Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#49996
Em a "República", o célebre filósofo Platão idealiza uma cidade livre de desordens e problemas, em que o povo trabalha em conjunto para superar todos os impasses. Fora da ilustre produção literária, com ênfase na sociedade brasileira hodierna. Nota-se o oposto aos ideias de Platão, uma vez que a Superexposição nas redes sociais, representa um obstáculo de grandes proporções. Assim, faz-se vital analisar às principais causas da problemática; o narcisismo e a busca por aceitação.

É preciso considerar, antes de tudo, o narcisismo como elemento propulsor do impasse. De acordo com Guy Debort, em seu livro "Sociedade do espetáculo", todas as pessoas vivem suas vidas como se fosse uma performance, tentando sempre de o melhor show para as outras e aparentar perfeição. A teoria se comprova na realidade apresentada no brasil- hodierno- devido ao narcisismo intrínseco em parte da população- a qual- faz com que estas recorram às redes sociais e se exponham drasticamente, buscando aprovação dos outros E se tornando dependente de "likes" e elogios para se sentirem bem consigo mesmas.

Além disso, faz imprescindível compreender o efeito da busca por aceitação como outra gente influenciador do revés. Para michel Foucault, filósofo francês. "A sociedade burgueza quer pessoas doces e úteis". Sob à perspectiva de Foucault, é- possível perceber- que a sociedade atual exige, mesmo que indiretamente, padrões a serem seguidos. Os quais geram o sentimento de inferioridade nas pessoas que são invisibilízadas por não os atingirem. Como consequência disso, estás se tornam vítimas de si mesmas, adquirindo transtornos psíquicos e problema de auto-estima.

Em suma, a super exposição nas redes sociais é um problema de atual- e por isso- deve ser combatido. Portanto, a fim de resolver narcisismo e a busca por aceitação, é preciso que o ministério público. Em paralelo com às grandes mídias televisivas, mediante recursos públicos. Criem campanhas publicitárias ,que serão expostas no horário nobre televisivo.Com o fito de aconselhar a população sobre os riscos da superexposição nas mídias sociais possa acarretar na vida de quem se expõe.Essa medida deverá ser visado pelo Ministério público de cada Estado que terá, também, a função de agregar mais positivos para a resolução deste quadro. Com essa ação, a sociedade brasileira poderá chegar perto das convicções platônicas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#50003
Ingridamorim escreveu:Em a "República", o célebre filósofo Platão idealiza uma cidade livre de desordens e problemas, em que o povo trabalha em conjunto para superar todos os impasses. Fora da ilustre produção literária, com ênfase na sociedade brasileira hodierna. Nota-se o oposto aos ideias de Platão, uma vez que a Superexposição nas redes sociais, representa um obstáculo de grandes proporções. Assim, faz-se vital analisar às principais causas da problemática; o narcisismo e a busca por aceitação.

É preciso considerar, antes de tudo, o narcisismo como elemento propulsor do impasse. De acordo com Guy Debort, em seu livro "Sociedade do espetáculo", todas as pessoas vivem suas vidas como se fosse uma performance, tentando sempre de o melhor show para as outras e aparentar perfeição. A teoria se comprova na realidade apresentada no brasil- hodierno- devido ao narcisismo intrínseco em parte da população- a qual- faz com que estás recorram às redes sociais e se exponham drasticamente, buscando a aprovação dos outros e, se tornando,dependentes de "likes" e elogios para se sentirem bem consigo mesmas.

Além disso, faz imprescindível compreender o efeito da busca por aceitação como outra agente influenciador do revés. Para michel Foucault, filósofo francês. "A sociedade burgueza quer pessoas dóceis e úteis". Sob à perspectiva de Foucault, é- possível perceber- que a sociedade atual exige, mesmo que indiretamente, padrões a serem seguidos. Os quais geram o sentimento de inferioridade nas pessoas que são invisibilízadas por não os atingirem. Como consequência disso, estás se tornam vítimas de si mesmas, adquirindo transtornos psíquicos e problemas de auto-estima.

Em suma, a super exposição nas redes sociais é um problema árduo e atual - e por isso- deve ser combatido. Portanto, a fim de resolver o narcisismo e a busca por aceitação. É preciso que o ministério público. Em paralelo com às grandes mídias televisivas, mediante recursos públicos. Criem campanhas publicitárias ,que serão expostas no horário nobre televisivo,com o fito de aconselhar a população sobre os riscos que a superexposição nas mídias sociais possa acarretar na vida de quem se expõe.Essa medida deverá ser visada pelo Ministério público de cada Estado que terá, também, a função de agregar mais positivos para a resolução deste quadro. Com essa ação, a sociedade brasileira poderá chegar perto das convicções platônicas.

De acordo com o Censo do IBGE, em 2010, 0,47% da p[…]

A redação está ótimo,[…]

Poderia corrigir minha redação, por […]

Taissa19 , nota final: 640, erros bobos de aten&[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM