• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#84614
Na obra do escritor inglês Thomas More é retratado uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que apesar de ter avanços, ainda há obstáculos para os direitos do consumidor brasileiro. Esse cenário antagônico é fruto da falta de informação e da negligência do Estado. Desse modo, é necessária a discussão desses aspectos para o pleno funcionamento da sociedade.
Precipuamente é fulcral pontar a ausência de informações como promotor do problema. De acordo com Immanuel Kant, filósofo alemão, '' O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.'' Partindo desse pressuposto, é importante argumentar que devido à falta de informações muitos consumidores não reconhecem seus direitos e acabam sendo vítimas de injustiças praticadas pelos seus fornecedores, que dependendo do produto consumido pode levar a danos na saúde ou danos financeiros severos. Diante disso, para uma melhora dessa situação é necessária uma educação eficiente para que os consumidores reconheçam seus direitos.
Ademais é imperioso ressaltar a negligência do estado como impulsionador do problema. Uma vez que, conforme Thomas Hobbes citou, o Estado é responsável pelo bem estar social, porém, há uma deficiência na função estatal já que há muitos casos de vício oculto, defeito de fabricação do produto de forma invisível aos olhos, que por sua vez lesiona o comprador que sem perceber levam para casa objetos ou comidas sem o perfeito estado de consumir prometido pelo fornecedor, isso tudo fere os direitos dos consumidores que devem obter produtos em seu impecável estado. Dessa maneira urge uma mudança nos setores governamentais.
Por isso, é imprescindível medidas para atenuar o avanço da problemática. O Ministério da Educação com o Código Brasileiro de Direitos ao Consumidor, órgão responsável por garantir os direitos dos consumidores, devem fazer campanhas, mostrando a importância de se manter informado, e fiscalizações eficientes dos produtos. As campanhas podem ser feitas por meio das redes sociais e panfletos, de modo a coibir o problema e dessa forma a sociedade alcançará a Utopia de More.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#84662
Olá, @Laianny! Tudo bem? Espero que sim!

Legenda:
Erro
Correção
Comentário/ Sugestão

Vejo que começou sua dissertação com um repertório coringa. Gosto muito deles, inclusive usei um na minha redação de 2021 (foi a salvação da minha introdução kkkkk). É sempre bom ter uma "carta na manga"! No entanto, aconselho não ficar somente essas alusões que encaixam em quase todos ( ou todos :lol: ) temas, só para ir treinando mesmo.

Intro

Na obra do escritor inglês Thomas More é retratado uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que apesar de ter avanços, ainda há obstáculos para sugiro retirar o "para" e escrever " no que tange à garantia dos" ou "no que se refere à consolidação dos" os direitos do consumidor brasileiro. Esse cenário antagônico é fruto da falta de informação e da negligência do Estado. Desse modo, é necessária a discussão desses aspectos para o pleno funcionamento da sociedade.

Excelente!

Desenvolvimento 1

Precipuamente , --> use vírgula depois dos conectivos é fulcral pontar a ausência de informações como promotor do problema. De acordo com Immanuel Kant, filósofo alemão, '' O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.'' Partindo desse pressuposto, é importante argumentar que devido à falta de informações muitos consumidores não reconhecem seus direitos e acabam sendo vítimas de injustiças praticadas pelos seus fornecedores, ---> Achei que não ficou bom de se ler após a vírgula e por isso vou dar uma sugestão: troque a vírgula por um ponto final e inicie o novo período com um conectivo como "Nesse sentido, vale pontuar que" que dependendo do produto consumido pode levar a danos na saúde ou danos financeiros severos. Diante disso, para uma melhora dessa situação , é necessária uma educação eficiente para que os consumidores reconheçam seus direitos.

Ameeei! Você argumenta muito bem! 😍

Desenvolvimento 2

Ademais, é imperioso ressaltar a negligência do estado Estado --> "estado" refere-se a um território ; "Estado" é sinônimo de Governo como impulsionador do problema. Uma vez que, conforme Thomas Hobbes citou, o Estado ---> repetição é responsável pelo bem estar social, porém, há uma deficiência na função estatal, --> use vírgula após conjunções já que há muitos casos de vício oculto, sugiro trocar a vírgula por e/ ou defeito de fabricação do produto, de forma invisível aos olhos, que, por sua vez, achei o " por sua vez" desnecessário e confuso. Sugiro retirá- lo e escrever " o que" lesiona o comprador os compradores , que Tem " que " demais no seu texto. Substitua por " o qual", quando possível. sem perceber levam para casa objetos ou comidas sem o perfeito estado de consumir prometido pelo fornecedor, isso tudo fere os direitos dos consumidores, que devem obter produtos em seu impecável estado. Dessa maneira, urge uma mudança nos setores governamentais.

Faltam pontos finais no seu texto. Aconselho não fazer períodos tão longos, pois as chances de ocorrerem erros aumenta. Pesquise sobre isso. Ademais, leia algumas redações.
Outra coisa, creio que poderia ter deixado um pouco mais claro o que o Estado não está fazendo.


Conclusão
Por isso, é imprescindível medidas para atenuar o avanço da problemática. O Ministério da Educação com o Código Brasileiro de Direitos ao Consumidor, órgão responsável por garantir os direitos dos consumidores, devem fazer campanhas, mostrando a importância de se manter informado, e --> use a vírgula ou "e" fiscalizações eficientes dos produtos. As campanhas podem ser feitas por meio das redes sociais e panfletos, de modo a coibir o problema e dessa forma a sociedade alcançará a Utopia de More.

Ótimo

Você mandou muito bem, hehe! Espero ter ajudado! Qualquer dúvida ou questionamento me envie uma mensagem por aqui.

Strong hug!😊😘
#84664
Boa contextualização do tema
Boa problematização.
Boa tese.
Boa argumentação no 2º parág
Boa argumentação no 3º parág
Bons repertórios (legitimados, pertinentes, produtivos)
Projeto de texto bem definido e sem falhas
Bons conectivos e o texto bem articulado
Intervenção bem completa e articulada às duas problemáticas levantadas

Inadequações
“Precipuamente[,] é fulcral...”
“Ademais[,]é imperioso ressaltar...”
“que[,] por sua vez[,] lesiona...”
“Dessa maneira[,] urge...”
“informado, e fiscalizações eficientes...” n tem vírgula
Esqueceu de por o nome da obra no começo (mas isso é besteira, rsrs)
C1: 160
C2: 200
C3: 200
C4: 200
C5: 200
Nota: 960
Faixa: no mínimo, 900+
Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM