• Avatar do usuário
#81523
A partir do início da Revolução Industrial, as tecnologias mais eficientes geravam um grande lucro aos donos dos meios de produção, devido à rapidez com que se realizava determinado trabalho. Sendo assim, esses empresários investiam muito capital financeiro em inovações eficazes, o que fomentou o avanço do conhecimento científico na sociedade. No entanto, como o Brasil atrasou-se em relação aos demais países da Europa no âmbito industrial, houve uma repulsa à ciência no país. Tendo em vista que esse cenário gera consequências no presente, é necessário entender os principais motivos que corroboraram para tal, como a demora para a nação tornar-se um Estado laico e a falta de investimento governamental.

Em primeiro lugar, faz-se pertinente constatar que o Brasil tornou-se um Estado laico, ou seja, sem religião oficial, apenas em 1889, ano em que iniciou a República Brasileira. Tendo essa questão em mente, é observável que, como a Igreja Católica, religião oficial do Brasil Império, não concordava com diversas teorias científicas, como a Teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin, ela influenciava a população tupiniquim a não acreditar na ciência, de forma geral. Então, uma consequência dessa influência foi a Revolta da Vacina, ocorrida no início do século XX, quando boa parte da população carioca revoltou-se contra a aplicação, de maneira a discordar dos cientistas. O governo da época não procurou conscientizar a população, o que resultou numa aversão enraizada à ciência na pátria.

Em segundo lugar, o Estado não investe na produção de conhecimento científico nacional. Segundo o "G1", portal de notícias brasileiro, o governo reduziu o capital financeiro investido na ciência em 2021. Esse contexto demonstra o desrespeito à produção científica nesse território, afinal, os governantes não consideram o prejuízo intelectual e econômico que suas ações terão ao país futuramente.

Logo, o Poder Executivo, por meio de seu poder constitucional, deve realocar verbas governamentais, como os tributos sobre produtos comprados pelos consumidores, para a área científica, com a finalidade de valorizar a ciência no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM