, pois essa condição de milhões de cidadãos irá influenciar indiretamente o aumento de homicídios e furtos. Como diversas pessoas não possuem renda mensal, esses indivíduos têm a necessidade de realizarem outras atividades para conseguirem se sustentar, que podem ser tanto entrar no ramo do comércio informal, quanto realizar práticas criminosas. O Estado, no entanto, não consegue diminuir a taxa de desemprego.

Em segundo lugar, é válido observar que a falta de investimentos do governo na educação pública representa uma das causas dos alto índice de violência urbana. Assim sendo, principalmente nas periferias das cidades, há uma baixa qualidade dos níveis educacionais, o que está indiretamente relacionado ao aumento do desemprego. Segundo o G1, portal de notícias brasileiro, existem, proporcionalmente, menos crianças recebendo educação básica nas periferias em comparação aos centros urbanos, o que aumenta a desigualdade social e, posteriormente, os índices de violência no Brasil.

Logo, o Ministério da Educação, responsável pelo ensino básico dos cidadãos, deve, por meio de verbas governamentais, criar programas educacionais que preparem o cidadão para o mercado de trabalho. Essa ação tem a finalidade de reduzir o número de desempregados no Brasil, impedindo que este se assemelhe a "Gotham".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#73147
PRECONCEITO LINGUÍSTICO E EXCLUSÃO SOCIAL

O filósofo Raimundo de Teixeira Mendes, em 1889, adaptou o lema " Ordem e Progresso" não só para a Bandeira Nacional Brasileira, mas também para o país que, atualmente enfrenta inúmeros empecilhos para o seu desenvolvimento. Lamentavelmente, entre eles destaca-se o preconceito e a exclusão, problema recorrente na sociedade brasileira. Essa realidade, se deve principalmente a inoperância estatal e à alienação social.
Primeiramente, é notório que a negligência estatal é um grave empecilho. De acordo com o pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por organizar a sociedade e garantir o bem-estar comum. Contudo, devido à falta de atuação dos escalões de governança, discriminação e restrição, surge no tecido social e impede o pleno exercício da cidadania por significativa parcela da população. Dessa forma, a estabilidade social é mitigada e garantias básicas, cerceadas.
Em segundo lugar, percebe-se que o silenciamento social é o fator determinante para a permanência do problema no Brasil contemporâneo. Sob esse viés, o teórico social Michel Foucault defende que, na sociedade pós-moderna, alguns temas são silenciados para que os alicerces do poder continuem mantidos. Contudo, na atualidade, nota-se uma omissão no que se refere as discussões acerca do preconceito linguístico e exclusão social, que tem sido uma questão silenciada no país. Desse modo, sem diálogo sério e massivo a respeito dessa problemática, sua resolução é quase uma utópica.
Portanto, é necessário que medidas sejam tomadas para reverter esse cenário. Para isso, a mídia, é responsável por moldar a opinião do grande público, deve desenvolver um projeto que vise informar a sociedade sobre o preconceito línguistico e exclusão social. Essa ação deve ser realizada por meio de propagandas televisivas, com intuito de garantir os direitos da parcela da população afetada e mobilizar a sociedade. Dessa maneira, o Brasil será o país de Ordem e Progresso, como proferiu o filósofo Raimundo de Teixeira Mendes.
#73151
geoca escreveu:
LucasME escreveu:@geoca Poderia corrigir para mim, por favor? Agradeço desde já!
Oioi Lucas, tudo bem? Sou apenas estudante, então estarei apenas dando minha opinião sobre seu texto. Aqui está:

https://drive.google.com/file/d/13V8_TL ... drivesdk

Caso não consiga acessar o arquivo, entre em contato comigo no privado. Até maaaais! 💖
Muito obrigado pela correção, me ajuda muito!

Com a ascensão da "pandemia do covid-1[…]

No filme Maze Runner é retratado um mundo p[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/tendencias-e[…]

Se vocês puderem corrigir minha redaç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM